ALERTA!

Pode dar adeus: Nova lei das carnes é anunciada com proibição e apreensão de 2 populares do Carrefour, GPA e+

04/07/2024 às 14h24

Por: Larissa Caixeta
Imagem PreCarregada
Nova lei das carnes com proibição de 2 populares (Foto: Reprodução/ Internet)

Confira tudo sobre a nova lei das carnes anunciada que chega com apreensão e proibição conta 2 produtos bastante populares do mercados como Carrefour e GPA e você já pode ir se despedindo

Uma nova lei das carnes anunciada pode chegar cravando a proibição e apreensão de 2 produtos bastantes populares dos supermercados, até mesmo de gigantes como o Carrefour, o Grupo Pão de Açúcar e muito mais. A seguir, confita todos os detalhes dessa nova legislação e se prepare para ir dando adeus e de despedindo de alguns itens.

Acontece que segundo as informações divulgadas pelo portal da ‘CNN Brasil’, um projeto aprovado no plenário da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp), pede a proibição da palavra carne e seus sinônimos e derivados em embalagens, rótulos e publicidades de alimentos que são de origem vegetal, os chamados plant based.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O projeto 304/2024, analisado na última sessão de votação da Alesp no primeiro semestre deste ano, foi criado pelos deputados Lucas Bove (PL) e Carlão Pignatari (PSDB) e Gil Diniz (PL). Após a votação favorável à proposta, agora está a caminho do governo do estado, para então receber a sanção do governador Tarcísio de Freitas (Republicanos).

Para entender o projeto de Lei que visa proibir esses produtos em SP, entenda o que são e o porquê

Os produtos plant based são saborosos e até se parecem com produtos de origem animal, em textura, cor e até sabor, mas são feitos de vegetais. Inclusive, segundo o ‘G1’, esses alimentos ganharam espaço nos últimos anos para atender um novo tipo de consumidor. 2 produtos muito populares vendidos no Carrefour e no GPA, hambúrgueres e almondegas, serão os mais atingidos pela nova lei. Inclusive, confira mais detalhes sobre ela.

Continua após o Veja Também

Veja também

Hambúrgueres e almondegas plant based (Foto: Reprodução/ Internet)
Hambúrgueres e almondegas plant based (Foto: Reprodução/ Internet)

Na justificativa pela proposta de lei apresentada pelos deputados, eles frisam sobre o direito do consumidor a informações adequadas sobre a características, composição e riscos dos produtos adquiridos. Afirmam ainda que os alimentos plant based estão ganhando cada vez mais espaço e por isso precisa de uma maior regulamentação, inclusive frisa que a falta de diretrizes claras podem levar o consumidor a interpretações equivocadas e ao erro.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

As atitudes pelas quais a proposta quer proibir o uso da pelava carne, é justamente devido à similaridade entre as embalagens dos produtos plant based e dos alimentos de origem animal, como os 2 populares que citamos anteriormente (hambúrguer e almondega), entre outros pontos destacados pelo projeto, como:

  • utilização da palavra carne no rótulo dos alimentos;
  • uso de imagens de alimentos de origem animal, como carnes, nos produtos plant based;
  • venda dos alimentos de origem vegetal em conjunto ou próximo ao local dos alimentos de origem animal; entre outros.

Em caso de aprovação desse projeto, veja as possíveis punições para as empresas que descumprirem as normas por ele estabelecidas

Segundo as informações divulgadas pela ‘CNN Brasil’, caso o projeto se torne lei, as empresas ou responsáveis que violarem a norma estariam sujeitas às seguintes sanções:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

  • advertência;
  • multa de até 5.000 (cinco mil) Unidades Fiscais do Estado de São Paulo – UFESPs (o equivalente à cerca de R$ 177 mil), quando não for cabível advertência;
  • apreensão ou condenação dos produtos e derivados que não sejam origem animal, comercializados em desacordo.

A popularidade dos produtos plant based

Vale dizer que, de acordo com o portal ‘Vegan Business’, no ano passado, no Pão de Açúcar as vendas dos produtos plant based cresceram, em média, mais de 150% desde a segunda quinzena do lançamento. A rede comercializa esses produtos desde 2019 e desde então vem registrando aumentos de vendas.

O mesmo no Carrefour, que também é conhecido por ofertar uma grande variedade desses alimentos. No entanto, esses supermercado podem ter que adaptar a nova lei das carnes, que visa mudanças na comercialização desses produtos.

O que faz uma Assembleia Legislativa?

Segundo o portal oficial do Congresso Nacional, uma Assembleia Legislativa constitui o órgão do Poder Legislativo de cada estado da Federação, cujos membros são eleitos pelo povo e ao qual cabe elaborar, discutir e aprovar as normas jurídicas de sua competência. Além disso, fiscalizar o Poder Executivo, votar leis orçamentárias e, em situações específicas, julgar determinadas pessoas, como o Presidente da República ou os próprios membros da Assembleia.

🚨 Tati Machado titular do Encontro + Estrelas intocáveis da Globo + Datena fora da Band: "Não tem dinheiro"    

alimento de origem vegetal
carnes
nova lei
proibição
Larissa Caixeta

Prazer, eu sou a Larissa Caixeta e se tem uma coisa que eu amo é escrever sobre os bastidores da TV, e tudo o que acontece pelo mundo. Integro a equipe do TV Foco desde 2023 e falo sobre os mais diversos assuntos por aqui, como famosos, carros, futebol, entre outras curiosidades. Estou sempre antenada aos os últimos acontecimentos e atuo com muito entusiasmo no meu trabalho.

Botão de fechar
Utilizamos cookies como explicado em nossa Política de Privacidade, ao continuar em nosso site você aceita tais condições.