Malvino Salvador estreia em Orgulho e Paixão interpretando um coronel que carrega um grande segredo – TV Foco
Entrevistas Mais destaques Orgulho e Paixão

Malvino Salvador estreia em Orgulho e Paixão interpretando um coronel que carrega um grande segredo

Coronel Brandão (Malvino Salvador) em trama das seis (Foto: Globo/João Miguel Júnior)

Na próxima terça-feira, 20 de Março, estreará a próxima novela das seis chamada Orgulho e Paixão, o folhetim tem inspiração no universo da consagrada escritora britânica Jane Austen, sob a autoria de Marcos Bernstein e direção artística de Fred Mayrink e entre outros profissionais. A substituta de Tempo de Amar promete envolver os telespectadores ao retratar uma história que tem emoção, drama e comédia sempre permeados pelo clima romântico de acordo definição do autor.

O TV Foco esteve presente na coletiva de imprensa organizada para o lançamento do folhetim. Na ocasião conversamos com o ator Malvino Salvador que interpreta o Coronel Brandão no folhetim. Brandão é um solteirão sem filhos, um tanto recluso e regrado. Se apaixonará por Mariana (Chandelly Braz) e guardará um grande segredo. Confira:

TV Foco: “O que pode contar sobre o diferencial do Coronel?”

Malvino Salvador: “É muito gostoso, pensar que naquele período ‘aquilo’ estava apenas em expansão e aquelas descobertas eram gostosas. O Brandão é um apaixonado por motocicleta, mas antes era uma bicicleta e de repente tem um motor naquela bicicleta e vira moto e começam as corridas e ele começa a disputar aquilo clandestinamente. E isso para a personagem é muito legal porque ele é um coronel que precisa dar exemplo para a sociedade e essas corridas são clandestina então é um contra ponto para a personagem muito interessante. Eu estou achando tudo isso o maior barato!”

TV Foco: “Existe um paralelo entre a vida real e trama? Afinal recentemente o exército cuida da segurança do Rio de Janeiro.”

Malvino Salvador: “Diante da figura do Coronel vai ser mostrado o patriotismo que existia naquela época, era um período onde as nações do mundo se fazia isso, a Europa, por exemplo, foi completamente reconfigurada no século XIX algo que só voltou a acontecer depois da 2 Guerra Mundial, então era um mundo em formação onde a questão patriota estava muito presente. Isso é feito pelo autor, mas não com intenção de ser um paralelo e sim para se ter uma dramaturgia.”

+ Gael confronta Caetana, Henrique humilha Jô e Xodó guarda grave segredo

TV Foco: “Seu personagem é homem machista?”

Malvino Salvador: “Não, ele não é machista, mas ele vive em um mundo machista. É um mundo onde o formalismo é muito grande, onde as relações e formações entre homens e mulheres eram mais formais e ele não se torna machista até onde eu sei. Pelo contrário, pela Mariana que também tem o espírito aventureiro ele se apaixona por isso, valoriza esse lado empoderado dela.”

TV Foco: “Como será a vida dupla do seu personagem na história de Orgulho e Paixão?”

Malvino Salvador: “Essa vida dupla é o maior barato do personagem! Porque Coronel não é um personagem chapado, naquela roupagem de coronel ele precisa dar o exemplo. Quando soube da história interpretei que ele é assim por vir de uma educação muito rígida, sabe? Ele foi formado para aquilo, então ele se sente na obrigação de ser uma referência para a sociedade. Brandão é muito duro com os seus subordinados e com o exército, ele é um cara muito exigente, mas ao mesmo tempo ele esconde um lado aventureiro e foge as regras também quando ele compete clandestinamente. Ele guardará esse segredo porque além de ser um coronel ele compete em corridas proibidas porque existiam apostas. Então ele cobra de seus subordinados, mas o próprio não consegue seguir isso a risca, ele se permite fugir as regras porque acredita não estar fazendo nada de errado.

+ Autor de nova novela das seis revela por que e como adaptou obras de Jane Austen para novela

Coronel Brandão e Mariana formarão par no meio da trama (Foto: Montagem/ TV Foco)

“Tem uma outra coisa esse personagem é muito seguro de si, mas quando ele vai abordar a Mariana que é a paixão de sua vida, Coronel Brandão se transforma em um adolescente e não consegue falar com ela, trava! Isso é muito legal porque dá margem para atuar para expandir porque permite muitas nuances na história. Esse fato é muito prazeroso pra mim. Ter essa liberdade para interpretar, o personagem lá na frente vai competir com a própria Mariana que vai se vestir de homem para correr. E não sei o que poderá surgir daí, mas vai ser maior barato!”

TV Foco: “Como será o envolvimento dele com Mariana?”

Malvino Salvador: “Quando a Mariana descobre o poeta trovador (Bruno Gissoni) está também dando em cima da irmã dela e eles tem um relacionamento, ela tem uma desilusão e de repente descobre que o Brandão é o motoqueiro vermelho. Ah quase me esqueço de falar isso, ainda tem mais essa característica, como o Brandão não pode mostrar que corre de moto, tem um momento que ele decide contar pra Mariana então ele coloca uma echarpe no rosto e vai de moto contar pra ela, no meio do caminho ele vê um assalto e decide interferir e consegue salvar as pessoas. Logo em seguida, ele salva outras vítimas de um vilão da história que Tozzi interpreta. Na situação está queimando um cafezal e tem pessoas correndo o risco de serem queimadas e o Brandão fantasiado salva essas crianças, assim ele começa a virar um mito, um heroi e gosta disso. Brandão começará a atuar como o motoqueiro vermelho e a Mariana descobrirá isso e ele se afastará dela com receio de ser descoberto e ela então se veste de homem para se aproximar dele e a história dos dois se desenvolve por aí. Meu personagem é muito dinâmico e a história que ele está envolvido pode dar ainda muito pano para a manga”, concluiu o ator.

Confira o que acontecerá nos próximos capítulos de Orgulho e Paixão: Clicando aqui.

SIGA O TVFOCO NO INSTAGRAM E FIQUE POR DENTRO DE TUDO! CLIQUE/TOQUE AQUI.

PUBLICIDADE

Comentários recentes

CONHEÇA