Celebridades

Celebridades

Goleiro Bruno tem estado deplorável exposto após prisão pela morte de Eliza Samudio

Goleiro Bruno sofre consequências do crime e é recusado como goleiro de grandes clubes

Em 2010, o caso da morte de Eliza Samudio parou o Brasil, que na TV, acompanhava o desenrolar do caso, que não demorou muito até se chegar no responsável, ou pelo menos, mandante do crime, o goleiro Bruno, que na época defendia o Flamengo.

De lá pra cá já se passaram cerca de 11 anos, e o goleiro Bruno passou apenas cerca de 9 anos preso, e atualmente cumpre pena em regime semiaberto. Com Eliza Samudio, Bruno teve um filho.

Desde então, Bruno tem tentado emplacar novamente a sua carreira no futebol, porém, não tem conseguido. Ele até chegou a negociar alguns contratos, mas, a maioria não foi para frente.

Veja também

Principalmente por conta das críticas, os clubes com maior destaque acabaram desistindo de dar mais uma chance ao profissional. Recentemente ele chegou anunciar que estava se aposentando do futebol, mas, dois dias depois fechou contrato para defender o Clube Atlético Carioca, pela série C do Cariocão.

RESSURGIMENTO DE ELIZA SAMUDIO

Recentemente, a famosa Lene Sensitiva, expôs o contato que teve com Eliza Samudio, que ressurgiu do mundo dos mortos para contar que o seu corpo nunca será encontrado, pois, nem os restos dele existem mais.

“Primeiro ele a sufocou, cortou partes de seu corpo e depois jogou soda cáustica. É por isso que o corpo dela nunca será encontrado, pois o corpo dela foi todo derretido. Não tem nenhum vestígio”, falou a sensitiva, após a suposta carta de Eliza.

Morte: Eliza Samudio ressurgiu em carta psicografada (Foto: Reprodução)
Eliza Samudio ressurgiu em carta psicografada (Foto: Reprodução)

Veja agora: Apresentador galã de TV dá basta e resolve se assumir gay de vez: veja fotos   

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

TV Foco AO VIVO Acompanhe

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários