Honda: confira tudo sobre a montadora

Honda: confira tudo sobre a montadora

Facão à solta: O adeus de 5 motos extintas da Honda, Yamaha e Suzuki e o choro dos motoqueiros

O adeus de 5 motos extintas da Honda, Yamaha e Suzuki - Foto: Internert
O adeus de 5 motos extintas da Honda, Yamaha e Suzuki - Foto: Internet

As motocicletas amadas pelos motoristas tiveram o adeus confirmado definitivamente no Brasil

Com trânsitos cada vez mais caóticos, preços absurdos e a pressa para chegar no destino desejado, muita gente tem trocado sem pensar duas vezes os carros pelas motos. Afinal, existem modelos da Honda, Suzuki e muitas outras, que é de deixar a qualquer um de queixo caído.

Mas, como nem tudo são flores, 5 motos amadas pelos motoristas acabaram sendo extintas da Honda, Yamaha e Suzuki para o choro do grande público. Confira os modelos abaixo:

Um dos modelos que deixou os mercados se trata da Suzuki TL 1000S. O modelo possuía muitos atributos interessantes, incluindo o motor super potente de 2 cilindros que podia ir até os 250 km/h de velocidade final.

Porém, o modelo não emplacou e mesmo ficando 6 anos em produção, vendeu poucas unidades. No ano de despedida, foram apenas 6 emplacamentos. Diante o fracasso, a motocicleta saiu do mercado em 2002, custando cerca de R$ 33 mil.

Suzuki TL 1000S não empolgou (Foto: Reprodução / Internet)
Suzuki TL 1000S não empolgou (Foto: Reprodução / Internet)

Outra moto que não deu certo se trata da Honda Super Hawk, que possuía características semelhantes a anterior. A Honda apostava até em outras inovações, como garfo e amortecedor, mas, a novidade durou apenas UM ano aqui no país. Lançada em 1997, deu seu até logo em 1998, tendo uma passagem relâmpago.

Veja também

Honda Firestorm Superhawk (Reprodução - internet)
Honda Firestorm Superhawk (Reprodução – internet)

Também da gigante Honda, outra motocicleta que fracassou se trata da Magna 750. Eram quase 90 cv e 7 kgf.m de torque, todavia, isso não foi o suficiente para ganhar espaço entre outros modelos já consagrados. Cartão Vermelho! Saiu do mercado após apenas cinco anos no Brasil, no ano de 1998.

Magna 750 (Foto: Reprodução / Internet)
Magna 750 (Foto: Reprodução / Internet)

Outra moto que não caiu na graça das vendas foi a CTX 700. O modelo queria alinhar a ciclística tradicional custom a um conjunto inédito, econômico, leve e com bom desempenho. Mas, ela não agradou ao público que, preferiam motos mais esportivas e ‘beberronas’.

CTX 700 (Foto: Reprodução / Internet)
CTX 700 (Foto: Reprodução / Internet)

Fechando o top 5, a moto que era sucesso e deu adeus ao Brasil se trata da Yamaha RD 350. Segundo a Revista Duas Rodas, o lançamento se deu no final de 1986 e marcou o início de um novo momento da marca no país. Ela foi produzida no Brasil de 1986 a 1995 e ficou conhecida como ‘viúva negra’.

A Yamaha RD 350 LC foi uma grande rival da Honda (Foto: Reprodução/ Internet)
A Yamaha RD 350 LC foi uma grande rival da Honda (Foto: Reprodução/ Internet)

Qual a moto mais vendida do Brasil?

Em produção há mais de 45 anos, a Honda CG continua sendo a moto mais vendida do Brasil. Vendida em quatro versões, da básica Start à mais equipada Titan, a CG 160 é sinônimo de robustez e economia de combustível.

🚨 Fátima Bernardes na Record + Thais Fersoza expõe farsa no BBB24 + Globo obriga Rodriguinho a se "humilhar" por Davi

NOS SIGA NO INSTAGRAM

Logo do TvFoco

TV FOCO

📺 Tudo sobre TV e Famosos que você precisa saber.

@tvfocooficial

SEGUIR AGORA

Quem escreve

Kelly Araújo

Eu sou Kelly Araújo, formada em Biologia pelo IFCE e atualmente estudo Engenharia de Produção Civil na mesma instituição. Escrevo sobre televisão e o universo dos famosos desde o ano de 2014. Sou apaixonada por falar sobre os bastidores da TV, gosto de acompanhar a vida dos famosos nas redes sociais e amo assistir um reality show de confinamento. Minhas redes são: Email: [email protected]