Globo

Jornalistas da Globo são ameaçados de morte, emissora para programa ao vivo e dá basta

Ana Thaís no Encontro da Globo (Foto: Reprodução)
Ana Thaís no Encontro da Globo (Foto: Reprodução)

Globo usa programa para jornalistas se manifestarem após ameaças de morte

A TV Globo passou a ser o centro dos holofotes nessa última semana principalmente após divulgar a condenação do jogador Robinho, que teria abusado sexualmente de uma mulher segundo a justiça italiana.

+Maju Coutinho para o país com notícia ao vivo no ‘Jornal Hoje’ e decreta verdade na Globo: “Segurança”

Alguns jornalistas da emissora, no entanto, vem sofrendo com as duras consequências por terem divulgados, como manda o bom jornalismo, a notícia em primeira mão.

Rodrigo Capelo, Carlos Cereto e Ana Thaís Matos são os principais alvos da equipe da Globo. De acordo com informações do portal Uol, os profissionais  receberam mensagens indesejáveis pelos seus perfis pessoais no WhatsApp, algumas delas contendo ameaças de morte.

+A Fazenda 12 vira filme de terror para a Globo e massacra a emissora até em pleno domingo: Audiências 18/10

Robinho, protagonista dos noticiários, já demonstrou seu descontentamento contra o canal carioca. “O bem sempre vence e a verdade vai aparecer. Os caras aí são pessoas usadas pelo demônio, né? A gente sabe como a TV Globo é uma emissora do demônio. É só você ver as novelas, as programações”, teria dito o jogador, de acordo com áudios vazados.

Ainda durante o seu desabafo, Robinho, mesmo sendo condenado pela justiça italiana, prometeu um gol para o atual Presidente. “Vou meter uma camisa quando fizer gol: ‘Globo lixo, Bolsonaro tem razão”, teria dito o rapaz.

Robinho (Foto: Reprodução)
Robinho (Foto: Reprodução)

Nessa segunda-feira, 19 de outubro, Ana Thaís, na lista dos jornalistas que estão sendo ameaçados, participou do programa encontro e teceu duros ataques contra Robinho, bem como aos que insistem em defender o jogador diante de acusações tão graves. “O nosso corpo não é convite pra nenhum assédio”, afirmou a jornalista.

O caso

Em novembro de 2017, o tribunal de Milão considerou procedente as acusações do Ministério Público Italiano. Na época, o jogador foi acusado de ter participado, com mais cinco homens, de violência sexual coletiva contra uma albanesa de 23 anos, em uma boate na cidade italiana.

Nessa última semana, a Globo revelou interceptações telefônicas autorizadas pela Justiça da Itália, usadas para a condenação do jogador em primeira instância, por violência sexual em grupo.

Confira a audiência detalhada de todas as novelas da Globo semana a semana aqui

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

Sobre o autor

Aloizio Júnior

Aloizio Júnior ingressou na faculdade de Direito, mas é encantado por Medicina e hoje em dia é um vestibulando. Falar sobre TV sempre foi um hobby e faz isso desde 2008. Atento sobre todas as novidades no mundo da TV, entrou para a equipe do TV Foco em agosto de 2012.