Celebridades

Celebridades

Luto: Famosa morre aos 74 anos após sofrer choque séptico seguido de falência múltipla dos órgãos

Soprano Jessye Norman morreu aos 74 anos de idade (Foto: Reprodução)
Jessye Norman morreu aos 74 anos de idade (Foto: Reprodução)

Jessye Norman era uma grande artista

Morreu aos 74 anos de idade, nesta terça-feira (01), a famosa soprano americana, Jessye Norman. A mesma se tornou uma estrela internacional da ópera e ganhou quatro Grammys. Quem confirmou a morte foi a porta-voz da família, Gwendolyn Quinn.

+Famosos da atores da Globo se separam e mansão milionária de 13 milhões é abandonada

+Gloria Maria desabafa sobre situação ‘insustentável’ na Globo e afirma: ‘Me mato’

+Andréa de Nóbrega descobre doença na Fazenda 11 e anuncia saída do programa: “Não quero mais”

De acordo com o comunicado enviado à agência de notícias AP, Jessye teve um choque séptico, seguido de falência múltipla dos órgãos, em decorrência das complicações de uma lesão medular que ela sofreu no ano de 2015. A mesma estava internada em um hospital de Nova York, e morreu cercada pelos familiares e amigos.

Veja também

“Nós somos muito orgulhosos das realizações musicais de Jessye e da inspiração que ela passou para o público ao redor do mundo, que continuarão sendo fontes de alegria. Somos igualmente orgulhosos de seus esforços humanitários em causas como a fome, a falta de moradias, o desenvolvimento social de jovens e a educação artística e cultural”, diz o comunicado da família de Jessye Norman.

De acordo com o jornal O Globo, nos próximos dias será divulgada a data do velório e enterro da soprano. Jessye Norman, vale dizer, foi pioneira, uma das raras cantoras negras a alcançar o estrelado mundial no mundo da ópera. Ela trabalhou em casas reverenciadas como La Scala e Metropolitan Opera.

Foi também protagonista em obras grandiosas como Carmen e Aida, e cantou as obras de Wagner. Porém, ela não se limitou apenas à música clássica, também deu voz a canções de artistas como a lenda do jazz Duke Ellington.

Nascida em setembro de 1945, em Augusta, Georgia, Jessye Norman cresceu cantando em uma igreja, em uma família musical, com pianistas e cantoras. Ela estudou música na Howard University, em Washington, e teve a sua estreia operística no ano de 1969, em Berlim.

Rapidamente Jessye Norman conquistou o sucesso em todo o mundo, em palcos de Milão, Londres e Nova York. A voz da artista foi classificada pelo New York Times como uma “grande mansão do som”, com “vistas inesperadas, salas iluminadas pelo sol, passagens estreitas e quedas cavernosas”.

+Fernanda Gentil é flagrada fazendo depilação ao lado de esposa, perde a vergonha e dispara: “Não dá”

No ano de 1997, ela se tornou a pessoa mais jovem a receber o Prêmio Kennedy, uma honraria entregue para artistas de impacto reconhecido na cultura americana. Já em 2010, Jessye Norman recebeu das mãos do então presidente Barack Obama a National Medal of Arts, maior comenda individual artística dos Estados Unidos.

Jessye Norman e Barack Obama (Foto: Divulgação)
Soprano Jessye Norman e Barack Obama (Foto: Divulgação)

VÍDEO YOUTUBE: Famoso é pego em sexo a 3 e esposa fala abertamente sobre traição

Quem escreve

Bruno Silva

Bruno Silva é paraibano e atua na área como redator desde 2013, sempre trazendo notícias aos leitores com muita responsabilidade.

TV Foco AO VIVO Acompanhe

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários