TV Foco

Fátima Bernardes fica extremamente emocionada e cai no choro ao vivo com vítima de abuso sexual

Eva Luana, a jovem de 21 anos que viralizou na internet ao relatar as torturas e abusos sexuais  sofridos pelo padrasto nos últimos anos, emocionou Fátima Bernardes e os convidados do “Encontro com Fátima Bernardes” de hoje. Durante todo desabafo, Eva chorou muito no programa e contou com a presença do namorado, Mateus, que a incentivou a denunciar os abusos.

 + O Sétimo Guardião: Personagem deixa Valentina na miséria e vilã toma atitude drástica

Fátima Bernardes quis saber de onde a moradora de Camaçari, na região metropolitana de Salvador, tirou forças para fazer o relato que viralizou nas redes sociais na ultima terça, 19.

“Infelizmente, não posso dizer que eu tive força para denunciar. Eu não fiz por coragem, fiz por medo, porque já estava em um nível tão extremo, estava me sentindo tão ameaçada e perseguida que eu falei: ‘Se acontecer alguma coisa comigo, a minha mãe e a minha irmã precisam estar seguras… Se for para morrer de qualquer jeito, que eu morra lutando, então eu decidi contar”, relatou Eva.

+ Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso se precipitam, erram feio e feitiço vira contra os feiticeiros

“É muito difícil você passar por isso e fingir para todo mundo. As pessoas não compreendiam, me achavam estranha. Às vezes, até metida. Não estava mais aguentando a pressão das pessoas por eu ser diferente e também por eu não poder fazer nada. Eu me sentia uma fraca por ver tudo aquilo acontecendo e sem conseguir lutar. A força veio da fraqueza”, ressaltou.

Fátima Bernardes se emocionou ao vivo.  Já a atriz Claudia di Mauro se emocionou bastante. “Começo pedindo perdão pra você em nome de todas nós mulheres. Só não vou pedir pedir em nome do Estado porque o Estado falhou, tem falhado muito com todas nós. A gente não quer apanhar por quatro horas, a gente não quer ser mordida, ser humilhada. A gente tem direito a proteção. A sua voz é um grito de liberdade, só você sabe o quanto te custou isso”.

+ Em meio a polêmica, Alexandre Negrão quebra o silêncio e Marina Ruy Barbosa faz declaração

Eva relatou que estava chegando no limite em relação a situação quando chegou a pensar em suicídio e tomou coragem de desabafar com o namorado sobre os abusos. “Ele começou a suspeitar porque quando a gente estava falando de feminicídio, eu não conseguia disfarçar e falava com toda a minha alma sobre o crime ser inafiançável e ele percebeu”.

Eva Luana no programa Encontro com Fátima Bernardes

“Eu passei em outras faculdades, inclusive uma estadual e outra fora do país, em Coimbra, Portugal. Ele não permitiu que eu fosse. Um ano antes de entrar na faculdade, ele começou a fazer o mesmo curso que eu, então, até lá, onde eu poderia me sentir segura, ele estava.” Luna também relatou que o padrasto invadia a sala de aula para pegar seu celular sem ela estar esperando e que tinha sempre que sair antes da aula acabar e chegar muito atrasada.

Veja o relato que viralizou:

