Novelas Salve-se Quem Puder

Globo investe pesado em nova novela, “traz Cancún” para o Rio e gasta alto valor

José Condessa e Juliana Paiva em gravação de Salve-se Quem Puder realizada em Cancún, no México (Foto: Globo/João Miguel Junior)
José Condessa e Juliana Paiva em gravação de Salve-se Quem Puder realizada em Cancún, no México (Foto: Globo/João Miguel Junior)

Salve-se Quem Puder, próxima novela das sete da Globo, conta com alto investimento e grande produção nas cenas iniciais

A Globo está investindo pesado em Salve-se Quem Puder, nova novela das sete que substitui Bom Sucesso a partir da próxima segunda-feira (27). Para reproduzir um furacão, que marcará um início da trama de Daniel Ortiz, a emissora começou a trabalhar um ano atrás.

Com várias viagens para o México, onde se passam as primeiras cenas da novela, a Globo gastou alto valor e já começou investindo mais que em outras produções, já que uma das regras dos últimos anos tem sido de evitar gravações internacionais para diminuir os custos com as novelas – por isso, algumas tramas passaram a explorar outros lugares do país.

O furacão em Cancún mostrará para o público um pouco sobre um fenômeno natural raro no Brasil. A produção dos efeitos – visuais e especiais – do furacão, que será o ponto alto do início da novela e ajudará a provocar uma reviravolta na trajetória das protagonistas em Salve-se Quem Puder, começou há quase um ano com o trabalho minucioso de cerca de 60 profissionais da Globo.

Com a utilização da fotogrametria aérea, a equipe de efeitos visuais escaneou uma área de 154 hectares em Cancún e registrou 10 mil imagens durante quatro dias para a reprodução da cidade em 3D nos Estúdios Globo. A gravação de parte da passagem do furacão foi realizada durante cinco dias, em uma área de 450 metros quadrados, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, incluindo uma piscina de ondas artificiais e outros sets com restaurante, posto de gasolina e ruas, que foram construídos e modificados pós furacão. A execução das cenas contou também com efeitos especiais conhecidos como “efeitos físicos”, para a realização de ventania, chuva, explosão e inundação das ruas da cidade.

Cena de furacão em Cancún da novela Salve-se Quem Puder (Foto: Reprodução/Globo)
Cena de furacão em Cancún da novela Salve-se Quem Puder (Foto: Reprodução/Globo)

A produção de arte da Globo entrou em cena com os elementos para compor a devastação provocada pelo furacão. A produtora de arte Silvana Estrella conta que a equipe providenciou uma van, sofás, moto e até um poste para “boiarem” na piscina de ondas e servirem como obstáculos para as cenas em que Alexia (Deborah Secco), Luna (Juliana Paiva), Kyra (Vitória Strada) e Téo (Felipe Simas) tentam se desvencilhar dos objetos. “Conseguimos reunir um material diferenciado e funcional para o tipo de sequência, elementos que se adequaram à proposta da cena que pedia ação e movimento”, explica Silvana.

O entorno da locação de Salve-se Quem Puder foi transformado pela Globo nas ruas de Cancún. O espaço também recebeu interferências com grandes quantidades de folhas secas e placas de sinalização destruídas. Ao redor da piscina de ondas, a dupla da cenografia, Eliane Heringer e Felipe Serran, construiu um chroma em forma de “U” com seis metros de altura e 120 metros de comprimento para inclusão de imagens da cidade de Cancún na pós-produção.

Para os trabalhos in loco, a equipe embarcou para Cancún, em outubro. Foram cinco dias de gravações das sequências pré-chegada do furacão, incluindo externas em Isla Blanca e em diversas praias da região, além do centro da cidade. Um resort na área hoteleira cercado pelo mar e pela Lagoa Nichupté também foi usado como locação. Os atores Deborah Secco, Juliana Paiva, Rafael Cardoso, Guilhermina Guinle, José Condessa, Bruno Ferrari, Nina Frosi e João Baldasserini gravaram no México.

Confira a audiência detalhada de todas as novelas da Globo semana a semana aqui

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

Sobre o autor

Vitor