Celebridades Jair Bolsonaro

Miriam Leitão expõe grave ameaça de Bolsonaro contra ela e entra em desespero

Miriam Leitão voltou a criticar o presidente Jair Bolsonaro (Foto: Montagem)
Miriam Leitão voltou a criticar o presidente Jair Bolsonaro (Foto: Montagem)

Miriam Leitão voltou a criticar o presidente Jair Bolsonaro e revelou uma ameaça feita pelo Presidente da República.

O Ministério da Justiça e Segurança pública publicou na sexta-feira (26), no Diário Oficial da União, a portaria 666, que prevê regras para proibir a entrada no Brasil de pessoas que tenham praticado atos contrários a determinados princípios dispostos na Constituição Federal. A partir dessa portaria, se iniciou uma grande polêmica e até a jornalista Miriam Leitão se viu ameaçada pelo presidente Jair Bolsonaro.

Tudo começou porque muita gente viu relação direta entre a publicação da portaria e o editor do site The Intercept, Glenn Greenwald. Há alguns meses, o site passou a publicar mensagens que atribuiu ao procurador federal Deltan Dallagnol e ao então juiz federal Sérgio Moro, hoje ministro do governo de Bolsonaro.

+A Dona do Pedaço: Régis humilha Josiane após levar tiro e expulsa a vilã da sua vida

+Famoso da Record se vê à beira da morte e toma atitude radical: “Não duro cinco anos”

+Valesca Popozuda é contratada por empresa de filmes pornográficos e tem trabalho definido

Nesta semana, a Polícia Federal prendeu um grupo suspeito de ter hackeado a conta do Telegram de diversas autoridades da República Brasileira. O principal suspeito, Walter Delgatti, confirmou ter entregue as mensagens para Glenn Greenwald e afirmou ter usado como intermediária Manuela D’ Ávilla, que concorreu à vice-presidência na eleição do ano passado que elegeu Jair Bolsonaro.

A Associação Brasileira de Juristas pela Democracia (ABJD) viu portaria do governo Bolsonaro como tentativa de promover intimidação. “É desse modo que a ABJD aponta a Portaria nº 666/2019, do Ministério da Justiça e da Segurança Pública, como ato administrativo eivado de caráter desviante de finalidade e impessoalidade, utilizado para promover intimidação”, disse o órgão.

A jornalista Miriam Leitão virou alvo de defensores de Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução)
A jornalista Miriam Leitão virou alvo de defensores de Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução)

Por causa disso, o presidente Jair Bolsonaro negou que a publicação tenha relação com o jornalista Glenn Greenwald, mas acabou piorando as coisas. Ele disse que, como conquistou nacionalidade brasileira, Glenn não pode ser deportado, mas chocou ao dizer que ele pode ser preso aqui mesmo no Brasil.

+Bailarina abre o jogo após demissão em massa e revela atitude de Faustão que a deixou em choque

A declaração causou revolta entre jornalistas, inclusive entre Miriam Leitão. Em seu Twitter, a jornalista disse ter se sentido ameaçada pela declaração do presidente. “A @Abraji e a ABI repudiaram a ameaça de prisão feita pelo presidente ao jornalista ⁦@ggreenwald. É a categoria dizendo que a ameaça a um é a ameaça a todos”, escreveu.

Barracos, traição e muita fofoca ao vivo no canal do TV FOCO no YOUTUBE. INSCREVA-SE

TV Foco no Youtube

Barracos, traição e muita fofoca ao vivo no canal do TV FOCO no YOUTUBE. INSCREVA-SE

Sobre o autor

Fernando Lopes

Escreve sobre televisão desde 2013.