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

{1} respira ♡ / a todos que me ajudaram até aqui, seja no “desaparecimento” ou agora, com os fatos verdadeiros, a minha eterna gratidão. Aos meus amigos de infância, que eu fui obrigada a abandonar um por um, preciso pedir perdão. Não vou citar nomes, mas quem está firme comigo sabe, eu vou retribuir com todo o meu amor e relembrar até a minha velhice. / Meu caos teve início quando eu tinha 12 anos, minha mãe era agredida,abusada,violada e torturada quase todos os dias. Meu padrasto era obsessivo e ciumento com ela. Resumindo de uma maneira geral, ela era agredida com chutes, joelhadas, objetos.. Era abusada sexualmente de todas as formas possíveis. Era obrigada a tomar bebidas até vomitar e quando vomitava tinha que tomar o próprio vômito como castigo. Ele começou a me abusar sexualmente. Eu tinha nojo, repulsa, ódio e não entendia porque aquilo acontecia comigo. Me sentia uma criança estranha e diferente das outras. Achava que aquilo só acontecia comigo. Eu tentei por diversas vezes ir para a casa da minha avó, mas ele sempre ligava ameaçando todos, dizendo que iria matar e fazer várias coisas assim. Então era uma prisão sem grade, literalmente. Quando eu fiz 13 anos denunciei. Nessa denúncia eu tinha certeza que seria salva por todos. Mas não foi isso que aconteceu. O Estado falhou a tal ponto que o meu caso não chegou nem ao Ministério público. Fui obrigada a retirar a queixa por ameaças do meu padrasto. Ele utilizou o poder financeiro pra comprar a liberdade e comprar a minha alma. Porque ali eu perdi a minha alma. E o que eu fui denunciar, 1 ano de sofrimento, se multiplicou em mais 8 anos. Desde então os abusos, torturas e todo tipo de agressão foram aumentando dia após dia, ano após ano. Eu não tive mais vida social. Tudo era uma farsa. Ele nos obrigava a fingir que tínhamos uma família perfeita. As agressões eram verbais, físicas e psicológicas. Entre elas comer muito, em tempo estipulado, isso aconteceu com uma pizza família, pra comer inteira em 10 minutos. Óbvio que não conseguimos.Tb tomar 2 litros de refrigerante nesses 10 minutos.. eu levei socos no rosto e ele não me deixava me proteger com a mão. Chutes até cair no chão

Uma publicação compartilhada por Eva Luana 🌻 (@evalluana) em

Gosta das notícias publicadas por Nayara Bolognesi? Siga ela no Instagram: clicando aqui.

Fátima Bernardes e Túlio Gadêlha aproveitam o final de semana em local isolado

Fátima Bernardes e Túlio Gadêlha
Fátima Bernardes e Túlio Gadêlha (Foto: Divulgação)

Um dos casais mais queridos das redes sociais, Túlio Gadêlha e Fátima Bernardes são só amores. Os dois, que vivem um relacionamento à distância, aproveitam os feriados e finais de semana para estarem juntinhos. O casal resolveu curtir a vida longe da internet.

Em uma foto compartilhada em sua conta no Instagram, Túlio Gadêlha deu detalhes do momento com Fátima Bernardes. “Se desconectar é preciso. Esse fim de semana, sem perceber, ficamos quase que completamente desconectados. E essa foi a melhor coisa que fiz”, disse ele. Além disso, ele aproveitou para falar sobre o vício no celular.

+José Loreto posa com Bruno Gagliasso e Caio Blat e juntos ironizam a “suruba no dark room” da Globo

“Há alguns dias descobri que nos ‘ajustes’ do meu aparelho consigo saber meu ‘Tempo de Uso’ semanal, ou seja, o tempo que passo olhando pra essa sedutora e retangular telinha luminosa. O resultado me assustou e me fez repensar costumes. Dos 7 dias da semana, passo mais de 1 dia, um dia inteiro, olhando esse bendito aparelhinho. São 30 horas semanais divididas assim: 40% ‘Leitura e Referência’, 40% “‘Redes Sociais’ e 20% ‘Criatividade'”, declarou.

E prosseguiu: “O brasileiro passa, em média, mais de 64 horas semanais conectado, sendo ‘Redes Sociais’ a campeã isolada. Ficamos atrás apenas de Tailândia e Filipinas na estatística. Já parou pra pensar como as redes sociais ganharam tanto poder, a ponto de transformar a maneira como nos relacionamos, nos informamos e nos comunicamos? Quem são os arquitetos desse mundo virtual e onde tudo isso deve nos levar? Acho que essa é uma reflexão necessária. Porque é importante sempre lembrar que a vida é aquilo que acontece enquanto não estamos na internet”. 

Barracos, traição e muita fofoca ao vivo no canal do TV FOCO no YOUTUBE. INSCREVA-SE

TV Foco no Youtube

Sobre o autor

Nayara Bolognesi