Destaque

DestaqueRecord

Grande final de ídolos conquista o primeiro lugar na audiência

O sertanejo Israel Lucero foi o mais votado pelo público e vence o reality

Israel Lucero é o grande vencedor da terceira temporada do ÍDOLOS. O garoto de apenas 17 anos disputou com Tom Black a final, nessa quinta-feira, 23/9, e foi o mais votado pelo público. Ao todo se inscreveram no reality show cerca de 43 mil candidatos.

A noite da final também foi marcada por shows de diferentes estilos: Daniel, Ed Motta e Billy Paul formaram duetos com os participantes, que não esconderam a emoção de cantar com seus ídolos.

Veja também

Ao vencer o programa, Israel garantiu o lançamento de um CD e receberá toda a assessoria musical necessária para se firmar no mercado. Além disso, levou para casa um carro Kia Soul 0 Km. “Eu estava muito nervoso, mas consegui me controlar e não errar as letras. O Tom é um cara que merecia ganhar; se fosse ele, o título estaria em boas mãos”, disse Israel ao ser anunciado  campeão pelo apresentador Rodrigo Faro.

Audiência

O programa de ontem encerrou a terceira edição de ÍDOLOS em primeiro lugar nas audiências do Rio de Janeiro e de São Paulo.

No Rio, a atração conquistou o primeiro lugar com 17 pontos de média e share de 38%, na faixa 23h12 à 1h21. Assim, foram 21 programas em que o ÍDOLOS ficou na liderança, de um total de 31 exibições. A média desta terceira edição foi de 15 pontos e 31% de share, enquanto a emissora segunda colocada teve 14 pontos e 30% share.

Na Grande São Paulo, a atração obteve na noite de ontem 12 pontos de média, 15 de pico e share de 28%, garantindo assim a liderança na faixa de horário.

ÍDOLOS é versão brasileira do “American Idol”, formato da FremantleMedia, sucesso em mais de 40 países.  A atração foi apresentada por Rodrigo Faro, sob direção –  geral de Wanderley Villa Nova e direção artística de Fernanda Telles.

Fotos: Edu Moraes/Record

VÍDEO YOUTUBE: Patricia Poeta briga com diretor do Encontro e dá basta final após ser barrada em reunião

TV Foco AO VIVO Acompanhe

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários