Colunas ighome

Emissoras esqueceram como faz TV em 2021: por que público desistiu do entretenimento?

"Triturando" e "A Hora da Venenosa" registraram quedas de audiência nos últimos dias (Foto: Divulgação/SBT/Record)
“Triturando” e “A Hora da Venenosa” registraram quedas de audiência nos últimos dias (Foto: Divulgação/SBT/Record)

Diversos programas que ocupam a faixa vespertina da televisão brasileira estão com formatos exaustivos e o público tem opinado através da audiência

2021 chegou com agressividade para cima de todas as emissoras abertas e os programas, principalmente os de entretenimento, sentiram na pele o que é a falta de inovação. Com alteração na contagem de audiência e a pandemia como principais responsáveis, atrações que foram feitas originalmente para levar um pouco de leveza para o público parecem não ter entendido o recado deixado por 2020.

+ Sonia Abrão divulga escândalo ao vivo, áudio comprometedor é reproduzido e colunista abaixa cabeça em bancada

+ Zilu tem surto na frente de milhões, assume que ainda ama Zezé e marca Graciele sem piedade: “Eu tenho raiva”

Como de costume, algumas emissoras deixaram programas gravados nas primeiras semanas de janeiro e consequentemente perderam público. O problema é que alguns dos principais produtos do entretenimento da TV atualmente não conseguiram recuperar o que foi perdido no retorno para o ao vivo e continuam com números baixos, como é o caso do “A Tarde é Sua”, da RedeTV!.

Nesta semana, o assunto mais comentado dos programas que fazem fofoca foi o escândalo envolvendo a conturbada relação entre Nego do Borel e Duda Reis. O assunto foi conversado com exaustão por atrações e até a Sessão da Tarde, da TV Globo, atingiu altos picos com a falta de interesse do público na overdose de ‘treta’ nas concorrentes.

Fabíola Reipert falava sobre o assunto no “Balanço Geral SP”, Sonia Abrão no “A Tarde é Sua”, Catia Fonseca no “Melhor da Tarde” e também tinha o “Triturando”, com um elenco de peso, falando sobre a polêmica do ex-casal.

Mesmo com números mais baixos, algumas atrações bateram novamente na tecla nos dias seguintes e viram que o assunto realmente não estava chamando atenção, independente do furo de reportagem que fosse divulgado na tela.

Pela manhã, entretanto, algumas atrações parecem ter prendido o público na tela e até conquistado nos telespectadores, como é o caso do “Mais Você”, do “Encontro” e do “Hoje Em Dia”, que estão registrando números consistentes de audiência na Grande São Paulo. O SBT, contudo, continua vendo sua programa definhar nos últimos meses.

A impressão que passa a quem acompanha a programação vespertina é que os profissionais simplesmente esqueceram de como se faz televisão, sem conseguir ultrapassar algumas barreiras provocadas pela pandemia. Enquanto a Globo se ajusta para entregar conteúdo inédito, outros canais sobrevivem de reprises, como é o caso do SBT.

+ Carolina Ferraz, após anunciar volta à Globo, escancara novo trabalho e solta bomba: “Um sonho que é meu”

É preciso inovar, conversar com o público e dar uma amenizada na quantidade de merchans que são exibidos diariamente nas atrações, algo que tem afastado telespectadores. Não deve ser nenhum absurdo dizer que a televisão, nos últimos meses, ficou chata.

Programas de entretenimento tiveram 'overdose' de Duda Reis e Nego do Borel (Foto: Divulgação)
Programas de entretenimento tiveram ‘overdose’ de Duda Reis e Nego do Borel (Foto: Divulgação)

Confira a audiência detalhada de todas as novelas da Globo semana a semana aqui

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

Sobre o autor

Paulo Vito

Paulo Vito é um jornalista que trabalha com celebridades desde 2017 e admira tudo o que envolve o mundo dos famosos e da televisão. Está sempre de olho no que acontece nas redes sociais e faz questão de prestar atenção nas polêmicas e novidades!