Globo

Globo

Em 1998, novela da Globo previu Hillary na presidência dos EUA

Branca, personagem vivida por Susana Vieira em "Por Amor" (Foto: Reprodução)
Branca, personagem vivida por Susana Vieira em “Por Amor” (Foto: Reprodução)

A disputa pelo eleitorado americano para as eleições presidenciais de 2016 está pegado fogo, e por lá, Donald Trump (Republicano) disputa com  Hillary Clinton (Democrata) o comando da nação mais poderosa do mundo, os Estados Unidos da América.

Assim como hoje em dia, no século passado as eleições americanas já influenciavam no noticiário brasileiro. A política de lá já influenciou, inclusive, telenovelas. Em 1998, “Por Amor”, de Manoel Carlos, previu Hillary como a primeira presidente mulher do país, o que pode ser concretizado em breve.

Hillary e Trump disputam a presidência dos EUA (Foto: Montagem)
Hillary e Trump disputam a presidência dos EUA (Foto: Montagem)

Era época polêmica, e o então presidente Bill Clinton sofria em meio a um processo de impeachment após ter um caso com a sua estagiária Monica Lewinsky. Hillary, ao contrário do que muitas mulheres fariam, não deixou de apoiar o marido.

De acordo com a novela, não por bondade, mas por puro interesse. A personagem Branca, vivida por Susana Vieira, comenta que o que salvou Bill do impeachment foi o apoio da mulher.

“Ela (Hillary) não está pensando no marido dela, não. Ela está pensando nela. Ela vai sair candidata, você vai ver. E se as coisas continuarem como estão, ela vai ser a primeira presidente mulher dos Estados Unidos”.

Veja também

A descoberta foi do jornalista Maurício Stycer.

Já assistiu o nosso programa de fofocas dessa semana?

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

TV Foco AO VIVO Acompanhe

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários