Celebridades Globo

Novo âncora da Globo, Matheus Ribeiro é atacado por ser gay e processa famoso jornalista: ‘Queima rosca’

globo O jornalista Matheus Ribeiro foi escalado para comandar o Jornal Nacional (Foto: Reprodução)
O jornalista Matheus Ribeiro foi escalado para comandar o Jornal Nacional (Foto: Reprodução)

Após ser alvo de comentários homofóbicos, o jornalista da Globo, Matheus Ribeiro, revelou que irá processar um radialista da Band de Goiânia

Escalado para representar Goiás no comando do Jornal Nacional, em substituição a William Bonner na Globo, o jornalista Matheus Ribeiro passou a ter grande exposição na mídia e viu sua intimidade virar notícia após assumir um relacionamento homoafetivo. No entanto, a orientação sexual do apresentador acabou incomodando e o comunicador foi atacado por um colega de profissão que fez uso da homofobia para atacar seu profissionalismo.
Por meio de seu perfil nas redes sociais, o radialista Luiz Gama atacou dois contratados da Globo: com a homofobia, ele insultou Matheus Ribeiro, e com comentários racistas, questionou a capacidade de Maria Júlia Coutinho, âncora do Jornal Hoje.

“O Jair Bolsonaro está corretíssimo ao acabar com o registro na DRT e por acabar com a exigência de diploma para jornalistas. Afinal tem uma fraquíssima em rede nacional só por causa da cor da pele”, iniciou ele, em alusão à Maria Júlia Coutinho. “E outro comunzão fazendo fama só porque avisou que queima a rosca”, continuou em referência a Matheus Ribeiro. “Putz! Onde o Brasil vai parar? Queimar a rosca agora é moda. Um apresentador de telejornal de qualidade média virou a bola da vez no jornalismo nacional só porque revelou que sua rosquinha está à disposição. A qualidade profissional que se f…”, escreveu Gama sobre os profissionais da Globo.

Em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, Matheus Ribeiro deixou claro, por meio de sua advogada Maria Thereza Alencastro, que irá processar o radialista da Band Luiz Gama, e ressaltou que o jornalista da Globo “tem visibilidade por seus próprios méritos”. Sobre o processo, a defesa ressalta que o apresentador acionará a Justiça “não para se proteger, já que a ele, estes comentários não prejudicam, mas para proteger todos que não têm voz como ele. Essas pessoas, as homofóbicas, precisam de resposta à altura”.

Por meio de nota, a Band News FM de Goiânia disse que não irá se manifestar sobre as declarações racistas e homofóbicas de seu contratado em relação aos profissionais da Globo, e ressaltou que “não interfere nas opiniões de seus colaboradores e/ou prestadores de serviços em redes sociais”. “A emissora reafirma seu compromisso com a defesa de princípios democráticos, a construção de uma sociedade livre, justa e solidária, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação”.

Maju Coutinho não se manifestou sobre a fala de Gama.

ATUALIZAÇÃO

A Rádio BandNews FM de Goiânia anunciou na tarde desta segunda-feira, 18, que decidiu afastar o radialista Luiz Gama de suas atribuições por causa do episódio narrado nesta matéria.

TV Foco no Youtube

Sobre o autor

Redação TV Foco