COMO ASSIM?!

ADEUS: O fim de serviço do 5º maior plano de saúde confirmado e 240 mil clientes deixados para trás

08/07/2024 às 5h00

Por: Lennita Lee
Imagem PreCarregada
5º maior plano de saúde do país encerrou serviço causando choque em segurados (Foto Reprodução/Montagem/Lennita/Tv Foco/Canva)

Em junho de 2024, um dos maiores planos de saúde do país, anunciou o encerramento de serviço após anos e situação pegou cerca de 240 mil clientes de surpresa

Em junho de 2024, uma gigantesca operadora de planos de saúde, considerada a 5º maior do país, anunciou o encerramento do seu serviço no setor, após 50 anos de atuação, deixando cerca de 250 clientes para trás.

Estamos falando da Golden Cross cuja qual anunciou na época que esse fato ocorreria a partir do dia 18 daquele mês. Inclusive, segundo a Folha de S.Paulo, na época ela ainda não havia comunicado a medida à ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar), o que é mandatório nesses casos, segundo a própria agência.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em nota enviada à Folha de S.Paulo, no dia 10 de junho de 2024, a ANS confirmou essa falta de comunicado por parte da seguradora, como podem ver na íntegra abaixo:

“Assim, a operadora não está autorizada a suspender a comercialização de seus produtos na data anunciada [18/6], devendo todos aqueles que estiverem registrados na reguladora e com o status de ‘ativos’ permanecerem disponíveis para aquisição dos consumidores, até que a sua suspensão seja devidamente autorizada pela ANS”

Continua após o Veja Também

Veja também

A ANS informou ainda que enviou no dia 07/06 um ofício solicitando esclarecimentos à Golden Cross, após ser informada sobre a veiculação de anúncios sobre a suspensão da venda de novos planos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Porém, em contrapartida, ainda no dia 10 de junho, a Golden Cross informou que a ANS já havia sido comunicada sobre a interrupção temporária na venda de planos de saúde e que irá cumprir a determinação da agência até a conclusão do processo de suspensão.

Explicações exigidas

Ainda segundo a operadora, a medida foi tomada devido à reestruturação do seu portfólio de produtos, “a fim de se adaptarem ao novo programa de compartilhamento de risco com a Amil, para elevar ainda mais a qualidade do atendimento já prestado pela Golden ao consumidor*”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

(Para saber mais sobre essa parceria, clique aqui*)

A empresa reforçou ainda a continuidade dos seus planos do segmento odontológico que permanecem sendo comercializados normalmente.

Vale destacar que a Golden Cross integra uma lista de operadoras que receberam pedido de explicações da Senacon, vinculada ao Ministério da Justiça e Segurança Pública, devido a esses cancelamentos unilaterais em massa feitos nas últimas semanas.

No dia 24 de maio de 2024, a Senacon deu prazo de dez dias para que elas informassem:

  • O número de cancelamentos unilaterais feitos por cada empresa em 2023 e 2024.
  • Razões para os procedimentos;
  • Quantos, entre os beneficiários atingidos, estavam em tratamento e exigem assistência contínua de saúde;
  • Quantos, entre os atingidos, eram idosos ou portadores de transtornos globais de desenvolvimento; qual a faixa etária dos clientes que tiveram as apólices canceladas.

Na semana anterior ao comunicado, os mesmos planos pediram mais tempo para prestarem esses esclarecimentos e ganharam mais dez dias de prazo.

Vale destacar que o presidente da Câmara dos Deputados, Artur Lira (PP-AL), anunciou um acordo verbal com as operadoras, cujas quais se comprometeram a suspender temporariamente o cancelamento de novos contratos coletivos.

Fora isso foi estipulado para que as mesmas fizessem uma revisão quanto aqueles que já tinham sido suspensos, em especial, os de pessoas em tratamentos contínuos, como os autistas, com doenças raras e pacientes oncológicos.

Em troca, as operadoras discutem com Lira novas regras para o setor, entre elas, a criação de uma modalidade de plano de saúde que só dá direito a consultas e exames, além de novas diretrizes para as terapias voltadas ao autismo.

Outra demanda do setor é a criação de uma lei que estabeleça compartilhamento de risco com as farmacêuticas em casos de medicamentos que custam na casa de milhões de reais e que, uma vez incluídos no rol da ANS.

O que aconteceu com os clientes da Golden Cross?

Vale destacar que a Golden Cross teve tal pedido autorizado pela ANS para que executasse esses encerramentos ainda no inicio de junho e a suspensão afetou 114 dos 143 produtos ativos da Golden Cross.

Porém, apesar de chocante, o portal InfoMoney informou que essa suspensão não afeta nenhum dos 240 beneficiários da operadora, pois ela não cancela os contratos existentes, conforme garantido pela ANS em nota.

Dessa forma, juntando os dois pedidos de suspensão de vendas, a Golden Cross agora terá apenas 20 planos ativos para comercialização, sendo três de cobertura médico-hospitalar (da segmentação referência) e 17 exclusivamente odontológicos.

Mas, conforme comunicado da ANS, a operadora também poderá solicitar a suspensão da comercialização desses planos a qualquer momento.

Como mencionamos logo acima, a Golden Cross informou, por meio da sua assessoria de imprensa, que esse novo pedido de suspensão tem por objetivo apenas complementar a reestruturação de seus produtos, em virtude da parceria firmada com a Amil.

Tal parceria firmou um acordo de Compartilhamento de Riscos entre a Golden Cross e a Amil, por meio do qual todo o atendimento médico passará a ser realizado por intermédio da rede credenciada Amil.

Fora isso a operadora GARANTE QUE todos os direitos em contrato sejam totalmente assegurados e ressalta ainda que todos os prazos e regras regulatórias aplicáveis estão sendo cumpridos.

Segundo o portal Rede Integrada Golden Cross , desde o dia 1º de julho de 2024, clientes Golden Cross passaram a ser atendido(a) na rede credenciada Amil.

Com isso ele tem a sua disposição uma sólida estrutura de hospitais, consultórios e serviços auxiliares de diagnóstico e tratamento, além de canais de atendimento ágeis e eficientes.

Importância da Golden Cross:

Desde seu surgimento, em 1971, a Golden Cross busca constantemente a satisfação de seus beneficiários, oferecendo serviços de qualidade e uma relação de transparência.

🚨 Tati Machado titular do Encontro + Estrelas intocáveis da Globo + Datena fora da Band: "Não tem dinheiro"    

amil
golden cross
Lennita Lee

Autor(a):

Meu nome é Lennita Lee, tenho 32 anos, nasci e cresci em São Paulo. Viajei Brasil afora, e voltei para essa cidade, afim de recomeçar a minha vida.Sou formada em moda pela instituição "Anhembi Morumbi" e sempre gostei de escrever.Minha maior paixão sempre foi a dramaturgia e os bastidores das principais emissoras brasileiras.Também sou viciada em grandes produções latino americanas e mundiais. A arte é o que me move ...Atualmente escrevo notícias sobre os últimos acontecimentos do cenário econômico, bem como novidades sobre os principais benefícios e programas sociais.

Botão de fechar
Utilizamos cookies como explicado em nossa Política de Privacidade, ao continuar em nosso site você aceita tais condições.