Internacional Música

Protestando contra o racismo, Indústria musical paralisa: #TheShowMustBePaused, o show deve parar

Como protesto, industria musical se junta para paralisação antirracista (Foto: Reprodução)
Como protesto, industria musical se junta para paralisação antirracista (Foto: Reprodução)

Empresas como Apple Music e Spotify, apagaram suas publicações no Instagram para publicar apenas um vídeo e um registro do movimento #TheShowMustBePaused.

As manifestações contra a desigualdade racial que vem ocorrendo nos Estados Unidos, tem feito muita gente entrar nessa briga por direitos iguais. Hoje, terça (02), muitos cantores e editoras usaram seus perfis nas redes sociais para compartilhar uma foto totalmente preta.

+Ex-BBB Gyselle Soares, após revelar caso secreto com Pedro Bial, expõe intimidades com o apresentador: “Me atrai”

+ Renata Vasconcellos atropela anúncio da Globo, se manifesta sobre falta no JN e escancara toda verdade: “Eu resolvi”

Pode parecer estranho, mas essa imagem tem lá seu significado especial e deve ser interpretada como o símbolo da terça-feira em blackout, ou seja paralisação.

O blackout é a maneira que muitos cantores e editoras aderiram para protestar contra a discriminação racial, que ganhou mais força após a morte de George Floyd, cidadão afro-americano de 46 anos morto pelas mãos da polícia em Mineápolis.

Empresas como a Apple Music e Spotify, apagaram todas as suas publicações no Instagram para publicar apenas um vídeo e um registro do movimento #TheShowMustBePaused, o show deve parar em português. O Spotify ainda prometeu que vai usar a plataforma para crescer mais ainda as vozes negras.

Artistas como Rolling Stones, Billie Eilish, The 1975 e os BTS, mostraram suas indignações e se pronunciam na web. A Sony Music e Warner Music de Portugal também se juntaram ao movimento que agora não é apenas dos EUA, mas sim do mundo.

+Lea Michele, estrela de Glee, entra em polêmica e é acusada de racismo por colega de elenco: “cagaria na minha peruca”

A paralisação na música foi anunciada depois de grandes artistas como Rihanna, Beyonce, Jay-Z, Dr. Dre, Taylor Swift, Cardi B, Billie Eilish, Ariana Grande e Killer Mike, expressarem muita ira e tristeza pela maneira brutal que George Floyd foi morto.

Como protesto, industria musical se junta para paralisação antirracista (Foto: Reprodução)
Como protesto, industria musical se junta para paralisação antirracista (Foto: Reprodução)

Confira a audiência detalhada de todas as novelas da Globo semana a semana aqui

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

Sobre o autor

Kelves Araújo

Kelves Araújo, cearense, é redator do TV Foco desde 2019, responsável por cobrir o mundo das celebridades internacionais no site.