Destaque

Os programas que ameaçaram a hegemonia da Globo no Ibope

Este domingo (5) foi considerado de grande importância para a história da televisão brasileira. Pela primeira vez, desde a sua fundação em 1965, a TV Globo ficou em segundo lugar na audiência média do dia – que considera a programação veiculada das 7h às 0h – no Rio de Janeiro. A emissora perdeu o posto de campeã do Ibope para a Record, que há cinco anos consolidou-se como o segundo principal canal do país e disputa de perto a liderança no Ibope. Quer relembrar os programas que abalaram a hegemonia da Globo no Ibope nas últimas três décadas?

Desde o início dos anos 80, a hegemonia da TV Globo é ameaçada pela programação da concorrência. Em 1985, por exemplo, o SBT chegou a desbancar a “plim-plim” com a exibição da minissérie norte-americana Pássaros Feridos (The Thorn Birds) – oferecida originalmente à Globo, sem interesse em adquiri-la

Com a chegada dos anos 90, o número de atrações que desbancaram clássicos da programação global só fez aumentar. A novela Carrossel (exibida pelo SBT entre 1991 e 1992) é mais um exemplo de ameaça dos outros canais ao império de audiência da TV carioca. A trama infantil mexicana roubou parcela do público do Jornal Nacional e obrigou a Globo a reformar a sua novela das oito em busca de maior Ibope – na época, a trama que ia ao ar era O Dono do Mundo, escrita por Gilberto Braga e protagonizada pelo galã Antônio Fagundes

E mesmo alguns anos antes, quem revirava os números da audiência da Globo era a extinta TV Manchete. A novela Pantanal, exibida entre março e dezembro de 1990 pela casa, forçou a Globo a exibir a sua “novela das oito” a partir das 21h – para que alguma de suas tramas pudesse competir e, quem sabe, desbancar a produção da concorrente. Pantanal ia ao ar às 21h30 e bateu a Globo diversas vezes em audiência

Ratinho Livre, comandado pelo apresentador Carlos Massa, estreou na Record em 1997 e encarou a briga pela audiência com a Globo. Por diversas vezes, o programa venceu a emissora concorrente no Ibope. A atração ia ao ar às 20h50 e batia de frente com o finalzinho da novela das oito (na época, a trama Por Amor, de Manoel Carlos) e o início da faixa de seriados da “plim-plim”

Entre 1997 e 2001, o assunto dos domingos era a disputa pela audiência protagonizada por Gugu e Faustão. Não foram poucas as vezes em que o Domingo Legal, do SBT, bateu o Domingão da emissora carioca. Na época, toda vez que o Domingo Legal estava ganhando em audiência do concorrente, um bonequinho do Gugu invadia as telinhas e comemorava junto ao seu telespectador

Entre 2001 e 2002, o SBT surpreendeu a Globo (e os telespectadores) com um reality show. A emissora paulistana colocou na telinha a Casa dos Artistas – programa que mostrava subcelebridades da época confinadas em uma residência. Pode parecer absurdo para os padrões atuais, mas a atração chegou a alcançar a marca de 50 pontos em picos de audiência. Casa dos Artistas era exibida todos os dias, mas a edição de luxo, com direito à eliminação, ia ao ar nas noites de domingo, com apresentação de Silvio Santos. Em suas últimas semanas, essa “edição de luxo” colocou o Fantástico no chinelo, chegando até mesmo a ter quase o dobro de seu Ibope

Em 2005, a Record estreava a sua primeira novela capaz de provocar a Globo no quesito audiência: era Prova de Amor, trama estrelada por Lavínia Vlasak e escrita por Tiago Santiago. O folhetim ia ao ar às 19h30, enfrentava a novela das sete da “plim-plim” – na época, Bang Bang, escrita por Mário Prata e Carlos Lombardi – e o comecinho do Jornal Nacional. Em alguns capítulos, Prova de Amor chegou a ficar a apenas dois pontos de diferença do JN. Como Bang Bang não caiu no gosto do público, a novela da Record aproveitou a deixa para consolidar-se como a favorita dos telespectadores para o horário das 19h: em grande parte das vezes, venceu a concorrência no Ibope

