Encerramento das produções: O fechamento de montadora gigante no Brasil, após venda para a Fiat

03/06/2024 às 7h28

Por: Gabriel Amaral
Imagem PreCarregada
O fim de uma montadora gigante, comprada pela Fiat (Reprodução: Montagem TV Foco)

A Fiat comprou uma montadora na década de 1970 e logo depois marcou o seu fim, com o encerramento das produções

Uma montadora de carros gigante acabou tendo o seu fim marcado para a tristeza de todos os motoristas. Um dos acontecimentos que levaram à isso foi a venda para a Fiat, em 1977, pouco tempo depois encerrando as suas produções.

Siga o Tv Foco no Telegram

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Telegram

Criada em 1942, a Fábrica Nacional de Motores tinha sua sede em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro. A ideia inicial era de produzir motores aeronáuticos, mas 7 anos depois se tornou a primeira fábrica a produzir caminhões no Brasil.

Ela estreou com o modelo D-7.300, que tinha capacidade para transportar 7,5 toneladas de carga e produziram cerca de 200 unidades deste modelo. A empresa também tomou a iniciativa, em 1955, de lançar ônibus muito longos, o que faria com que mais passageiros pudessem embarcar.

Os caminhões da FNM fizeram grande sucesso na década de 1950 e 1960 (Reprodução: Internet)
Os caminhões da FNM fizeram grande sucesso na década de 1950 e 1960 (Reprodução: Internet)

Porém, de acordo com o portal ‘CNN’, em 1977 a Fábrica Nacional de Motores acabou vendida para a Fiat. Assim, dois anos depois a montadora italiana aposentou a FMN e passou a usar a própria marca até 1985.

Siga o Tv Foco no WhatsApp

Receba nossas notícias diretamente no seu WhatsApp


A decisão se deu por conta da Fiat parar de apostar nos veículos pesados, como caminhões, deixando a fábrica para a Marcopolo, onde estão localizadas até hoje, na baixada fluminense, no Rio de Janeiro.

Veja também

Fábrica Nacional de Motores acabou comprada pela Fiat em 1977 (Reprodução: Internet)
Fábrica Nacional de Motores acabou comprada pela Fiat em 1977 (Reprodução: Internet)

Retorno triunfal da FNM

Ainda segundo a ‘CNN’, após 4 décadas do adeus da Fábrica Nacional de Motores, ela retornou com tudo em 2020, mas agora chama-se Fábrica Nacional de Mobilidades. Isso porque começou a produzir caminhões elétricos em Caxias do Sul, no Rio Grande do Sul.

Boa parte dos componentes, como bateria, motor e o sistema digital é importada do Estados Unidos. A Agrale produz os veículos, que são finalizados pela FNM. Segundo os responsáveis pelo projeto, a ideia é de fazer caminhões para transporte em centros urbanos, com capacidade de até 17 toneladas.

A montadora retornou em 2020, mas com outro nome e com veículos elétricos (Reprodução: Internet)
A montadora retornou em 2020, mas com outro nome e com veículos elétricos (Reprodução: Internet)

Quando a Fiat chegou no Brasil?

A Fiat, uma das principais montadoras do mundo, chegou ao Brasil em 1971, com sua fábrica em Betim, no estado de Minas Gerais. Hoje é uma das principais fabricantes do país, figurando sempre com os modelos mais vendidos no ano.

🚨 Luto! Bozo morre + Polícia investiga mort3 de Nahim como ass@ssin@to + Tati puxa tapete de Eliana?   

Autor(a):

Eu sou Gabriel Amaral, jornalista, formado na Universidade Anhembi Morumbi em 2021. Apaixonado por qualquer tipo de esporte, torcedor do São Paulo e adoro me perder assistindo filmes e séries dos mais variados gêneros e fã da música sertaneja. Faço matérias variadas sobre as celebridades e suas mansões. gabriel.amaral@otvfoco.com.br. Minhas redes sociais são:

Botão de fechar
Utilizamos cookies como explicado em nossa Política de Privacidade, ao continuar em nosso site você aceita tais condições.