Celebridades

Celebridades

O desfecho: Ex-BBB Paula é indiciada por intolerância religiosa

Rodrigo e Paula do BBB19 (foto: Divulgação)
Rodrigo e Paula do BBB19 (foto: Divulgação)
Paula na Globo (Foto: Reprodução)
Paula na Globo (Foto: Reprodução)

Paula Von Sperling, campeã do reality da Globo, BBB19, foi indiciada por intolerância religiosa pela Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (decradi). Tudo aconteceu quando a loira ofendeu o Candomblecista, o participante Rodrigo França, cientista social. A bacharel em direito, Paula, disse durante uma festa ” ter medo disso”. “Ele mexe muito com esses treco. Ele falou hoje lá, o tempo todo. Ele sabe cada Oxum deles lá”, disse a loira.

A informação, dada ao G1 e confirmada pela Polícia Civil do Rio de Janeiro, revela que a vencedora do reality tem chance de pegar até três anos de reclusão.

+Izabella Camargo desabafa sobre pedido de demissão do cargo de assessora no governo Bolsonaro

+Roberto Carlos irá passar aniversário de 78 anos isolado e sem comemoração

“A Polícia Civil se pauta pela liberdade de expressão mas destaca que por meio desta não se pode violar a dignidade da pessoa repudiando todo e qualquer ato ofensivo à etnia, religião, orientação sexual, procedência geográfica do próximo”, explicou o delegado Gilberto Stivanello, ao levar em conta os vídeos do reality e o depoimento da acusada, nesta última quarta-feira.

Veja também

Paula e Rodrigo (Foto: Reprodução/Gshow)

No programa “Mais Você”, Paula, Alan e Hariay, falaram sobre polêmicas do reality à apresentadora Ana Maria Braga. A goiana, Hariany, saiu em defesa da amiga e alegou:  “Ela é uma pessoa boa, mas não tem cuidado com o que ela fala e acaba magoando outra pessoa sem intenção. Tem algumas brincadeiras que a gente faz que acha que é engraçado, mas que para outra pessoa pode não ser”, disse. Paula também saiu em defesa da amiga, que foi expulsa do reality por agressão ao empurrar Paula durante festa. “A amizade existe e tá ai, nada vai abalar, se Deus quiser!”, disse no programa “É de Casa”.

+Após protestos, Instagram toma medida drástica sobre a conta excluída de Cristiano Araújo

MAIS SOBRE A CAMPEÃ PAULA

A vitória da polêmica participante Paula no programa da Globo “Big Brother Brasil 19” continuou dando o que falar. Após o fim do programa, os participantes do reality se encontram em uma festa organizada pela produção do programa, mas as declarações da nova milionária incomodaram outros participantes. Após a chegada da loira na comemoração, Hana, Rodrigo, Danrley, Elana, Rízia, Gabriela, Vanderson e Alan abandonaram o hotel onde estavam com os demais participantes. A reunião aconteceu na Barra da Tijuca, mas segundo informações do ‘UOL’, os brothers se direcionaram a uma festa privada.

Como toda ação tem uma reação, a vencedora Paula ficou triste com a atitude dos outros confinados do famoso reality da Globo. “Foi uma cena chata”, disse a mineira. Que tentou se aproximar em alguns momentos do grupo.

Gabriela, ao falar sobre o resultado, preferiu se abster para não causar. “Não acho nada sobre a vitória dela. Eu acredito que todo mundo já sabe o que eu penso desse resultado”, disse. Rodrigo, que já declarou em outros momentos que entraria na justiça contra a bacharel em direito por falas direcionadas a ele com relação a sua religião, disse: “Infelizmente eu não posso falar o que gostaria”, revelou.

Durante a festa restrita do grupo, participantes se animaram com a chegada do vice-campeão Alan e soltaram o verbo! “É campeão! Fora racista!”,  falaram alguns em vídeo. Ainda dentro do hotel, uma situação de extrema tensão aconteceu com Hana e a torcida da campeã Paula. “Tá saindo porrada aqui, pessoal xingando a Gaiola. A torcida foi para cima chamando de chacota e tombado”, relatou uma pessoa que estava no local.

VÍDEO YOUTUBE: Sonia Abrão ESCORRAÇA fim de Simone e Simaria + Band tem REVIRAVOLTA com Faustão e Zeca Camargo

TV Foco AO VIVO Acompanhe

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários