Jair Bolsonaro

Jair Bolsonaro

Guerra? Indignado, Jair Bolsonaro ameaça levar Jornal Nacional a justiça: “Acusação para cima de mim em horário nobre”

Bolsonaro declarou que foi acusado por Jornal Nacional de genocídio (Foto: Reprodução)
Bolsonaro teve discurso positivo destacado no Jornal Nacional (Foto: Reprodução)
Bolsonaro declara em live que foi acusado por Jornal Nacional de genocídio após declaração de William Bonner  (Foto: Reprodução/Instagram)
Bolsonaro declara em live que foi acusado por Jornal Nacional de genocídio (Foto: Reprodução/Instagram)

Após ser responsabilizado por mortes, Jair Bolsonaro diz que vai a justiça; Veja detalhes

Após ser questionado por William Bonner no Jornal Nacional pelas inúmeras mortes ocorridas no Brasil por coronavírus, no último sábado (08/08/2020), o presidente da república, Jair Bolsonaro declarou em live feita semanalmente que sofreu diversas acusações e ameaçou buscar a justiça.

+Ao vivo na Globo, Cid Moreira é denunciado por esposa, tem segredo íntimo jogado e confirma: “Eu não gosto”

Os apresentadores do telejornal William Bonner e Renata Vasconcelos aumentaram o tom de voz ao falarem sobre as ações de Bolsonaro em combate a pandemia do novo coronavírus. Na live, o presidente declarou que  “não tem cabimento” as acusações feitas por um “órgão de imprensa grande” como te-lo responsável pelas mais de  100 mil mortes no país ocasionadas pelo vírus. “Desde antes do Carnaval, nós estamos tomando medidas concretas”, declarou.

+Jojo Todynho após foto com pouca roupa e duras críticas, não deixa barato e rasga o verbo: “Se não gostou, é só passar”

Jornal Nacional responsabiliza Bolsonaro por mortes no Brasil e presidente declara que irá a justiça (Foto: Reprodução)
Jornal Nacional responsabiliza Bolsonaro por mortes no Brasil e presidente declara que irá a justiça (Foto: Reprodução)

Bolsonaro ainda declarou que irá procurar as autoridades competentes para cuidar das acusações. “Vamos tentar a responsabilização e o esclarecimento da verdade no tocante a essa matéria, porque não dá para a gente não se defender disso. Uma acusação de genocida para cima de mim no horário nobre, ou que eu sou o responsável e que deveria cumprir a Constituição”, finalizou.

Veja também

+Fernanda Souza, após fim com Thiaguinho e declaração à mulher, rasga o verbo em vídeo e assume: “É muita mudança”

Em defesa as acusações feitas, o presidente da republica declarou: “A história vai mostrar onde se errou, ou não, e se poderiam ter se evitado mortes. Seria impossível evitar todas as mortes, mas mortes poderiam ter sido evitadas”, afirmou Bolsonaro, com uma caixa de hidroxicloroquina.

Bonner bate de frente e questiona presidente: “Cumpriu seu dever?”

Os jornalistas William Bonner e Renata Vasconcelos anunciaram as 100 mil mortes causadas pelo novo coronavírus no país, o jornalista, contudo, não poupou críticas a forma que o atual governo do presidente Jair Bolsonaro vem tomando frente a pandemia mundial.

“Primeiro, o presidente menosprezou a doença e a chamou de ‘gripezinha’. Depois, Bolsonaro disse que não era coveiro. Disse duas vezes. Quando os óbitos chegaram a 5 mil, a resposta dele foi: ‘E daí?’. Agora o presidente repete que a pandemia é uma chuva e que todos vão se molhar. Que a morte é o destino de todos nós e que temos que enfrentar a doença, como se fosse uma questão de coragem”, criticou Bonner durante o Jornal Nacional.

Em seguida, William Bonner não pensou duas vezes antes de mandar uma pergunta “na lata” a Jair Bolsonaro durante o Jornal Nacional. “A pergunta que se impõe é: o presidente da República cumpriu esse dever? Entre os governadores e prefeitos, quem cumpriu e quem não cumpriu? Mais cedo e mais tarde, o Brasil vai precisar de resposta para essas perguntas”, refletiu o jornalista.

VÍDEO YOUTUBE: Famoso é pego em sexo a 3 e esposa fala abertamente sobre traição

TV Foco AO VIVO Acompanhe

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários