Emissoras Globo Jair Bolsonaro

Famosa âncora da Globo é ameaçada de morte por apoiadores de Bolsonaro e causa terror na emissora

Miriam Leitão da Globo foi ameaçada por apoiadores de Bolsonaro (Reprodução)
Miriam Leitão da Globo foi ameaçada por apoiadores de Bolsonaro (Reprodução)

A jornalista da Globo Miriam Leitão teve a participação cancelada em um evento após ameaças de apoiadores de Jair Bolsonaro

O Brasil vive uma espécie de caça às bruxas aos jornalistas que ousem, mesmo que minimamente, criticar o presidente Jair Bolsonaro. Um A fora da linha, ou do que esperam os bolsonariastas, é mais do que suficiente para que haja perseguição e, inclusive, ameaças da morte. É o que está acontecendo, por exemplo, com Miriam Leitão, comentarista política e de economia da Rede Globo, uma das jornalistas mais conhecidas e respeitadas do país.

Além de atuar na Globo, Miriam Leitão também é escritora e tinha participação confirmada na 13º Feira do Livro de Jaraguá do Sul, que acontecerá em Santa Catarina. No entanto, nessa terça-feira, 16, a organização do evento precisou cancelar a participação da jornalista após uma série de ameaças via redes sociais encabeçadas por apoiadores de Jair Bolsonaro com ameaças de morte, segundo informações da Revista Fórum.

+Renata Vasconcellos paga peitinho no Jornal Nacional e tem verdade secreta sobre a família desvendada

+ Silvio Santos fico chocado ao descobrir segredo espantoso de criança que o ‘perseguia’ no SBT: ‘Não é possível’

+ Espírito de cantor Cristiano Araújo invade estúdios da Globo e ator diz ter se comunicado com alma de Chorão

E não foi apenas a contratada da TV Globo que teve a presença na Feira do Livro de Jaraguá cancelada, mas também o sociólogo Sérgio Abranches, e o motivo é o mesmo.

Desde a última segunda-feira, 15, quando as presenças de Miriam Leitão, da Globo, e do sociólogo Sérgio Abranches foram confirmadas, defensores de Jair Bolsonaro começaram a fazer pressão contra a participação dos dois no evento através da redes sociais, inclusive com ameaças de morte. Além dos comentários nas plataformas digitais, os bolsonaristas, como são chamados os fãs de Bolsonaro, criaram um abaixo-assinado repudiando a participação de Miriam Leitão por causa de “viés ideológico e posicionamento”.

Jornalista é contratada da Grupo Globo, e atua em três veículos, GloboNews, TV Globo, e jornal O Gobo (Imagem: Reprodução)
Jornalista é contratada da Grupo Globo, e atua em três veículos, GloboNews, TV Globo, e jornal O Gobo (Imagem: Reprodução)

Em nota, a organização do evento lamentou a decisão de cancelar a participação da jornalista e do sociólogo, mas disse temer pela integridade física de ambos. Ainda, ressaltou que “nunca, em toda sua história, a festa da literatura foi atacada pela escolha de seus convidados”.

Por meio das rede sociais, personalidades como o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que já foi ameaçado de “fuzilamento” pelo próprio presidente Jair Bolsonaro, quando este era deputado federal, repudiou os ataques à comentarista da Globo.

“A intolerância é inaceitável. As ameaças a Miriam Leitão e Sérgio Abranches em uma festa literária mais que entristecem: são inaceitáveis e envergonham os que acreditamos na liberdade como base da convivência. Discórdia faz parte do jogo democrático, impedir a voz, não”, disse o tucano.

“As vítimas do obscurantismo desta vez foram Miriam Leitão e Sérgio Abranches, desconvidados de uma feira do livro em SC após protestos de gente que não convive bem com a democracia. Organizadores disseram que não poderiam garantir sua segurança. Um absurdo”, disse o renomado jornalista Leonardo Sakamoto, do UOL.

Já o historiador e comentarista político Marco Antonio Villa, que recentemente foi demitido da Rádio Jovem Pan supostamente por uma pressão de Jair Bolsonaro, disse que a situação envolvendo a jornalista da Globo e o sociólogo escancara a “barbárie” e ressaltou que “vivemos em uma democracia e não em uma ditadura”.

Além de falar sobre política e economia no telejornal Bom Dia Brasil na Globo e de aparecer no canal pago Globonews, Miriam Leitão também assina uma coluna em O Globo, em que costuma fazer críticas a diversos setores da política brasileira, tendo criticado, em inúmeras ocasiões, os ex-presidentes petistas Lula e Dilma Rousseff quando estes eram presidentes. Hoje, no entanto, bolsonaristas tentam calar a voz da jornalista por discordarem de críticas ao seu presidente.

Até o momento, tanto Miriam Leitão quanto a Globo não se manifestaram sobre o assunto.

SIGA O TVFOCO NO INSTAGRAM E FIQUE POR DENTRO DE TUDO! CLIQUE/TOQUE AQUI.

ANÚNCIOS

ANÚNCIOS

Comentários recentes

CONHEÇA

ASSISTA!

;