INSS: confira tudo sobre aposentadoria e benefícios

INSS: confira tudo sobre aposentadoria e benefícios

Grande vitória: Governo Lula aprova e INSS concede benefício a brasileiros sem precisar sair de casa

Governo concede benefício do INSS sem sair de casa (Foto: Internet)

Governo concede benefício do INSS online e brasileiros não vão mais precisar sair de casa

A Previdência Social e o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) sob a gestão do governo Lula estão implementando mudanças significativas para facilitar o acesso aos benefícios previdenciários.

Uma das medidas inovadoras adotadas é a autorização da perícia médica online, um avanço que permitirá aos beneficiários realizar parte do processo sem sair de casa, contribuindo para reduzir as longas filas de espera por benefícios e agilizar o processo.

Com a introdução da telemedicina, os segurados do INSS agora têm a opção de realizar a perícia médica remotamente através de uma plataforma online.

Essa iniciativa visa agilizar o processo, permitindo que os beneficiários apresentem documentação, histórico médico e realizem consultas virtuais com profissionais qualificados, eliminando a necessidade de atendimento presencial nas agências.

No entanto, é crucial destacar que a perícia médica online será aplicada apenas em casos específicos nos quais a avaliação presencial não seja necessária, como na concessão de auxílio-doença.

Veja também

Ou seja, apesar da implementação da perícia médica online, situações mais complexas continuarão a exigir o comparecimento presencial em uma agência do INSS.

O PROBLEMA

A extensa fila de espera por perícia médica no INSS, agravada pela escassez de peritos, tem sido um desafio para milhares de brasileiros em busca de benefícios previdenciários.

A iniciativa recente de introduzir a perícia médica online representa uma solução inovadora para enfrentar esse problema, possibilitando um novo método que visa agilizar as análises e reduzir a dependência do atendimento presencial nas agências.

Essa medida não apenas proporcionará maior comodidade aos beneficiários, mas também contribuirá significativamente para aliviar o congestionamento da fila, trazendo eficiência ao sistema do INSS.

Para se ter uma ideia, em números, o INSS conta com 3.327 peritos, sendo que apenas 2.535 estão em atividade, resultando em uma fila de espera de 635 mil segurados.

Programa de enfrentamento à fila da previdência social

Para enfrentar esse congestionamento, foi aprovado o Programa de Enfrentamento à Fila da Previdência Social, por meio do Projeto de Lei (PL) 4426/2023, que visa reduzir significativamente o tempo de espera por análises de perícia médica.

O programa abrange processos administrativos com análise superior a 45 dias, serviços médicos periciais com prazo judicial expirado, agendamentos superiores a 30 dias ou realizados em unidades sem atendimento regular, além de exames periciais de servidores públicos federais em situações específicas.

Outro destaque é o pagamento de bônus aos servidores envolvidos no programa. A telemedicina, especialmente em tempos de pandemia, ganha relevância e se torna uma norma atual da Previdência Social.

Essas inovações são cruciais para atender às necessidades de mais de 1,6 milhão de trabalhadores aguardando análise de pedidos negados pelo INSS, simplificando e agilizando os processos previdenciários.

Perícia Médica do INSS (Foto: Internet)
Perícia Médica do INSS (Foto: Internet)

Como fazer a solicitação do auxílio-doença pela internet?

A requisição do auxílio-doença pode ser feita mediante a inclusão dos documentos médicos que evidenciem a necessidade de afastamento das atividades laborais. O procedimento pode ser realizado através do site meu.inss.gov.br ou pelo aplicativo Meu INSS.

No caso de solicitações realizadas por telefone, estas serão agendadas, podendo ser encaminhadas para a AtestMed, contanto que o solicitante envie a documentação exigida para a análise remota.

É crucial observar que, de acordo com as informações disponíveis, o atestado médico utilizado na solicitação deve ter sido emitido em um período inferior a 90 dias a partir da Data de Entrada do Requerimento (DER).

Além disso, o atestado deve conter os seguintes detalhes:

  • Nome completo do segurado
  • Data de emissão do documento
  • Data de início do repouso ou do afastamento das atividades
  • Prazo estimado para o repouso (podendo ser uma estimativa)
  • Informações sobre a doença por escrito ou a Classificação Internacional de Doenças (CID)
  • Assinatura do profissional emitente, incluindo nome e registro no conselho de classe, ou carimbo
  • Identificação do médico, contendo nome, carimbo e registro no conselho de classe (Conselho Regional de Medicina ou Conselho Regional de Odontologia).

🚨 Urgente! Ana Hickmann comete 'crime', Betty Faria humilha Bolsa Família e Bocardi detona