ACABOU

Transmissões encerradas, demissão em massa e adeus: O fim arrasador de canal da Record, após anos no ar


Conheça o fim arrasador de canal da Record, após anos no ar (Foto: Internet)

Canal da Record, sucesso na TV, teve desfecho arrasador após anos

Após anos de sucesso no cenário televisivo brasileiro, um importante canal da Record, enfrentou o encerramento definitivo de suas transmissões.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Telegram

Essa despedida, sem sombra de dúvidas, ficou marcada na memória dos brasileiros, com os bastidores em torno da decisão ainda sendo desconhecido por muitos que o acompanhavam.

Uma jornada de altos e baixos

Fundada em 8 de agosto de 1994 por Roberto Montoro, a Rede Mulher nasceu com a proposta de oferecer uma programação diversificada, voltadas especialmente para o público feminino.

A emissora Rede Mulher teve sua grande estreia no fim da década de 90 (1999) e tinha uma programação toda voltada ao público feminino (Foto Reprodução/ Youtube)
A emissora Rede Mulher teve sua grande estreia no fim da década de 90 (1999) e tinha uma programação toda voltada ao público feminino (Foto Reprodução/ Youtube)

Inspirada pelo sucesso da Rádio Mulher, que contou com a icônica Hebe Camargo entre suas vozes, a Rede Mulher rapidamente conquistou seu espaço no cenário televisivo brasileiro.

Receba nossas notícias diretamente no seu WhatsApp


A tradicional emissora de TV foi incorporada a Record no dia 15 de abril de 1999, após um investimento milionário de Edir Macedo, líder da Igreja Universal do Reino de Deus, segundo o Wikipédia.

Veja também

Na época, a Rede Família, ligada à Igreja Universal do Reino de Deus, de Edir Macedo, investiu alto, com gastos em torno de US$ 1 milhão no lançamento do canal.

Com a aquisição de metade das ações da Rede Mulher pela Igreja Universal do Reino de Deus, o canal passou por uma série de mudanças em sua estrutura e conteúdo para se adequar aos princípios da nova gestão.

Record
Record investiu alto em emissora, mas canal caiu em crise (Foto: Divulgação)

O fim da Rede Mulher: Bastidores e legado

No mês seguinte a compra da Record, a Rede Mulher passou por uma série de mudanças nos bastidores, incluindo alterações na gestão e na programação.

O investimento milionário da Igreja Universal do Reino de Deus trouxe consigo uma nova visão para a emissora, com um foco maior em conteúdos alinhados aos princípios da igreja.

Com isso, em maio de 1999, a Igreja Universal do Reino de Deus retirou alguns programas do ar devido a conflitos de conteúdo com seus princípios.

Pouco depois, a sede da Rede Mulher foi transferida para as instalações antigas da Rede Record, em Moema, marcando uma integração mais estreita entre as duas emissoras.

Com um investimento significativo de US$ 500 mil em setembro de 2000, a Rede Mulher adquiriu um novo sistema de captação e finalização digital.

Rede Mulher, Record
Comprada pela Record, a Rede Mulher tinha uma programação voltada ao público feminino e era transmitida na TV por assinatura (Foto: Divulgação)

O objetivo com o investimento, além de realizar reformas nos estúdios, era lançar novos programas para iniciar um novo e próspero capítulo do canal.

Determinada a oferecer conteúdo de qualidade e se manter relevante para seu público, a emissora também inaugurou um departamento de jornalismo no início de 2001.

No entanto, em dezembro de 2004, a Rede Mulher enfrentou um processo de racismo junto a Record na 5ª Vara Cível Federal, devido à exibição de programas considerados ofensivos para religiões afro-brasileiras.

A emissora, que na época se defendeu alegando que os “programas são de responsabilidade de quem os produz”, teve que lidar com o desafio de enfrentar um baixo desempenho no IBOPE, o que fez o Grupo Record tomar uma medida radical.

Inspirado em redes de notícias de sucesso, como CNN e Globo News, o grupo decidiu lançar o canal Record News, um canal de notícias 24 horas por dia.

Em 2007 a Record colocou oficialmente no ar o Rede Record News, que ocupou em definitivo o lugar da Rede Mulher (Foto Reprodução/Blogvisão)
Em 2007 a Record colocou oficialmente no ar o Rede Record News, que ocupou em definitivo o lugar da Rede Mulher (Foto Reprodução/Blogvisão)

Com a ampla penetração da Rede Mulher em todo o país, foi decidido que o canal abriria espaço para essa nova empreitada.

No último suspiro da Rede Mulher, à meia-noite do dia 27 de setembro de 2007, o programa “Realidade Atual” marcou o fim de uma era, seguido por uma contagem regressiva para o lançamento da Record News.

Com esse desfecho, a maioria dos profissionais da Rede Mulher foi deixada para trás, assim como seus programas, encerrando assim um capítulo significativo na história da televisão brasileira.

Como assistir a Record de graça?

A programação da Rede Record pode ser acompanhada de graça. Para isso, basta você baixar o aplicativo do PlayPlus e criar uma conta.

🚨 Exclusivo: Bia derruba campeões do BBB e Davi 'afunda' + venda da Globo? + Eliana rival de Portiolli         

NOS SIGA NO INSTAGRAM

Logo do TvFoco

TV FOCO

📺 Tudo sobre TV e Famosos que você precisa saber.

@tvfocooficial

SEGUIR AGORA

Autor(a):

Me chamo Ionara Santana. Sou estudante de Engenharia da Computação pela Universidade Federal do Ceará - UFC, Body Piercer e encontrei o amor e a vocação pela redação através do TV FOCO, integrando a equipe desde 2018. Gosto de escrever matérias sobre os mais diversos assuntos da televisão e do mundo das celebridades, principalmente quando se trata de Realities e Novelas. Minha meta é trazer notícias rápidas e objetivas. Minhas redes sociais são: Email: Ionara.santana@otvfoco.com.br