Celebridades Fernanda Gentil Gugu Liberato

Fernanda Gentil faz apelo após divulgação de morte de Gugu: “Um furo não vale a vida”

Fernanda Gentil faz apelo após divulgação precoce da morte de Gugu (Foto: Divulgação/ Globo)
Fernanda Gentil faz apelo após divulgação precoce da morte de Gugu (Foto: Divulgação/Globo)

Jornalista e famosos noticiaram morte de Gugu de forma irresponsável

A jornalista Fernanda Gentil  publicou um longo texto em sua rede social onde ela fala sobre o apresentador Gugu Liberato. Na oportunidade, ela realizou um apelo aos jornalistas, após a divulgação da morte do apresentador ter sido feita sem nenhum tipo de confirmação por parte dos médicos ou da família do apresentador.

A apresentadora do programa Se Joga, iniciou a sua publicação dizendo o seguinte: “Um furo não vale a vida, uma manchete não vale uma amizade. Em nenhuma circunstância. Sobre nenhum assunto. Antes de sermos jornalistas somos pessoas, com as mesmas dores e delícias das pessoas sobre as quais falamos”.

Fernanda Gentil ainda admitiu que sim, ela já deu noticias em rede nacional sem antes ter checado, e em seguida morreu de arrependimento, ligou e pediu desculpa ao envolvido. Ela ainda fez questão de dizer que também se corrigiu depois em rede nacional. “Aprendi mais ainda que cada linha e cada vírgula têm uma importância imensa, principalmente quando falamos de gente, e não de coisas. Nenhuma “morte” é tão urgente que não mereça mais uma apuração”, continuou a loira.

Para finalizar o seu texto, Fernanda Gentil deixou uma dica valiosa para os seus colegas de trabalho: “E toda e qualquer vida é mais importante do que um mero clique. Desde que o mundo é mundo a pressa é inimiga da perfeição. Provavelmente a manchete mais importante da nossa carreira não vai ser sobre uma morte. Mas ela certamente vai atrapalhar a vida de muita gente. Então que a gente cuide mais uns dos outros, que respire, releia e sonde antes com calma. O mundo não vai acabar. Muito pelo contrário – o dia seguinte há de chegar; tanto pra quem lê, como pra quem escreve”.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Um furo não vale a vida, uma manchete não vale uma amizade. Em nenhuma circunstância. Sobre nenhum assunto. Antes de sermos jornalistas somos pessoas, com as mesmas dores e delícias das pessoas sobre as quais falamos. Já errei falando dos outros porque não chequei a notícia antes de ler em rede nacional. Morri de arrependimento. Liguei, me desculpei. E corrigi também em rede nacional. E aprendi mais ainda que cada linha e cada vírgula têm uma importância imensa, principalmente quando falamos de gente, e não de coisas. Nenhuma “morte” é tão urgente que não mereça mais uma apuração. E toda e qualquer vida é mais importante do que um mero clique. Desde que o mundo é mundo a pressa é inimiga da perfeição. Provavelmente a manchete mais importante da nossa carreira não vai ser sobre uma morte. Mas ela certamente vai atrapalhar a vida de muita gente. Então que a gente cuide mais uns dos outros, que respire, releia e sonde antes com calma. O mundo não vai acabar. Muito pelo contrário – o dia seguinte há de chegar; tanto pra quem lê, como pra quem escreve.

Uma publicação partilhada por Fernanda Gentil (@gentilfernanda) a

TV Foco no Youtube

>

Podcast TV Foco

Sobre o autor

Bruno Silva

Bruno Silva é paraibano e atua na área como redator desde 2013, sempre trazendo notícias aos leitores com muita responsabilidade.

ANÚNCIO

Conheça nosso Podcast

ANÚNCIO