Novelas

NovelasUm Lugar ao Sol

Globo tem briga interna entre poderosos que lascou Um Lugar ao Sol; entenda

Christian feito por Cauã Reymond da novela Um Lugar ao Sol (Foto: Reprodução/Globo)

Um Lugar ao Sol acusada de ser tapa buraco enfrentará sérias dificuldades e pode amargar piores índices de audiência na Globo; entenda

Um Lugar ao Sol tapa buraco? Este é um dos argumentos de alguns noveleiros têm sobre como a Globo está tratando a atual novela das nove. Mas, parece que a verdade é mais profunda que essa. Supostamente estaria rolando uma disputa de poder interna na alta cúpula da emissora e isto resulta diretamente em seu desempenho.

Como assim? Segundo o site Natelinha, rolou uma briga interna entre o departamento de programação que fica sob o comando de Amauri Soares e o departamento de dramaturgia. É preciso haver um consenso entre eles para definir tudo na Globo. Enquanto, Amauri Soares quis que a novela Um Lugar ao Sol estreasse em novembro.

Jose Luiz Villamarim gostaria que a trama de Lícia Manzo estreasse em Outubro e assim a reprise de Império que já estava indo muito mal na audiência seria encurtada.

Assim como, por exemplo, é o caso da faixa das sete. Pega Pega teve a edição mais especial das reprises, pois teve vários cortes antes da estreia de Quanto Mais Vida Melhor que acontecerá no próximo dia 22.

Ao que parece Amauri faz uma aposta maior em Pantanal, trama das nove de 2022, por isso, já teve até a divulgação da novela meses antes de sua estreia enquanto Um Lugar ao Sol ficou esquecida.

Veja também

A verdade é que estrear uma novela final do ano é jogo duro porque a audiência tende a cair porque as pessoas estão de férias, viajando, ou seja, assistem menos TV.

Villamarim gostaria de ter estreado Um Lugar ao Sol em meados de outubro. Seu argumento seria voltar a certa normalidade para assim fazer possíveis ajustes com produção no ar como é em novelas abertas.

O exemplo usado para este argumento foi o de Nos Tempos do Imperador que estreou, mas seguiu gravando com a trama adiantada, as gravações foram finalizadas meses antes do capítulo final ser exibido em fevereiro do ano que vem.

Inclusive foi possível fazer reparos na trama das seis após fortes críticas do público já que audiência não correspondeu a meta. Em uma trama finalizada não dá para alterar mais as gravações, só as edições.

Porém, se a maioria optasse por estrear a novela de Cauã Reymond em outubro, isso afetaria diretamente Pantanal estrearia no Carnaval de 2022, outro momento ruim para lançamentos. Por isso, o veto.

MAIS DIFICULDADES

Apesar da ótima crítica de especialistas, Um Lugar ao Sol está com baixa audiência na cidade de São Paulo e para piorar há dias que seu horário é trocado por conta do futebol que voltou com tudo para a Globo.

Assim fica difícil do público fidelizar, quando tiver um respiro a novela “enfrenta” o final do ano e ainda será finalizada no carnaval que, desta vez, rolará com restrições pela pandemia que ainda afeta o Brasil.

Dureza hein? Será que a trama reverte o jogo?

Cena da novela com Cauã Reymond interpretando Renato (Foto: Reprodução/Globo)

Vale ressaltar que “quedas de braços” assim acontecem o tempo todo e a mais recente foi a permanência ou não de Malhação na grade.

Tanto é que foi mais um ponto para o departamento de programação que optou por acabar com a novela após 26 anos enquanto uma nova temporada promissora estava sendo idealizada.

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

Quem escreve

Thais Teles

Apaixonada por desenhos, fã de Jogos Vorazes, admiradora de Frida Kahlo, adora se perder no catálogo da Netflix e se emocionar com Coldplay. Desde menina sempre foi apaixonada por televisão, noveleira assídua desde as tramas alá Maria do Bairro ou intensas como o furacão Carminha. Formada em Publicidade e Propaganda em 2014. Escreve desde que se conhece por gente. Foi no ano de 2017 que integrou oficialmente o time TV Foco e desde então adora fofocar e dar spoilers das novelas. 

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários