Agora

Agora

Câncer e intoxicação: Os doces amados pelos brasileiros proibidos com URGÊNCIA pela ANVISA e situação atual

Anvisa determina proibição de doces amados pelos brasileiros após grave constatação (Foto Reprodução/Montagem/Tv Foco)
Anvisa determina proibição de doces amados pelos brasileiros após grave constatação (Foto Reprodução/Montagem/Tv Foco)

Veja os detalhes sobre a proibição da ANVISA a respeito de doces amados pelos brasileiros e sua situação atual

Quem aqui não gosta de um docinho não é mesmo? Saborosos, coloridos e atraentes, esse tipo de alimento não tem idade e encanta milhares de brasileiros em diversas gerações.

Mas você sabia que muitas marcas famosas dessas delícias já tomou proibições severas da ANVISA (Agência Nacional da Vigilância Sanitária) após apresentarem sérios riscos à população?

Pois é, você com certeza vai se surpreender ao saber o que rolou com essas marcas famosas.

MAS ATENÇÃO! VALE DESTACAR que, apesar de graves, a situação de ambas já foram DEVIDAMENTE RESOLVIDAS e as mesmas estão podendo comercializar os seus produtos normalmente.

Afinal de contas, foi uma situação pontual ocorrida em apenas alguns lotes.

Veja também

Paçoca cancerígena

De acordo com o que foi publicado pelo G1, no ano de 2017, a ANVISA  interditou um lote de paçoca da marca Dicel por exceder o limite do teor de aflatoxinas, que são toxinas produzidas por fungos, encontradas em alimentos:

“As aflatoxinas são substâncias tóxicas e carcinogênicas, e, por isso, produtos fora da especificação não podem ser consumidos pela população” -Alertou a agência à época

Anvisa proibiu a comercialização da paçoca da marca Dicel após apresentar riscos (Foto Reprodução/Internet)
Anvisa proibiu a comercialização da paçoca da marca Dicel após apresentar riscos, no ano de 2017 (Foto Reprodução/Internet)

Como a própria Anvisa destacou em seu pronunciamento, consumir em excesso a aflatoxina pode causar muitos problemas à saúde, pois ela pode ter substâncias tóxicas e cancerígenas.

A resolução da empresa de vigilância sanitária determinou a suspensão da distribuição e comercialização dos lotes de paçoca na época. A decisão foi devidamente publicada na edição de hoje do Diário Oficial da União.

O lote de comercialização vetada é o de número 0027 do produto “Doce de Amendoim Paçoca Rolha”, da marca Dicel, distribuído pela Indústria e Logistica Wethonklauss Constante Ltda, com data de fabricação 18/11/2016, data de validade 18/11/2017.

O lote que foi proibido pela Anvisa foi de número 0027 (Foto Reprodução/Internet)
O lote que foi proibido pela Anvisa foi de número 0027 (Foto Reprodução/Internet)

O produto é fabricado em Goiânia mas a interdição cautelar valeu para todo o território nacional. Como mencionamos acima, a situação foi regularizada e atualmente a marca é facilmente encontrada.

Ainda de acordo com o G1, à época a empresa NÃO QUIS SE PRONUNCIAR SOBRE O ASSUNTO.

Chocolate intoxicado

Já em maio de 2022, uma importante marca de chocolates e doces, fez um anúncio importante a todos os seus consumidores a respeito de uma medida tomada quanto a um lote específico dos seus produtos.

Estamos falando da Ferrero do Brasil, que anunciou na época o recall* dos chocolates Kinder Schoko-Bons, cujos quais são fabricados na Bélgica e que tinham como validade para o dia 8 de novembro de 2022.

*Recall, é um termo em inglês, que significa uma solicitação de devolução de um lote ou de uma linha inteira de produtos feita pelo próprio fabricante. Geralmente, isto ocorre pela descoberta de problemas relativos à segurança do produto

De acordo com o portal R7, a decisão ocorreu após a notificação da Senacon (Secretaria Nacional do Consumidor) após identificar um sério risco em contaminação por salmonela no mercado europeu, retirando os mesmos de circulação rapidamente.

Kinder Schoko-Bons, da linha Kinder, da marca Ferrero, saíram de circulação às pressas em 2022 após risco de contaminação (Foto Reprodução/Internet)
Kinder Schoko-Bons, da linha Kinder, da marca Ferrero, saíram de circulação às pressas em 2022 após risco de contaminação (Foto Reprodução/Internet)

O produto apresentava ameaça na saúde, podendo causar desconforto gastrointestinal e intoxicação desencadeando em, letargia, febre, dores de cabeça, erupção cutânea, entre outros.

Em nota divulgada ao público, o ex Ministro da Justiça, Anderson Torres, foi feita a seguinte declaração:

“Trabalhamos para garantir os direitos e a segurança de todos os consumidores brasileiros. Alertamos sobre o possível produto contaminado anteriormente e, agora, este recall é uma ação para assegurar a saúde de todos”

A SITUAÇÃO TAMBÉM FOI REGULARIZADA! Afinal apenas envolveu alguns lotes e o produto voltou a ser vendido normalmente.

Comunicado da empresa

Aos consumidores que chegaram a comprar esse produto foi orientado pela Senacon, que solicitassem a troca imediata do produto ou  reembolso, pelo SAC (Serviço de Atendimento ao Consumidor) da Ferrero, por meio do telefone 0800 701 6595 ou e-mail [email protected].

Também era possível recorrer à plataforma consumidor.gov.br ou a órgãos de proteção e defesa do consumidor.

A Senacon e a Anvisa (Agência de Vigilância Sanitária) monitoraram prontamente  a campanha de recall da Ferrero do Brasil.

A Ferrero Brasil também deixou o comunicado a respeito do recall em seu site oficial da marca  Kinder  como mostra na imagem abaixo:

Comunicado Oficial da Ferrero Brasil a respeito do Recall do Kinder Schoko Bons (Foto Reprodução/Kinder)
Comunicado Oficial da Ferrero Brasil a respeito do Recall do Kinder Schoko Bons (Foto Reprodução/Kinder)

 

O que acontece com as marcas que não obedecem a orientação da ANVISA?

De acordo com o portal Saúde.Gov, não cumprir as normas das ANVISA pode custar aos cofres da empresa/marca o pagamento de multas bem como a proibição da comercialização dos seus produtos no mercado.

🚨 Urgente! Ana Hickmann comete 'crime', Betty Faria humilha Bolsa Família e Bocardi detona

Quem escreve

Lennita Lee

Meu nome é Lennita Lee, tenho 32 anos, nasci e cresci em São Paulo. Viajei Brasil afora, e voltei para essa cidade, afim de recomeçar a minha vida. Sou formada em moda pela instituição "Anhembi Morumbi" e sempre gostei de escrever. Minha maior paixão sempre foi a dramaturgia e os bastidores das principais emissoras brasileiras. Também sou viciada em grandes produções latino americanas e mundiais. A arte é o que me move ... Atualmente escrevo notícias sobre os últimos acontecimentos do cenário econômico, bem como novidades sobre os principais benefícios e programas sociais.