COMO ASSIM?!

Alerta: Novo decreto do Banco Central chega hoje (21) e atinge em cheio poupanças do Banco do Brasil e Caixa


Banco Central bate o martelo e faz decreto que atinge poupanças do BB, Caixa e + (Foto Reprodução/Montagem/Lennita/TV Foco/Canva/BB/Caixa/FreePick)

Anúncio do Banco Central deixa clientes que possuem poupança no BB e Caixa em alerta nesta quinta-feira (21)

Se você possui uma conta poupança em bancos como Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil, entre outros, precisa se atentar a um novo decreto emitido pelo Banco Central e que chega hoje (21) causando preocupações em quem investe.

Isso porque a autarquia federal bateu o martelo nesta última quarta-feira (20) e decidiu baixar a taxa básica de juros em 0,50 ponto percentual, para 10,75% ao ano, o que atinge em cheio esse tipo de conta.

Afinal de contas, esse corte causa grande impacto nos investimentos de renda fixa e no rendimento em aplicações como poupança, CDB e Tesouro Selic.

Banco Central está desenvolvendo o real digital (Reprodução: Internet)
Banco Central bate o martelo e reduz a taxa básica de juros para 10,75% e afeta contas poupanças (Foto Reprodução/ Internet)

Rendendo menos

Assim como a matemática é exata, com esses cortes nos juros é inevitável que tais investimentos em renda fixa passem a render menos.

E a caderneta de poupança é a que segue perdendo mais perto de outros investimentos, embora ofereça retorno acima da inflação e chega a ganhar até de alguns CDBs e fundos.

Veja também

De acordo com o portal UOL Economia, opções atreladas à Selic passam a render ainda menos. Dentre elas estão o Tesouro Selic, título público federal que acompanha a taxa básica de juros.

Da mesma forma, aplicações que seguem a remuneração do CDI (Certificado de Depósito Interbancário) também rendem menos.

Caixa / Banco do Brasil - Montagem TVFOCO
Poupança da Caixa e Banco do Brasil é uma das atingidas pelo decreto do Banco Central (Foto Reprodução/Montagem/TV Foco)

O CDI é a taxa cobrada em operações entre bancos, e normalmente segue a Selic. Dentre essas aplicações estão os CDBs e os fundos DI.

Em contrapartida, a poupança segue rendendo 0,5% ao mês mais a Taxa Referencial (TR).

Inclusive a  TR se manteve zerada por muito tempo, mas agora está acima de zero, o que apresenta uma certa melhora no rendimento.

Sendo assim, o retorno da poupança está em 7,73% ao ano, conforme estimativa do buscador de investimentos Yubb.

Vale mencionar que essa regra da poupança também é válida quando a Selic está acima de 8,5%.

Com uma taxa de juros abaixo desse patamar, a poupança rende 70% da Selic, mais a TR.

Qual ganho real de um investidor com o desconto na inflação?

Antes de investir é crucial se atentar ao comportamento da inflação, afinal ela impacta no ganho real de suas aplicações.

A expectativa de inflação para 2024 é de 3,79%. 

Essa informação corresponde ao Boletim Focus publicado pelo Banco Central, no dia 19 de março de 2024. Mesmo dado usado ao calcular o rendimento real de cada aplicação descontada a inflação.

Recado especial para quem usa conta poupança no Banco do Brasil e na Caixa (Foto: Reprodução/ Internet)
Quem costuma investir precisa sempre estar atento à inflação (Foto: Reprodução/ Freepik)

Veja abaixo quanto rende R$ 1.000 em um ano, descontando a inflação e o imposto de renda:

  1. Poupança: R$ 34,1 (3,41%)
  2. Tesouro Selic: R$ 58 (5,8%)
  3. CDB: Entre R$ 32 e R$ 73,6 (- de 3,2% a 7,36%)

🚨 BBB24: Davi menosprezado por rivais + Globo "apaga" Bia + Mãe de Matteus desaprova Cunhã e é detonada    

NOS SIGA NO INSTAGRAM

Logo do TvFoco

TV FOCO

📺 Tudo sobre TV e Famosos que você precisa saber.

@tvfocooficial

SEGUIR AGORA

Autor(a):

Meu nome é Lennita Lee, tenho 32 anos, nasci e cresci em São Paulo. Viajei Brasil afora, e voltei para essa cidade, afim de recomeçar a minha vida.Sou formada em moda pela instituição "Anhembi Morumbi" e sempre gostei de escrever.Minha maior paixão sempre foi a dramaturgia e os bastidores das principais emissoras brasileiras.Também sou viciada em grandes produções latino americanas e mundiais. A arte é o que me move ...Atualmente escrevo notícias sobre os últimos acontecimentos do cenário econômico, bem como novidades sobre os principais benefícios e programas sociais.