Bastidores da TV

Obra do acaso também colabora com a renovação de atores na Globo

Por Flávio Ricco

Hoje, na Globo, devido ao grande ritmo de produção de programas, não é tarefa das mais fáceis montar um elenco de novela ou minissérie.

Até mesmo os Diretores de Núcleo estão encontrando dificuldades, a começar pela própria concorrência interna, doses de vaidade, além de fatos inesperados –como problemas de saúde ou gravidez.

Só para se ter uma ideia, o trio de protagonistas de “Girassol”, substituta de “Escrito nas Estrelas”, seria inicialmente formado por Juliana Paes, Thiago Lacerda e Paola Oliveira.

Thiago foi o primeiro a desistir, alegando que precisava se dedicar à família;

Paola, por sua vez, vinha de outros trabalhos e, cansada, pediu para sair. De férias.

E Juliana ficou grávida.

Assim, para os respectivos papéis, a Globo convocou Murilo Rosa, Milena Toscano e Cleo Pires.

Evidente que nunca se descarta um artista de “mídia”, aquele que chama audiência. Faz falta a qualquer produção.

Mas tem um lado positivo nessa questão, que é apostar em outros nomes. E na Globo, como se observa, a renovação, às vezes, acontece até por obra do acaso.

Hoje é dia

Esse domingão promete. Gugu invertido com o “Domingo Espetacular”, vai agora em novo horário atrás dos índices que não conseguiu na faixa da noite.

A direção da Record se mostra confiante. Acredita que a mudança deve dar certo.

Gugu, por sua vez, deve saber que a sua responsabilidade aumentou. A cobrança por melhor audiência também será muito maior a partir de agora.

Convocação

O SBT dá início aos trabalhos de mais um “Teleton”. A produção do programa será contratada agora em junho.

Ainda não há um dia escolhido para a sua exibição e sabe-se apenas que será em outubro.

Músicas de “Passione”

Até o dia 15 de junho, as lojas devem receber o CD com a trilha nacional da novela “Passione”.

Entre outras, “Animal” – com Pedro Luis e Parede; “Aquilo que dá no coração” – Lenine; “Canção de Novela” – Adriana Calcanhoto; “Contigo Aprendi”, com Ângela Maria e Cauby Peixoto.

Cover suspenso

Não avançou a ideia de um quadro com o animador de plateia Tiago Barnabé, no “Superpop”.

Ele teve seus minutos de fama durante a cobertura do Carnaval imitando Luciana Gimenez, e a partir daí passou-se a pensar em um espaço fixo para ele no programa.

A Rede TV! chegou inclusive a registrar três títulos: Luciana Gimenez do Paraguai, Luciana de Menos e Lulu Cover.

Mas ficou nisso. Não rolou.

Promoção

A Bandeirantes recebeu em seus estúdios, na última quinta-feira, os jogadores Denílson e Emerson para fotos e gravações promocionais do “Band Mania” – mesa redonda que vai entrar durante o período da Copa do Mundo.

Vampeta, que já pendurou as chuteiras, também participou dos trabalhos.

Regra 3

Substituição na Band: sai Milton Neves, entra Nivaldo Prieto.

Essa é a mudança e que vale somente para este domingo no comando do “Terceiro Tempo”, logo depois da transmissão do futebol, às 18h.

Convidada especial

Mariana Ximenes, um dos principais destaques de “Passione”, é uma das convidadas do “Domingão do Faustão”, hoje, na Globo.

Evidentemente toda a conversa vai girar em torno do seu trabalho na novela.

Outra atração do programa é a repescagem na “Dança dos Famosos”.

Negócios

Vem aí mais uma edição da “Discop”, evento que reúne executivos de TV e de produtoras de todo o mundo, interessados em comprar e vender produtos e conteúdos.

Está marcada para Budapeste, entre os dias 23 e 26 de junho.

Emoção na certa

John Blanch Mesquita, pianista clássico, filho do Otávio Mesquita, foi convidado para tocar em uma cerimônia no Palácio dos Bandeirantes, sede do Governo de São Paulo, no dia 17 de julho.

Vem especialmente da França, é aluno do Conservatório Superior de Paris, para esse momento importante.

O detalhe é que o evento terá o seu pai como mestre-de-cerimônias.

Não é por aí

A Record tem lá os seus repentes de SBT. Na noite de quarta-feira, fim de “Passione” e início do futebol na Globo, a exibição da série “CSI” foi interrompida bruscamente para iniciar a novela “Ribeirão do Tempo”.

Fez de idiotas aos que assistiam ao seriado, inclusive este que vos fala.

C’est fini

A TV Brasil não tem uma audiência tão baixa por acaso. Ao contrário das televisões normais, as coisas por lá sempre demoram demais para acontecer.

E não se busca agregar produtos à sua programação que possam atrair a atenção do público.

Esporte, por exemplo, não existe em nenhum setor da sua grade, a não ser uma mesa aos domingos, remanescente da TV Educativa do Rio de Janeiro. E que só interessa ao Rio.

Pior é que não há perspectivas de melhoras.

Então é isso. Mas amanhã tem mais. Tchau!

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

Sobre o autor

Deivison Lima

Escreve sobre Televisão desde 2008