SERÁ?!

Fim da tarifa dinâmica e mais de R$ 1 bilhão pra derrubar a Uber: Novo app gigante confirma virada no Brasil


Uber pode ser aniquilada por nova rival que promete dar fim ao modo dinâmico (Foto Reprodução/Montagem/Lennita/Tv Foco/Canva/Uber/Canal Tech)

Nova plataforma de modalidade urbana chega com nova virada para aniquilar a queridinha da maioria dos brasileiros, a UBER

Como já dissemos em matérias anteriores, quando pensamos em mobilidade urbana, a UBER é a plataforma mais popular entre aqueles que dependem de carros de aplicativo para se locomover de um ponto a outro.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Telegram

Inclusive, de acordo com a própria UBER, apesar de fazer parte da Política Nacional de Mobilidade Urbana desde 2012, o transporte individual privado só virou uma realidade no país após a chegada da Uber em 2014.

De lá pra cá, a empresa tem transformado o modo como as pessoas se movimentam pelos centros urbanos.

Porém, um novo aplicativo confirmou uma nova virada que pode desbancar a UBER na preferência, tanto de passageiros como de motoristas parceiros.

Receba nossas notícias diretamente no seu WhatsApp


Estamos falando da InDrive, que apesar de ter chego por aqui em 2018, nos últimos meses ela tem ganhado mais popularidade e se tornando cada vez mais conhecida entre os usuários.

Veja também

Ampliando horizontes

De acordo com o portal Valor Econômico, a empresa tem como plano ofertar um microcrédito a motoristas além de adquirir novas startups.

Cujo objetivo principal é ampliar a livre negociação de corridas e entregas entre motoristas e clientes.

Essa medida foi adotada pela InDrive no México e a mesma agora estuda estender o modelo ao Brasil.

A América Latina representa 20% da receita gerada pela empresa fundada em 2013 no extremo nordeste da Rússia, e que hoje conta com 6 milhões de usuários ativos em 62 países.

Inclusive o mesmo tem uma vantagem ainda maior comparada a Uber.

Isso porque, enquanto os demais serviços funcionam com uma espécie de “tarifa dinâmica”, que leva em consideração a demanda por veículos e a disponibilidade de motoristas na região, o InDriver permite que o usuário defina o valor da corrida.

Fazendo com que, de certa forma, o fim do temido modo dinâmico/tarifa dinâmica seja possível ao usar o app.

De acordo com o Canal Tech, o InDrive afirma em seu site oficial que as corridas da plataforma saem, em média, 20% mais baratas, tendo em vista que a taxa cobrada é menor. 

R$ 1 bilhão na mesa

Ainda de acordo com o portal, a companhia tem caixa suficiente para novos investimentos e aquisições.

Em março de 2023, ela recebeu a segunda metade de um aporte no valor de R$300 milhões, cujo qual equivale a aproximadamente R$1 bilhão de reais.

Esse aporte foi proveniente de um fundo de investimentos General Catalyst, que dará suporte à expansão.

Segundo Arsen Tomsky, fundador e CEO da InDrive, a ideia é ir além da mobilidade e buscar empresas com propósitos sociais.

Mercado competitivo

A InDrive não atua na Inglaterra e na Espanha, mas passou a testar sua operação no país que é considerado, por alguns, sinônimo do capitalismo selvagem: Estados Unidos.

A InDrive está em Miami, na Flórida, cujo qual é considerado um mercado muito caro onde o Uber tem 60% de participação em alguns Estados, segundo Tomsky.

Já no Brasil, a plataforma mantém conversas com deputados federais sobre os impactos do projeto de lei complementar nº 12, de 2024, que regulamenta a natureza do trabalho de motoristas de aplicativo, que aliás, tem dado muito o que falar:

“É importante encontrarmos um equilíbrio nas abordagens. Se ficar muito caro para o consumidor, as pessoas vão parar de usar”.

Em entrevista recente ao Valor, Carlos Shigueo, gerente de relações governamentais da InDrive no Brasil, disse que a proposta de autonomia aos motoristas é positiva, mas que o modelo de recolhimento de INSS proposto pelo projeto tomaria 50% da receita da empresa no país:

“Nossa margem sobre a corrida é de 10% fixos. Então, se o INSS representa 5% de uma corrida de R$ 100, a plataforma ficava com R$ 10, e [agora] teria de receber R$ 5”.

Inclusive a retirada da urgência na tramitação do PL, solicitada pelo presidente Lula, na última semana, deu algum fôlego para as empresas de aplicativos, como a InDrive, tentarem alterar a proposta do governo.

Ainda segundo o portal Valor, a base aliada do governo pediu ao presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), para nomear um relator para o projeto de lei e estabelecer um calendário de discussão para aprovar a proposta ainda neste semestre.

Quantos motoristas parceiros o InDrive possui hoje?

De acordo com a Folha de S. Paulo, a empresa não divulga quantos trabalhadores estão registrados no aplicativo e apenas informa que o número cresceu 50% entre janeiro de 2022 e janeiro de 2023.

O que demonstra de certa forma que o app está em constante crescimento, conforme detalhamos ao longo deste texto.

D acordo com o Canal Tech, o InDrive está disponível em 140 municípios no Brasil.


🚨 Davi troca medicina por programa na TV + Piovani ESCULACHA Neymar + Mion reage a boatos de traiç@o         

NOS SIGA NO INSTAGRAM

Logo do TvFoco

TV FOCO

📺 Tudo sobre TV e Famosos que você precisa saber.

@tvfocooficial

SEGUIR AGORA

Autor(a):

Meu nome é Lennita Lee, tenho 32 anos, nasci e cresci em São Paulo. Viajei Brasil afora, e voltei para essa cidade, afim de recomeçar a minha vida. Sou formada em moda pela instituição "Anhembi Morumbi" e sempre gostei de escrever. Minha maior paixão sempre foi a dramaturgia e os bastidores das principais emissoras brasileiras. Também sou viciada em grandes produções latino americanas e mundiais. A arte é o que me move ... Atualmente escrevo notícias sobre os últimos acontecimentos do cenário econômico, bem como novidades sobre os principais benefícios e programas sociais.