Celebridades Globo

Jornalista da Globo sofre sequestro violento e fica com graves sequelas após ser trancado em carro pegando fogo

O jornalista da Globo, Jony Torres passou por momentos de grande terror (Foto: Divulgação)
O jornalista da Globo, Jony Torres passou por momentos de grande terror (Foto: Divulgação)

O jornalista Jony Torres, da TV Bahia, filiada da Rede Globo, sofreu um grande atentado na última segunda-feira, 17 de junho, após sofrer um sequestro.

O contratado da Globo foi vítima de um assalto na cidade de Acajutiba, que fica a 182 km da capital do estado, Salvador. Ele teve seu carro incendiado quando ainda estava dentro dele, mas felizmente conseguiu se livrar de um destino trágico.

+Bruna Marquezine surge sem sutiã, é enganada por decote generoso e deixa público perplexo com ousadia

+Tatá Werneck atende chamado da Globo, enfrenta dificuldades com gestação e faz grande anúncio

+Ludmilla, após assumir namoro lésbico, mostra detalhes de intimidade com namorada e deixa público em choque

Jony Torres havia ido visitar sua família e viajou para descansar, ficar alguns dias longe de tudo, mas viu o que a vítima sente quando tem a vida nas mãos de criminosos.

Quando o funcionário da Globo estava chegando à cidade foi abordado por três bandidos, que já foram logo avisando que era um assalto e que ele não deveria reagir. O jornalista da Globo fez tudo o que eles disseram. Eles pediram o celular, mas o aparelho havia ficado em sua casa.

+Leo Dias, após briga com Lívia Andrade, toma importante decisão e dá ultimato sobre amizade com apresentadora

Revoltados com a negação de Jony Torres, os bandidos colocaram o jornalista na mala do carro e atearam fogo com Jony ainda no veículo. Ele conseguiu escapar antes do carro ficar totalmente queimado. O caso foi registrado na delegacia da cidade de Esplanada, que atende a região onde pertence Acajutiba.

Segundo informações do delegado João Paulo Gomes do Nascimento, responsável pela investigação, os criminosos envolvidos no caso são ligados à facção Bonde do Maluco (BDM) e pretendiam atirar no jornalista porque acreditavam que se tratava de um policial.

+Rafael Miguel: Namorada do ator assassinado faz emocionante homenagem, mutila o corpo e espanta com decisão

“Os criminosos queriam o celular dele. Como não encontraram, um deles iluminou o rosto de Jony com uma lanterna e disse que o conhecia, que ele era policial, e os dois estavam decididos a matá-lo. Jony disse que era jornalista e um deles revistou o carro e encontrou o crachá funcional. Se não fosse isso… Polícia e bandido não se batem”, disse o delegado sobre o jornalista da Globo.

“O que nos chama a atenção é o tamanho da violência. O jornalista não oferecia nenhum tipo de risco. Talvez pelo fato de a vítima não ter na hora o que eles queriam, o celular, decidiram matá-lo. A vida para estes criminosos não vale nada. Quantas vezes a gente vê casos em que pessoas inocentes são mortas por nada, mesmo entregando seus pertences, bandidos atiram a troco de nada”, continuou o delegado responsável pelo caso.

+Ana Maria Braga expõe triste situação com a cegueira, assusta público do Mais Você e entrega drama

Em suas redes sociais, após o susto, Jony Torres, da Globo, desabafou sobre o ocorrido e disse: “Terror psicológico dos assaltantes ainda me tira o sono”, comentou.

Jony Torres (Foto: Reprodução / Globo)
Jony Torres (Foto: Reprodução / Globo)

SIGA O TVFOCO NO INSTAGRAM E FIQUE POR DENTRO DE TUDO! CLIQUE/TOQUE AQUI.

ANÚNCIOS

ANÚNCIOS

Comentários recentes

CONHEÇA

ASSISTA!

;