Colunas Foco na TV

Odiados pelo público: saiba quem são os participantes mais rejeitados da história do BBB

Felipe Cobra e Patrícia Leite estão entre os participantes mais rejeitados do BBB. (Foto: Montagem/Reprodução)
Felipe Cobra e Patrícia Leite estão entre os participantes mais rejeitados do BBB. (Foto: Montagem/Reprodução)

Confira os cinco participantes eliminados com os maiores índices de rejeição da história do BBB

Ontem (21), a Globo estreou a vigésima temporada do BBB, que justamente pelo número redondo, promete ser uma edição especial, chegando a contar, inclusive, pela primeira vez, com alguns participantes “famosos”.

E no sábado (18), após muito mistério, a emissora carioca divulgou a lista de novos brothers, e chamou a atenção o pré-julgamento do público nas redes sociais, que chegou a criar uma hastag pedindo a saída de Felipe Prior, que faz parte do grupo de anônimos, apenas pelas supostas posições políticas e impressões iniciais sobre o arquiteto, acusado de ser “mimado” e “mulherengo”.

+ Há 37 anos, morte de protagonista abala Globo e novela quase acaba sem desfecho: “A dor é geral”

A grande verdade é que as aparências em início de realities costumam enganar, e muitos participantes acabam surpreendendo ou decepcionando o público no decorrer da competição.

Pegando carona na estreia da nova temporada do BBB e desse fato inusitado, vamos relembrar aqui alguns dos participantes que foram odiados pelo público e acabaram sendo eliminados com os maiores índices de rejeição da história do programa.

Rafa Oliveira foi um dos vilões do BBB12. (Foto: Divulgação)
Rafa Oliveira foi um dos vilões do BBB12. (Foto: Divulgação)

5º Rafa Oliveira (BBB12)

Rafael até era um participante ativo dentro do confinamento, mas se perdeu com atitudes controversas e que o deixaram com a imagem de antipático. O brother chegou a trair sua namorada com a colega de confinamento, Renata Dávila, e bateu de frente com participantes que eram queridos pelo público.

+ Antes de transferência polêmica para o SBT, Ratinho despertou interesse da Globo: “Tem um carisma danado”

Resultado? Logo em seu primeiro paredão, com Yuri Fernandes, outro brother bastante popular, Rafael foi eliminado com o alto índice de 92% dos votos.

Nayara não caiu no gosto do público no BBB18. (Foto: Reprodução)
Nayara não caiu no gosto do público no BBB18. (Foto: Reprodução)

4º Nayara de Deus (BBB18)

Nayara tentou ganhar destaque no BBB apostando em discursos militantes, mas perdeu a mão e acabou sendo rejeitada até por outros participantes negros do programa.

+ Dono da Globo esnobou novela Pantanal na concorrência, mas se arrependeu: “Não é sucesso coisa nenhuma”

A sister também não tinha um comportamento louvável no jogo, tentando se escorar em outros colegas e ganhando a fama de “leva e traz”. Nayara ainda deu azar de cair em um paredão triplo com outros participantes queridos do público (Mahmoud Baydoun e a campeã Gleice Damasceno), e deixou o jogo com 92,69% dos votos.

Felipe Cobra foi rival de Diego Alemão. (Foto: Divulgação)
Felipe Cobra foi rival de Diego Alemão. (Foto: Divulgação)

3º Felipe Cobra (BBB7)

O comportamento de Felipe, considerado preconceituoso e agressivo, desagradou o público desde o início do reality. O brother chegou a se aliar a Alberto Cowboy, considerado o vilão da temporada, e rivalizou com o popular Diego Alemão, o grande vencedor daquela edição.

+ Em 1996, Renato Aragão ameaça abandonar a Globo e fazer nova versão de Os Trapalhões com Quico

Indicado pelo próprio Alemão para o paredão, Felipe disputou a preferência do público com Airton Cabral, mas teve uma rejeição gigantesca e foi eliminado com 93% dos votos, conquistando a medalhe de bronze nesse pódio.

Patrícia rivalizou com a campeã Gleici. (Foto: Reprodução)
Patrícia rivalizou com a campeã Gleici no BBB. (Foto: Reprodução)

2º Patrícia Leite (BBB18)

O BBB18 ficou realmente marcado por seus recordes de rejeição, e o caso mais marcante foi o de Patrícia, considerada a vilã da temporada.

A cearense foi taxada de “manipuladora”, e já em tempos de redes sociais, a rejeição do público ficou ainda mais evidente, especialmente pelo fato de Patrícia rivalizar com Gleci, a queridinha da internet, e que se tornou campeã da edição.

+ Depois de quase rejeitar Chaves, Silvio Santos planejou versão brasileira da série no SBT

Patrícia foi a sétima eliminada do BBB18, com 94,26% dos votos, o segundo maior índice da história do reality até aqui.

Aline teve a maior rejeição da história do BBB. (Foto: Divulgação)
Aline tem a maior rejeição da história do BBB até hoje. (Foto: Divulgação)

1º Aline dos Santos (BBB5)

A recordista de rejeição foi uma participante que entrou no confinamento com o jogo já em andamento. Aline ingressou no BBB como substituta de Marielza de Souza Dantas dos Santos, que sofreu um AVC dentro da casa.

+ Nos anos 1980, Globo cria veto contra artistas e causa desabafo histórico de Silvio Santos em programa

A carioca, no entanto, ganhou o apelido de “X-9” por causar intrigas e se passar por amiga de todos apenas para levar informações para outro grupo. Para piorar a situação, Aline disputou o paredão com uma das grandes favoritas, Grazi Massafera, vice-campeã daquela temporada. Ela foi eliminada do jogo com 95% dos votos, ganhando o título de participante mais odiada da história do BBB.

Barracos, traição e muita fofoca ao vivo no canal do TV FOCO no YOUTUBE. INSCREVA-SE

Sobre o autor

Renan Santos

Atuando também como roteirista de TV e cinema, Renan é redator e colunista do TV FOCO desde 2014, noticiando e criticando o mirabolante e imprevisível universo televisivo e dos famosos.