Celebridades Geisy Arruda

Geisy Arruda, após abusar de fetiche chocante e perder milhares de seguidores, se revolta e provoca ainda mais

Geisy Arruda (Foto: Reprodução/Instagram)
Geisy Arruda (Foto: Reprodução/Instagram)

Geisy Arruda resolveu se manifestar após ter perdido milhares de seguidores nas redes sociais

Conhecida por sua ousadia, Geisy Arruda ultrapassou seus limites e provocou seus seguidores em rede social com registros pra lá de quentes.

Entre ontem e hoje, a famosa publicou novas fotos em que aparece amarrada por cordas, de lingerie, recebeu críticas e as rebateu. Para quem não sabe, Geisy vem apostando na técnica de shibari.

No entanto, imediatamente após suas publicações, Geisy Arruda acabou sendo criticada. “Não precisa dessa apelação. Pena ter escolhido esse caminho sem volta. Só vai manchar sua imagem”, escreveu uma mulher. Para completar, a influencer acabou também perdendo seguidores, algo em torno, segundo ela mesmo, a 7 mil pessoas.

Conhecida por não ter papas na língua, a modelo abriu o jogo sobre o que estava acontecendo e não poupou nas críticas. “Alguns sites repercutindo que eu perdi seguidores,  por conta das fotos do Shibari. Minha face de preocupada. Eu quero mais é que se lasque. Vão tarde. Nunca gerei conteúdo para ser aceita e muito menos para agradar a massa mais conservadora”, disse a famosa.

Antes disso, a loira já havia se manifestado sobre o ocorrido. “Perdi mais de 7 mil seguidores no Instagram com as fotos do shibari. Incrível como o desconhecido assusta e causa tanta ignorância”, postou Geisy Arruda, no Twitter.

No Instagram, a influencer tem 1,5 milhão de seguidores. Um homem, em seguida, disparou: “Shibari parece o tempo da escravidão, não tem nada de sexy”. Geisy não deixou barato e triplicou. “Admiração por pés, gostar de apanhar, de ver sua mulher transando com outro na sua frente. Não é porque você não é adepto que isso ‘não tem nada de sexy’. Tem quem goste, e muito”.

É fato que, inicialmente, Geisy Arruda se sentiu confortável com a técnica do shibari. Na primeira vez, ela foi amarrada de roupa, mas não se sentiu totalmente à vontade. “Eu senti muito medo e fiquei muito ansiosa. Senti falta de ar, o que é normal”, disse. Da segunda vez, em que foi amarrada de lingerie, ela já se sentiu melhor. Ela diz que continuará praticando o shibari.

TV Foco no Youtube

TV Foco no Youtube

Podcast TV Foco

Sobre o autor

Raquel Souza

ANÚNCIO

Conheça nosso Podcast

ANÚNCIO