COMO ASSIM?!

Fim após 4 anos: Nova lei das placas atinge em cheio 74 milhões de motoristas de carros e motos

16/06/2024 às 8h40

Por: Lennita Lee
Imagem PreCarregada
Nova lei pode trazer grandes mudanças para as placas de identificação dos veículos em todo o país (Foto Reprodução/ Montagem/Lennita/Lee/TV Foco/Canva/Internet)

Nova lei prevê a troca de TODAS as placas de veículos do país e motoristas precisam se atentar às possíveis mudanças

No dia 16 de maio de 2024, a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) aprovou, um projeto de lei que irá atingir em cheio todos os veículos que circulam no país.

Estima que essa lei deverá afetar cerca de 74 milhões de motoristas de motos e de carros no país.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Estamos falando do projeto de Lei 3.214/2023, cujo qual defende que as placas de veículos voltem a exibir o estado e o município de registro no Brasil e abandonem o padrão Mercosul, cujo qual foi implementado há 4 anos no país.

De acordo com o portal AUTO Esporte, após a aprovação do CAE, a proposta seguiu para votação na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), cuja qual ainda se encontra em tramitação.

Continua após o Veja Também

Veja também

Inclusive ela foi incluída na pauta que ocorreu nesta segunda-feira (03) mas ainda não houve nenhum tipo de atualização divulgada.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Outros pontos defendidos

O autor da PL, o senador Esperidião Amin (PP-SC), alegou que informações contidas nas placas como estado e município podem facilitar a identificação de um veículo em situações irregulares:

“As polícias rodoviárias, agentes de tráfego e outros órgãos de fiscalização dependem dessa informação para realizar seu trabalho de forma eficiente e precisa”

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ainda de acordo com o portal Auto Esporte, outro ponto defendido pelo autor da nova lei é o senso de identidade regional e pertencimento.

O senador destacou que algumas leis de trânsito são regionais, e uma placa com identificação poderá evitar acidentes decorrentes a essa não familiaridade.

Caso aprovada, a medida entrará vigor um ano após a sua publicação, e valerá SOMENTE para novos emplacamentos.

Como funciona o padrão Mercosul?

Como mencionamos acima, o padrão Mercosul foi implementado no país no ano de 2020.

Porém, em alguns países, esse padrão já é utilizado a muito mais tempo! No Uruguai, por exemplo, esse sistema foi adotando no ano de 2015.

Já na Argentina, o Mercosul foi incorporado um ano depois, em 2016.

Neste padrão, as placas apresentam apenas a bandeira do país de origem do veículo, mas omitem a cidade e estado.

Essas informações só podem ser identificadas por consultas em um aplicativo.

Vale lembrar que a troca da placa, em carros emplacados antes de 2020, para o padrão Mercosul é totalmente opcional.

A mudança SÓ É OBRIGATÓRIA em casos de novos emplacamentos ou para veículos que tiveram transferência de propriedade, ou categoria.

🚨 Globo arranca Ana e Poeta do ar por R$ 450M + Maju fora do Fantástico na surdina + Ratinho defende ex de Iza    

Destaque
Mercosul
Placas de veículo
Lennita Lee

Autor(a):

Meu nome é Lennita Lee, tenho 32 anos, nasci e cresci em São Paulo. Viajei Brasil afora, e voltei para essa cidade, afim de recomeçar a minha vida.Sou formada em moda pela instituição "Anhembi Morumbi" e sempre gostei de escrever.Minha maior paixão sempre foi a dramaturgia e os bastidores das principais emissoras brasileiras.Também sou viciada em grandes produções latino americanas e mundiais. A arte é o que me move ...Atualmente escrevo notícias sobre os últimos acontecimentos do cenário econômico, bem como novidades sobre os principais benefícios e programas sociais.

Botão de fechar
Utilizamos cookies como explicado em nossa Política de Privacidade, ao continuar em nosso site você aceita tais condições.