Neymar TV Foco

Jair Bolsonaro apoia Neymar que é acusado de estupro e revela o que fará quando encontrar o jogador: “Acredito nele”

Jair Bolsonaro apoia Neymar que é acusado de estupro e revela o que fará quando encontrar o jogador: "Acredito nele"
Jair Bolsonaro apoia Neymar que é acusado de estupro e revela o que fará quando encontrar o jogador: “Acredito nele” Foto: Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro declarou apoio a Neymar nesta quarta-feira, 5. O atacante da seleção brasileira é acusado de estupro por uma mulher, em crime que teria acontecido em Paris, na França, no dia 15 de maio. O presidente contou também que pretende ir ao estádio Mané Garrincha, em Brasília, para acompanhar o amistoso entre Brasil e Catar, nesta quarta, às 21h30 (de Brasília) para abraçar jogador do Paris Saint Germain.

De forma inédita, Bolsonaro é convocado pela seleção brasileira e pode ajudar a limpar a barra de Neymar, após acusação de estupro

+Carlos, filho de Jair Bolsonaro, é diagnosticado com grave doença crônica, é internado às pressas e quadro de saúde preocupa

+Coluna dos Famosos: Humilhada, famosa é expulsa de camarote aos gritos e polícia é acionada, e a volta do Vídeo Show na Globo

“Hoje devo estar no jogo do Brasil, espero dar um abraço no Neymar antes do jogo. Está em num momento difícil, mas acredito nele. Neymar, hoje à noite estamos juntos”, declarou o presidente em Aragarças (GO), a 380 quilômetros de Goiânia, durante o lançamento do projeto Juntos pelo Araguaia, em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente.

Uma mulher registrou na última sexta-feira um Boletim de Ocorrência acusando Neymar de estupro. O jogador publicou um vídeo no Instagram negando. “O que aconteceu foi uma relação entre um homem e uma mulher, algo que acontece entre quatro paredes, algo que acontece com todo casal”, disse Neymar, em um dos trechos da publicação, que provocou a abertura de investigação contra ele por causa da divulgação de fotos íntimas da mulher que o acusa.

Neymar Jr é acusado de estupro (Foto: Reprodução)
Neymar Jr é acusado de estupro (Foto: Reprodução)

Policiais da Delegacia de Repressão a Crimes de Informática (DRCI) foram ao CT da seleção brasileira, em Teresópolis (RJ), na última segunda-feira, 3, e intimaram Neymar a depor na próxima sexta. O jogador é investigado por suposto crimes virtuais cometidos no último domingo, quando ele publicou o vídeo. Desde o ano passado, a divulgação de imagens íntimas sem consentimento das partes é crime passível de prisão. O vídeo foi retirado do ar pelo Instagram “por violar os padrões” da sua comunidade.

+ Guerra acionada: Fábiola Reipert pode ir para o SBT e Leo Dias fechar contrato com a Record a qualquer momento

Vale lembrar que em abril, em viagem a Israel, o presidente Jair Bolsonaro mandou um vídeo direcionado a Neymar e Gabriel Medina. Ele desejou sorte aos dois atletas e foi acompanhado do primeiro-ministro israelense, Binyamin Netanyahu, que convidou a dupla para conhecer o país do Oriente Médio. “Alô, Neymar, alô, Medina. Diretamente aqui de Israel, boa sorte para vocês, o prazer é nosso”, disse Bolsonaro.

“Por favor, venham a Israel. Vocês dois estão convidados: Neymar e Medina. Tragam todo mundo com vocês”, completou Binyamin Netanyahu, popularmente chamado de “Bibi”. A resposta aos dois foi publicada pelo pai de Neymar. “Alô, Bibi e Bolsonaro, obrigado por nos convidar. Israel, estamos indo”, disse Neymar. “Oi, Bibi e Bolsonaro, obrigado por nos convidar para ir a Israel. Israel, estamos indo. Muito obrigado”, seguiu Medina. Posteriormente, o presidente Bolsonaro compartilhou o mesmo vídeo. “Netanyahu, Bolsonaro, Neymar e Medina pelo sucesso de Brasil e Israel”, escreveu.

SIGA O TVFOCO NO INSTAGRAM E FIQUE POR DENTRO DE TUDO! CLIQUE/TOQUE AQUI.

ANÚNCIOS

ANÚNCIOS

Comentários recentes

CONHEÇA

ASSISTA!

;