Post do leitor

Post do leitor

Mesmo sem estrear, “Babilônia” mostra que a Globo teme arriscar

(Foto: Reprodução/TV Globo)
(Foto: Reprodução/TV Globo)
“mostra que a Globo teme inovar em folhetins do horário nobre”

O novo folhetim da Globo, “Babilônia”, que irá substituir “Império”, já mostra que a Globo teme inovar em folhetins do horário nobre após ter fracassado com “Em Família”.

Escrita por Gilberto Braga e Ricardo Linhares, o enredo da novela traz assuntos semelhantes aos abordados nas novelas “Paraíso Tropical”, em 2007, e “Insensato Coração”, em 2011, ambas do mesmo autor. “Babilônia” trará personagens já usados pelos autores nas duas últimas tramas. Glória Pires, Camila Pitanga, Bruno Gagliasso, Cássio Gabus Mendes, Gabriel Braga Nunes, Thiago Martins e Nathalia Timberg . Vale ressaltar que o autor da novela “Amor à vida”, Walcyr Carrasco, recebeu diversas críticas dos especialistas de TV por repetir vários atores e contextos de suas outras tramas. Essa perspectiva dá a entender que os autores sentem-se inseguros no momento de escalar os atores.

Regina (Camila Pitanga) (Foto: Globo/Estevam Avellar)
“os autores sentem-se inseguros no momento de escalar os atores”

A história de “Babilônia” parece abordar várias situações folhetinescas já vistas na TV. A homofobia e o sigilo quanto à sexualidade serão temas questionado na novela, embora esse assunto tenha sido retratado nas novelas “Império” e “Insensato Coração”. O autor já havia tratado de prostituição em “Paraíso Tropical”, mas de uma forma mais leve. Com o novo folhetim, a ideia é de que o tema da prostituição crie expectativas e impressione.

Veja também

Só nos resta esperar a trama estrear para que possamos observar com mais detalhes o que ela nos tem a oferecer.

post do leitor

Texto escrito pelo leitor Silvino Júnior.

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários