Globo

Globoighome

Morto reaparece, atriz doente faz “plástica” e Bahia branca: 4 vezes que a Globo fez o público de palhaço

Juliano Cazarré quando levou facada em "Amor de Mãe" (Foto: Reprodução/TV Globo)
Juliano Cazarré quando levou facada em “Amor de Mãe” (Foto: Reprodução/TV Globo)

As novelas “O Outro Lado do Paraíso”, “Império” e “Segundo Sol” renderam polêmicas que revoltaram os telespectadores da Globo

A Globo é especialista em fazer novelas e isso não é segredo para ninguém. O problema é que a emissora já de envolveu em alguns problemas com tramas desenvolvidas em seus estúdios e que até hoje ficaram marcados como grandes erros de produção. Novelas como “O Outro Lado do Paraíso”, “Império” e “Segundo Sol” são exemplos.

Apesar de ser algo corriqueiro em novelas e filmes, um personagem que sofre um atentado e ressurge vivíssimo depois foi artifício usado com exaustão por Walcyr Carrasco em suas tramas. Juliano Cazarré, por exemplo, “morreu” em duas tramas do autor e apareceu vivinho da Silva depois.

Em 2013, ele foi esfaqueado pela personagem Aline (Vanessa Giácomo), que teve as tramoias descobertas pelo personagem Ninho. Anos depois, em 2017, também foi ‘furado’, desta vez com tesouradas pela Sophia, vivida por Marieta Severo. Mesmo enterrado, ele apareceu no tribunal para testemunhar contra a vilã e gerou a revolta do público.

Para completar, ele também levou uma facada em “Amor de Mãe” (2019-2021). O personagem Magno foi preso e sofreu um atentado dentro da cadeia. Com o cena, o público nas redes sociais se mostrou cansado já com as facadas levadas por Juliano Cazarré em novelas.

Sophia (Marieta Severo) e Mariano (Juliano Cazarré) em O Outro Lado do Paraíso (Foto: Globo/Raquel Cunha)
Sophia (Marieta Severo) e Mariano (Juliano Cazarré) em “O Outro Lado do Paraíso” (Foto: Globo/Raquel Cunha)

SUBSTITUIÇÃO INUSITADA

Em “Império”, a situação foi um pouco mais absurda. A atriz Marjorie Estiano interpretou a vilã Cora na primeira fase da novela e deu lugar a Drica Morais na segunda fase. O problema é que a artista teve problemas de saúde relacionados à leucemia que ela havia vencido anos antes.

Veja também

Para dar um jeito, Aguinaldo Silva inventou uma cirurgia plástica na vilã e simplesmente colocou Marjorie Estiano de volta ao posto da personagem. O público não entendeu muito bem o que aconteceu e achou uma verdadeira palhaçada a justificativa, já que a questão de saúde de Drica era muito bem explicada na imprensa.

Cora (Marjorie Estiano e Drica Moraes): a grande vilã de Império — Foto: Ellen Soares e João Cotta/Globo
Cora (Marjorie Estiano e Drica Moraes): a grande vilã de “Império” (Foto: Ellen Soares e João Cotta/Globo)

PAPAGAIADA

Por fim, tem a polêmica da novela “Segundo Sol”, de 2018, que contava a história de Beto Falcão, vivido por Emílio Dantas, que forja a própria morte para ganhar dinheiro. O problema é que a trama passada na Bahia tinha quase que o elenco total composto por pessoas brancas, sendo que o estado brasileiro é um dos que concentra a maior população preta.

Na época, a Globo se defendeu e disse que alguns atores negros foram procurados, mas estavam ocupados. Além disso, o fato de Beto Falcão forjar a própria morte deixou telespectadores revoltados ao perceberem que o protagonista andava pelas ruas de Salvador sem ser reconhecido, mesmo sua morte tendo grande repercussão.

Bastidores de cena de Segundo Sol com Emilio Dantas e Giovanna Antonelli (Foto: Globo/João Cotta)
Bastidores de cena de “Segundo Sol” com Emilio Dantas e Giovanna Antonelli (Foto: Globo/João Cotta)

VÍDEO YOUTUBE: Guerra de Sonia Abrão e Catía Fonseca explode "Falsa"

Assuntos

Globo

Quem escreve

Paulo Vito

Paulo Vito é um jornalista que trabalha com celebridades desde 2017 e admira tudo o que envolve o mundo dos famosos e da televisão. Está sempre de olho no que acontece nas redes sociais e faz questão de prestar atenção nas polêmicas e novidades!

TV Foco AO VIVO Acompanhe

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários