Globo

Jornal Nacional interrompe programação, para o Brasil com triste notícia e joga tudo no ar como prova: “Tragédia”

Renata Vasconcellos no Jornal Nacional (Foto: Divulgação)
Renata Vasconcellos no Jornal Nacional (Foto: Divulgação)

Jornal Nacional surpreendeu nessa sexta-feira para jogar no ar uma triste retrospectiva 

O Jornal Nacional dessa sexta-feira, 26 de fevereiro, interrompeu novamente a programação da Globo através de  para informar os destaques que iriam ao ar na edição de hoje.

Dessa vez, foi Renata Vasconcellos quem parou as atrações que a emissora exibia para divulgar as notícias que, de certa forma, estão deixando o Brasil triste.

+Eliana quebra sigilo, expõe documentos e confirma ida de Xuxa ao SBT: “Vai ser lindo”

+Gusttavo Lima tem máscara arrancada por ex amigo e troca de socos com Cristiano Araújo é exposta: “Colocou a mão”

+Sertanejo Marlon, após ver esposa detonar traição e expor dívida, descobre grave doença e é internado às pressas

Em primeiro lugar, a colega de William Bonner ressaltou que no dia de hoje o Brasil completa um ano do primeiro caso do Covid-19.

Por causa disso, o Jornal Nacional preparou uma retrospectiva da pandemia para destacar os erros e os acertos do país diante desse terrível momento que o mundo enfrenta. O nosso país, aliás, voltou a bater recorde no número de mortes em um único dia.

Pandemias são eventos pouco frequentes, que testam a capacidade de cientistas buscarem soluções, a coesão das sociedades e a liderança de políticos.

No Brasil, no entanto, como informa Renata Vasconcellos, uma guerra política e ideológica, o que atrasou as logísticas das vacinas, além de decisões precitadas e de eficiência duvidosa.

Renata Vasconcellos no JN (Foto: Reprodução)
Renata Vasconcellos no Jornal Nacional (Foto: Reprodução)

Jornalista fez retrospectiva do coronavírus no Brasil

Para completar, o país completa 36 dias seguidos com marcas acima de mil mortes em 24 horas, na média móvel de sete dias. No total, mais de 10,4 milhões de pessoas, ou 5% da população, já tiveram diagnóstico de infecção pelo vírus, número que deve ser bem maior devido à falta de exames e a subnotificação.

Renata Vasconcellos reforçou também os avanços através das ciências. A jornalista deixou claro que medidas preventivas ainda são a melhor arma contra o coronavírus e a correria dos cientistas atrás de uma forma eficaz para combater o vírus é bastante plausível.

O fato é que, atualmente, a disseminação do coronavírus pelo Brasil é ainda maior do que tempos atrás. O vírus está se espalhando com mais força nos últimos dias, deixando todo o país preocupado.

Participe agora do grupo do TV FOCO no Telegram e receba tudo sobre BBB - Clique aqui

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

Sobre o autor

Raquel Souza