Emissoras Globo ighome

Globo cobra até R$ 170 mil a mais por privilégio em seus programas; saiba qual

William Bonner no Jornal Nacional e Lilia Cabral (Griselda) em Fina Estampa; atrações são as mais caras da TV (Foto: Reprodução/Globo)
William Bonner no Jornal Nacional e Lilia Cabral (Griselda) em Fina Estampa; atrações são as mais caras da TV (Foto: Reprodução/Globo)

Globo cobra valor até 20% mais caro para anunciante que quiser ser privilegiado em seus intervalos. Confira valores!

Ter um privilégio na programação da Globo pode sair caro. A emissora carioca oferta a seus anunciantes inúmeras possibilidades de comerciais, mas o destaque nas atrações do canal tem um alto custo, com acréscimo de até R$ 170 mil no preço final em programas como o Jornal Nacional, por exemplo.

Em seu plano comercial, a Globo disponibiliza para as empresas o “Primeiríssima Posição”, que é um formato diferenciado que possibilita ao anunciante exibir seu comercial na primeira posição do intervalo de sua escolha, sem nenhum conteúdo, marca, produto ou anunciante antecedendo sua mensagem.

+ Marília Mendonça flagra namorado em traição escandalosa e termina com Murilo Huff: “Todo mundo já sabia”

+ Alexandre Garcia fecha contrato com a CNN Brasil, que exalta: “Liberdade de expressão”

PRIVILÉGIO CUSTA CARO

De acordo com as regras do mídia kit disponibilizado no mercado publicitário, a marca que desejar ter seu comercial no Primeiríssima Posição, terá que desembolsar um valor com acréscimo de 10% sobre o anunciado na lista de preços.

Caso a empresa também queira determinar o intervalo do comercial em que o anúncio será veiculado na Globo, haverá um acréscimo de mais 10%, totalizando um valor 20% mais caro no preço final.

OS MAIS CAROS NA GLOBO

E esse privilégio pode custar caro. No caso do Jornal Nacional, que tem o break mais caro da emissora e da TV brasileira, o destaque representa um acréscimo de R$ 169.580 no valor final de um anúncio.

Tereza Cristina (Christiane Torloni) em cena de Fina Estampa, reprisada no horário das nove (Foto: Reprodução/Globo)
Tereza Cristina (Christiane Torloni) em cena de Fina Estampa, reprisada no horário das nove (Foto: Reprodução/Globo)

Cada trinta segundos nos intervalos do telejornal comandado por William Bonner e Renata Vasconcellos custa R$ 847.900. Se o anunciante quiser aparecer no início do break e determinar em qual será, terá que desembolsar pouco mais de R$ 1 milhão (R$ 1.017.480) para aparecer durante meio minuto no JN.

+ Edgar Vivar, Senhor Barriga do Chaves, faz revelação inédita sobre episódio do seriado em Acapulco

No caso da faixa da novela das nove da Globo, que atualmente leva ao ar a reprise de Fina Estampa, o custo de um comercial de trinta segundos é de R$ 831.900. Com o “privilégio”, sai por pouco menos de R$ 1 milhão: R$ 998.280. Todos os valores são baseados no preço de tabela praticado pela emissora.

Confira a audiência detalhada de todas as novelas da Globo semana a semana aqui

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

Sobre o autor

Vitor