Mais destaques

Marco Nanini fala sobre personagem em Deus Salve o Rei: ‘O propósito não é fazer graça’

Marco Nanini caracterizado para "Deus Salve o Rei". (Foto: Sergio Zalis / Rede Globo / Divulgação)
Marco Nanini caracterizado para “Deus Salve o Rei”. (Foto: Sergio Zalis / Rede Globo / Divulgação)

O ator Marco Nanini esteve ontem (14) na coletiva de imprensa da novela Deus Salve o Rei.

No evento, ele falou sobre a história da trama, em relação ao paralelo que ela faz com os dias atuais. “Ela fala da ambição, da busca do ouro, fala do fascínio e da loucura que é um homem que fica atrás do ouro, que a ambição é perigosa. Mas não exatamente um exemplo, ‘Ah esse é Fulano!”, não”, explica.

+ Desempregado, Britto Jr. faz desabafo: “Foi um ano estranho”

“Meu personagem é um rei no início quieto, o humor dele não apareceu ainda. Mas o propósito não é fazer graça. Eu particularmente gosto mais do humor que não precisa fazer piada”, declara.

O intérprete foi questionado sobre como é ver o que está acontecendo no Brasil, após fazer o honesto Lineu, que representava uma parcela do povo brasileiro. “É um estado de desanimação, tristeza, né? Ver um país inteiro como esse onde pouca gente se salva. Os pobres nunca saíram do lugar onde estão. É uma impressão quase que mítica, é uma pobreza articulada, eles precisam da pobreza para ganhar dinheiro para si. É muito triste”, opina. “Ele está dentro de mim mas viveu o ciclo dele. Tenho boas lembranças (do Lineu)”, completa.

Nesse mesmo contexto, Nanini falou sobre a cultura. “A cultura não existe pra ninguém. Não existe um político que fale de cultura. Cultura virou artigo de luxo ou de terceira classe. A cultura é um patrimônio do brasileiro. É através da cultura que ele se encontra, se manifesta, encontra caminhos, e ela está em terceiro plano. Claro, a maioria só rouba, eles vão pensar em cultura?”, indaga.

O veterano surpreendeu ao revelar que não assiste séries com medo de se viciar. “Infelizmente, eu não consigo acompanhar um seriado, porque eu me sinto preso ao próximo capítulo. Eu não vejo novela também, porque eu já faço, aí as vezes eu vejo um ou outro seriado, mas eu tenho medo de gostar e ficar acompanhando. Outro dia eu comecei How To Get Away With a Murderer, então eu vi os capítulos todos e fiquei angustiadíssimo! Não quero mais. Porque eu não tenho mais muito tempo entendeu? (risos)”, comenta.

Voltando ao personagem na trama, ele o definiu em poucas palavras: “Esse é um monarca medieval, mais discreto, um sábio. Estou aprendendo com ele”, declara. Ele foi questionado pelo TV Foco sobre por que o público verá Deus Salve o Rei após uma trama contemporânea que é Pega Pega, que tem feito enorme sucesso.

“Porque talvez seja diferente, diferente da trama urbana, cada uma teve seu sucesso, aqui é uma trama medieval, está todo um cuidado para a reconstrução de época. É difícil de fazer porque não é uma novela tropical, é passada na Europa”, explica.

Confira a audiência detalhada de todas as novelas da Globo semana a semana aqui

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

Sobre o autor

Vinícius Vieira

Analista de televisão há mais de 10 anos, Vinícius Vieira é redator e escreve sobre o assunto há pelo menos 6 anos e é um apaixonado pelo assunto, principalmente a TV aberta. Contato e profissional: vinicarvalhocontato@outlook.com