Celebridades

Celebridades

Longe das novelas há 12 anos, Lucélia Santos grava série na Ucrânia e recebe homenagem

(Foto: Reprodução)
Lucélia Santos ao lado do jornalista ucraniano Dmitry Komarov. (Foto: Reprodução)
Lucélia Santos ao lado do jornalista ucraniano Dmitry Komarov. (Foto: Reprodução)

Afastada das novelas desde 2006, quando fez Cidadão Brasileiro na Record, Lucélia Santos agora é destaque na Ucrânia. No país europeu, a atriz ainda é lembrada pelo seu papel de estreia e de maior sucesso na carreira: a protagonista Isaura, de Escrava Isaura (1976).

Segundo informações do site da jornalista Cristina Padiglione, o reconhecimento do trabalho da veterana no país fez com que ela fosse convidada para protagonizar um dos episódios de uma nova série ucraniana, que fará uma espécie de tributo ao Brasil: The World Inside Out, do canal 1+1.

+ “Nova Rebelde”, novela Like decepciona na audiência no México e Estados Unidos

Na atração, Lucélia concedeu uma entrevista ao jornalista Dmitry Komarov, no Rio de Janeiro, e ainda visitou seis cidades ucranianas, se encontrando com o público local em estádios para ter uma conversa sobre seu trabalho nos folhetins brasileiros.

Vale dizer que Escrava Isaura, escrita por Gilberto Braga, baseado no romance de Bernardo Guimarães, é considerada a primeira novela da Globo exportada em massa para o mercado internacional. Lucélia também fez história ao ser a primeira atriz do ocidente a entrar na União Soviética em 1988, antes do território voltar a ser denominado como Rússia e sofrer a divisão de áreas, que depois se tornaram independentes.

Veja também

Lucélia Santos em Escrava Isaura. (Foto: Reprodução)
Lucélia Santos em Escrava Isaura. (Foto: Reprodução)

FALANDO EM MERCADO INTERNACIONAL…

Na última semana, a Globo marcou presença mais uma vez no MIPCom, feira de TV mais importante do mundo, e que ocorre em Cannes, na França. E a grande surpresa ficou por conta da ausência de novelas no catálogo de lançamentos da emissora, pela primeira vez.

Os folhetins, que sempre foram o carro-chefe da Globo, perderam espaço, pelo menos nesse evento, para as séries. Segundo informações do site da jornalista Cristina Padilgione, a emissora tomou essa decisão para tentar seguir às tendências do mercado, principalmente o europeu, estando atenta as transformações de hábitos do público.

O grande destaque do catálogo da Globo no MIPCom foi a minissérie Assédio, baseada nos casos reais de estupro cometidos pelo ex-médico Roger Abdelmassih. A produção, que a princípio está disponível apenas para os assinantes do Globo Play, ganhou o chamariz no evento de ser a primeira minissérie da indústria a abordar o tema depois de movimentos como o #Metoo, que repudia os escândalos de assédio descobertos recentemente em Hollywood.

Ilha de Ferro, estrelada por Cauã Reymond, Se Eu Fechar os Olhos Agora e as segundas temporadas de Sob Pressão e Carcereiros foram as outras séries apresentadas pela Globo na feira. Vale lembrar que essas duas últimas já têm bastante prestígio e chegaram a ser premiadas internacionalmente.

VÍDEO YOUTUBE: Leonardo é menosprezado pelo próprio filho João Guilherme 

TV Foco AO VIVO Acompanhe

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários