Colunas

Colunas

Globo promove competição injusta e faz SBT e Record respirarem por aparelhos com novelas; existe salvação?

"Poliana Moça". "Pantanal" e Reis" (Foto: Divulgação/SBT/Globo/Record)
“Poliana Moça”. “Pantanal” e Reis” (Foto: Divulgação/SBT/Globo/Record)

Na coluna de hoje iremos falar como a competição entre novelas da Globo, SBT e Record ficou injusta nos últimos meses

Quem acompanha TV percebeu que a disputa entre telenovelas nas principais emissoras do país ficou injusta de uns tempos para cá. A Globo colocou tantos sucessos no ar que não dá nem para fazer algum tipo de comparação das tramas do SBT e da Record com a platinada.

A exibição de “Pantanal” levantou a audiência do canal de tal forma que até as novelas que estava capengando nos últimos meses conseguiram reagir, como “Além da Ilusão” e “Quanto Mais Vida, Melhor!”. As duas tramas, inclusive, bateram seus recordes na última semana e parece que fizeram o público gostar de ver novela mais uma vez.

Por causa do frio em São Paulo e do fim de “O Clone”, a Globo atingiu os maiores números do ano na última quinta-feira (19). Na audiência consolidada de São Paulo, a explosão de números começou com “O Cravo e a Rosa” (15,8), depois “A Favorita” (17,0) e “O Clone” (20,4) com as reprises.

“Além da Ilusão” marcou (21,9), “Quanto Mais Vida, Melhor!” (25,1) e “Pantanal” (30,8) arrebentou. É seguro dizer que alguns desses números representam o que a emissora marcava antes da pandemia. Os números durante o período pós-isolamento despencaram, mas as escolhas da empresa foram as melhores possíveis.

O mesmo não pode se dizer do SBT. Silvio Santos escalou nada menos que seis novelas para a faixa vespertina, fazendo com que o “Casos de Família” e o “Fofocalizando” ficassem sufocados no meio da grade. “Carrossel”, “Esmeralda” e “Paixão de Gavilanes” não ultrapassaram os 3 pontos de média na Grande São Paulo.

Veja também

Na Record, a situação também é crítica. “Chamas da Vida” amarga 4,1 de média e “Reis” definitivamente não caiu no gosto do público que curte as tramas bíblicas da emissora. Bem abaixo dos 11 pontos que “Gênesis” marcava, a série fechou com 7,8 na quinta-feira.

DISPUTA INJUSTA

É claro que as produções da Globo possuem um investimento muito maior e é realmente muito difícil competir com tramas como “A Favorita” e “Pantanal”, mas o SBT perder seu público infantil e a Record o religioso deixa tudo muito difícil. As emissoras claramente deveriam corrigir algumas falhas óbvias que dificilmente passarão por um pente fino nos próximos meses.

ALGUNS ERROS

“Poliana Moça” terá uma quantidade superior a 250 capítulos, que é algo muito absurdo para um folhetim. Na Record, o setor de teledramaturgia está defasado com escolhas completamente equivocadas. Talvez seja o momento de investirem em outros produtos que não fossem apenas bíblicos e para preencher mais um trecho da grade noturna.

Protagonistas das novelas atuais da emissora: "Além da Ilusão", "Pantanal" e "Quanto Mais Vida, Melhor!" (Foto: Divulgação/TV Globo)
Protagonistas das novelas atuais da emissora: “Além da Ilusão”, “Pantanal” e “Quanto Mais Vida, Melhor!” (Foto: Divulgação/TV Globo)

VÍDEO YOUTUBE: Leo Dias quebra o silêncio e Zezé descobre que Wanessa voltou com Dado Dolabella

Quem escreve

Paulo Damião

Paulo Damião é um jornalista que trabalha com celebridades desde 2017 e admira tudo o que envolve o mundo dos famosos e da televisão. Está sempre de olho no que acontece nas redes sociais e faz questão de prestar atenção nas polêmicas e novidades!

TV Foco AO VIVO Acompanhe

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários