Jair Bolsonaro

Jair Bolsonaro

Ex-BBB faz ataque a quem deseja a morte de Bolsonaro e recebe apoio do PT: “É doentio”

Arthur Picoli manifestou repudio contra as pessoas que estão desejando morte de Bolsonaro (Imagem: Montagem)
Arthur Picoli manifestou repudio contra as pessoas que estão desejando morte de Bolsonaro (Imagem: Montagem)

Arthur Picoli fez publicação no Instagram e criticou ódio de pessoas contra Bolsonaro

O ex-BBB Arthur Picoli usou a sua rede social para atacar as pessoas que estão desejando a morte do presidente Bolsonaro, que está internado desde ontem, em um hospital em São Paulo. Na oportunidade, o ex-BBB ganhou apoio importante do PT, que deixou claro a importância de derrotar o político apenas no campo político.

No seu Twitter, Arthur Picoli falou que discordar de Jair Bolsonaro é uma coisa, mas, desejar a morte dele, chega a ser algo doentio. “Não concordar com a atual gestão do nosso país é uma coisa, desejar o pior para o presidente já é doentio, deseje saúde pois no momento é o que todos nós queremos e precisamos. Que todos fiquem bem, amigos e família”, escreveu o ex-BBB.

APOIO DO PT

Por meio dos comentários, o perfil oficial do PT em São Paulo respondeu a Arthur Picoli e falou querer “derrotar o Bolsonaro sim, mas na política. Independente das divergências políticas que são enormes, somos humanos”.

O ex-BBB, vale dizer, é eleitor declarado de Lula, e durante o seu confinamento no BBB21, ele chegou a falar sobre política em conversa com Gil do Vigor, falando que caso o economista entrasse para a vida política, ele deveria se filiar ao número 13, fazendo alusão ao número do PT.

Arthur Picoli recebeu apoio do SBT ao criticar mensagens de ódio contra Bolsonaro (Imagem: Reprodução)
Arthur Picoli recebeu apoio do SBT ao criticar mensagens de ódio contra Bolsonaro (Imagem: Reprodução)

Veja também

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

Assuntos

Bolsonaro

Quem escreve

Bruno Silva

Bruno Silva é paraibano e atua na área como redator desde 2013, sempre trazendo notícias aos leitores com muita responsabilidade.

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários