Colunas Ligado na TV Opinião

OPINIÃO | Globo volta a viver fase incômoda em audiência e vê Record no retrovisor

Fase negra em audiência volta a perturbar Globo (Foto: Reprodução/Globo)
Fase negra em audiência volta a perturbar Globo (Foto: Reprodução/Globo)

Apesar de seu poderio inquestionável, tanto em termos de faturamento como em audiência, a Globo volta e meia reacende seu sinal vermelho. Atualmente, a emissora dos Marinhos tem visto com certa frequência produtos da concorrência arrancarem sua tão valorosa liderança em audiência; especialmente atrações da Record, a qual muitas vezes tem surgido no retrovisor da Globo nos números da média-dia, por exemplo.

A Fazenda 10, Programa do Porchat, Balanço Geral – Hora da Venenosa e Cidade Alerta com Luiz Bacci são alguns dos principais causadores atuais do incômodo global. Isto ao se colocar em pauta apenas os produtos da emissora de Edir Macedo.

Siga e contate o colunista Danyllo Junior

As atrações supramencionadas têm tomado a liderança da Globo em vários momentos. Com isso, a diferença geral da média-dia, faixa entre 7h à meia-noite, considerada a mais importante em termos de faturamento, tem caído. Em tempos de bonança, a emissora carioca consegue atingir 10 pontos de vantagem sobre a segunda colocada, geralmente em um placar de 17 a 7 pontos. Nos dias atuais, essa diferença tem ficado em torno de apenas 5 pontos. A título de contextualização, na última quinta-feira (30), a Globo ficou com 13,5 pontos na média-dia, contra 9 pontos da Record, diferença de 4,5 pontos.

Reinaldo Gottino, Fabíola Reipert e Renato Lombardi no comando de A Hora da Venenosa (Foto: Reprodução/Globo)
Gottino, Fabíola Reipert e Lombardi no A Hora da Venenosa, principal incômodo da Globo (Foto: Reprodução/Record)

Alguns podem pensar que a Globo pouco se importa com essas derrotas, haja vista que mesmo assim consegue manter sua liderança geral. Ledo engano. Se tem uma coisa que a Globo não gosta é de perder sua liderança, mesmo que seja por alguns minutos. Então, essas frequentes derrotas atuais têm preocupado muito a emissora carioca.

Não à toa, a emissora anunciou no último dia 27 uma série de mudanças em sua alta direção. Entre as principais modificações de cadeiras, destaca-se a saída de José Bonifácio de Oliveira, o Boninho, do comando de alguns produtos. Além disso, o canal carioca migrou o renomado jornalista Mariano Boni do Jornalismo para o Entretenimento.

Tais mudanças afetam diretamente os principais programas que enfrentam crise de audiência, como o Vídeo Show, o É de Casa e o Amor & Sexo. Ou seja, são os esforços da emissora se materializando, em busca de superar problemáticas crônicas e agudas.

Obviamente, a crise por que passa a Globo vai além dos programas citados acima. A emissora não consegue há tempos colocar uma trama que angarie boa audiência em seu Vale a Pena Ver de Novo, o que, com o efeito cascata, prejudica Malhação, que por sua vez atrapalha o desempenho da trama das 18h, que não ajuda a das 19h, e assim segue.

O império é inegável e imponente, assim como os indícios de ruínas. Logo, os esforços serão sempre válidos.

Siga e contate o colunista Danyllo Junior
* Danyllo Junior escreve sobre o mundo da televisão há 10 anos
As opiniões emitidas neste texto são de inteira responsabilidade do autor, não correspondendo, necessariamente, ao ponto de vista do TV Foco

SIGA O TVFOCO NO INSTAGRAM E FIQUE POR DENTRO DE TUDO! CLIQUE/TOQUE AQUI.

ANÚNCIOS

ANÚNCIOS

Comentários recentes

CONHEÇA