Emissoras Globo

Em meio à crise, Globo é obrigada a congelar preços de anúncios e perde milhões

William Bonner no Jornal Nacional e Regina Casé em Amor de Mãe, atrações com anúncios mais caros da Globo; milhões a menos com reprises (Foto: Reprodução/Globo)
William Bonner no Jornal Nacional e Regina Casé em Amor de Mãe, atrações com anúncios mais caros da Globo; milhões a menos com reprises (Foto: Reprodução/Globo)

Globo deixará de faturar alguns milhões após congelar preços de anúncios por causa do coronavírus

Em meio à uma crise no mercado por causa do coronavírus, a Globo se viu obrigada a congelar preços de anúncios em pelo menos um mês e perderá (ou deixará de ganhar) milhões nas próximas semanas – assim como outras emissoras.

A paralisação de serviços não essenciais por causa da pandemia da Covid-19 afetou diretamente as redes de TV. A Globo, por exemplo, cancelou as gravações de seus programas, assim como das novelas, que foram interrompidas pela metade e trocadas por reprises – o que já vai fazê-la faturar menos, já que reprises valem menos.

Recentemente, a Globo anunciou o congelamento da sua lista de preços – que já não havia sofrido reajuste na virada do ano. Os atuais preços de anúncios, que eram válidos até 31 de abril, agora permanecerão por mais um mês. A regra vale não só para a TV aberta, mais para canais pagos e sites do grupo.

+ Malhação termina com gravações às pressas, final “improvisado” e atriz desabafa: “Situação difícil”

+ Record cancela programa de Xuxa Meneghel e Adriane Galisteu não assina contrato

PREÇOS DE ANÚNCIOS CONGELADOS

“Prorrogamos a vigência das atuais listas de preços até 31 de maio de 2020”, informou a emissora. As listas de preços são alteradas a cada quatro meses e geralmente são reajustadas. Principalmente em abril, quando a Globo lança sua programação anual.

Abril, especificamente, é um mês importante para a Globo, já que costuma ser o mês das estreias. É quando o canal lança suas novidades para conseguir retorno maior com anunciantes após o início do ano, quando o mercado fica “parado”, sem grandes investimentos. Novelas, séries, novos programas… Mas tudo isso foi adiado por causa do coronavírus.

Selton Mello (Dom Pedro II) com Mariana Ximenes (Condessa do Barral) e Letícia Sabatella (Teresa Cristina) em Nos Tempos do Imperador; estreia adiada (Foto: Globo/João Miguel Jr.)
Selton Mello (Dom Pedro II) com Mariana Ximenes (Condessa do Barral) e Letícia Sabatella (Teresa Cristina) em Nos Tempos do Imperador; estreia adiada (Foto: Globo/João Miguel Jr.)

A Globo, que teria para o mercado em abril as estreias de Nos Tempos do Imperador (estrearia em 30 de março), a nova temporada de Malhação, novas séries, o novo programa de Angélica (adiado), entre outras atrações, agora terá a oferecer apenas reprises. A única exceção, por enquanto, é o reality Mestre do Sabor, que deve estrear no fim do mês.

Confira a audiência detalhada de todas as novelas da Globo semana a semana aqui

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

Sobre o autor

Vitor