Especial Caminho das Índias TV em Foco

 

Falta pouco para o termino de uma novela que dividiu opiniões e criticas. Caminho das índias, trama de Glória Perez, era a esperança de recuperar o horário das 21 horas e fazer com que a Rede Globo voltasse a reinar absoluta na casa dos 50 pontos de média. A receita era a mais requintada, cores, danças, polêmicas, humor, sensualidade, atores veteranos, trilha de qualidade e milhões investidos. Resultado? Números abaixo do esperado e uma trama que entra no rol dos piores desempenhos do horário nobre.

Apresentando seu folhetim para a imprensa, Glória em um momento de euforia exclamou que seu objetivo era 70 pontos de média, e acabou por ver navios. Mas o que será que foi decisivo para tal fracasso? A história? Os protagonistas? A lentidão? A infidelidade dos fatos? O que teria feito a mais conceituada autora de novelas amargar a maior de suas derrotas em termo de audiência?

O TV em Foco analisa com você os principais pontos negativos da trama:

– Os protagonistas.

Eles- Definitivamente temos os três protagonistas mais amados e odiados das telenovelas da atualidade. Enquanto Raj tornou-se o queridinho de todo o público, Bahuan que antes era cotado pra ser o herói tornou-se o grande vilão. Essa não é a primeira vez que os papeis de invertem nas tramas de Glória Perez, em América, Ed e Tião também se perderam nos caminhos do folhetim e no fim das contas um tomou o lugar do outro. Provavelmente é isso que acontecerá em CDI. O Insucesso de Bahuan não se dá apenas pela atuação de Márcio Garcia que é péssima, mas também pelo fato de que seu personagem é um canalha, Prefere agir à surdina, por meios ilícitos e com recursos típicos de uma mulher amarga: mandar fotos, jogar veneno e fazer mil insinuações. Não que Raj seja um bom exemplo, pelo contrário, No começo da novela abandonou Duda, seu grande amor, porque Mamadi e badi não aceitavam sua união com uma firangi estrangeira. Por favor: que raio de herói é esse que se rende a uma chantagem tão baixa?

Ela- Maya de Juliana Paes e tão morna como a atuação da atriz. A nora de Indira é Dona de um caráter muito duvidoso, ela já mentiu para todo mundo e só foi realmente sincera com Raj  quando confessou que não era mais virgem. Mesmo assim contou uma meia verdade, já que omitiu que estava grávida de Bahuan. Engana, omite, esconde enão se arrepende. Por Lord Ganexa.

– A história

Parece redundante, mas a trama de Gloria não convenceu por ser mais do mesmo. Todas as historias de Perez tem os mesmos elementos, as mesmas historias, o que mudam são apenas os países, por que os perfis de seus personagens são idênticos. Sempre tem um bar, dançarinos, bordões, mulheres fogosas que traem o marido, flagras, polemicas, mistura de idiomas e fatos irreais. Are!

– A lentidão dos fatos

Com o ritmo de acontecimentos de A favorita, o publico se acostumou com momentos de êxtase, explosões, segredos sendo revelados, enigmas descobertos, ingredientes que não compõem a receita de Caminho das Índias. A novela se estende nos fatos, relata com detalhes e se prende a situações irrelevantes. Novela boa deixa gostinho de quero mais, vontade de acompanhar no outro dia, vontade de decifrar a mente do autor. CDI está longe de ser assim.

– A realidade abordada

Até mesmo os fãs de Gloria sabem que ela viaja em suas tramas, cria personagens irreais, países ilusórios, culturas imódicas e por mais que se trate de ficção, o telespectador gosta de aprender com o que vê. Em caminho fica claro que o figurino, o costume, a tradição e a cultura indiana não são fieis à realidade. Isso foi divulgado e abordado nos mais diferentes meios de comunicação durante esses 7 meses de exibição da trama. É preciso mostrar os fatos buscando sempre uma maior aproximação da realidade.

– A concorrência

A favorita bateu de frente com uma das melhores fases da trama de Thiago Santiago na Record, perdeu por algumas vezes mais conseguiu ultrapassar os 45 de média, num momento de disputa acirrada. Glória encontrou uma concorrência fraca, Promessas de Amor estava defasada, dando seus últimos suspiros e mesmo assim custou a chegar nos 44 de média. Se a trama dela é ruim ainda não sabemos, o que se sabe é que Manoel Carlos, mais um autor de renome volta às 21 horas para tentar recuperar o horário, se não atingir o objetivo, a emissora terá que ligar as sirenes para uma nova estratégia.

Confira a audiência detalhada de todas as novelas da Globo semana a semana aqui

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

Sobre o autor

Deivison Lima

Escreve sobre Televisão desde 2008