Exibida entre abril de 2009 e março de 2010, Poder Paralelo foi a primeira novela da Record a fazer sucesso em horário nobre. A trama ia ao ar às 22h30, de segunda a sexta-feira, e incomodava a Globo na briga pela audiência – disputava público diretamente com a faixa de seriados da “plim-plim”. Especialmente em sua fase final, o folhetim chegou a bater a Globo – inclusive no Rio de Janeiro. Um bom exemplo desse fato foi o penúltimo capítulo da novela, que deixou a Record três pontos à frente de sua principal concorrente no Estado carioca

Fala Brasil é o jornal matinal que vai ao ar diariamente pela Record. Apresentado por Carla Cecato e Roberta Piza, o programa incomoda constantemente a Globo e seu Mais Você – apresentado por Ana Maria Braga e exibido de segunda a sexta, quase no mesmo horário (começa às 8h10, enquanto o Fala se inicia às 8h30). Nos últimos meses, o Fala Brasil venceu a Globo em índices de audiência. Nas médias de agosto, o programa registrou 7,7 pontos no Ibope, enquanto o Mais Você conquistou apenas 6,6

Se há alguns anos a briga pela audiência dos domingos era basicamente Domingo Legal (SBT) X Domingão do Faustão (Globo), hoje a batalha está envolvendo outros protagonistas: Domingo Espetacular (Record) e oFantástico (Globo). Firme no segundo lugar na disputa pela audiência, é possível dizer que o Domingo Espetacular está levando, de mansinho, também uma fatia do Ibope do global Fantástico – que não está em seus melhores dias. Os dois programas vão ao ar nas noites de domingo. Quer um exemplo de quão disputada está essa batalha? No dia 5 de setembro, o programa alcançou 15 pontos no Ibope, enquanto o Fantásticochegou a 17. Além disso, o Domingo Espetacular tem conquistado o primeiro lugar em várias capitais, como Belém, Goiânia e Fortaleza. Desde a Casa dos Artistas, essa é a primeira vez que a “plim-plim” recebe ameaças tão diretas para a audiência de sua revista eletrônica

E o Gugu está de volta às disputas pela audiência do domingo. Desde os tempos áureos do Domingo Legal(SBT), o apresentador não representava grande perigo para a programação da Globo. Bem, o quadro mudou. Neste domingo (5), o Programa do Gugu (Record) bateu o tradicional Domingão do Faustão nos dados consolidados do Ibope: ficou com 16 pontos de audiência, enquanto a atração de Fausto Silva marcou 15 pontos. Mas, mesmo antes disso, se a atração não batia a programação da “plim-plim”, ao menos causava incômodo. Consolidado em segundo lugar no quesito audiência, o Programa do Gugu ganhou fôlego no Ibope desde que ganhou um novo horário: as tardes (e não mais as noites) do domingo, em maio deste ano

Pontualmente, muitos outros programas estão assustando a Globo em termos de audiência desde os anos 2000. Bons exemplos desses fantasmas para o Ibope global são os programas Ídolos e os seriados CSI: Miami eCSI da Record. Vez ou outra, lá estão eles arrebanhando boa parte da audiência que costumava ser global.

E a lista não para por aí. O programa Pânico na TV (da RedeTV!) já deu bons sustos na emissora carioca, assim como o reality show Ídolos, as fases finais de A Fazenda, a novela Bela, a Feia (Record), entre outros tantos. De ameaças em ameaças, muitas com bastante qualidade da concorrência, estaria o império global ameaçado? Agora é esperar por cenas dos próximos capítulos…

Informações do Portal R7.com

Participe agora do grupo do TV FOCO no Telegram e receba tudo sobre BBB - Clique aqui

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

Sobre o autor

Deivison Lima

Escreve sobre Televisão desde 2008