Celebridades

Paulo Gustavo, após barrar beijo gay, é comparado a Carlinhos Maia e situação foge do controle: “Chernobyl”

Filme Minha Mãe é Uma Peça 3, de Paulo Gustavo, não terá beijo gay (Foto: Reprodução)
Filme Minha Mãe é Uma Peça 3, de Paulo Gustavo, não terá beijo gay (Foto: Reprodução)

Paulo Gustavo surpreendeu ao censurar uma cena de beijo gay no filme Minha Mãe é Uma Peça 3, que está prestes a estrear nos cinemas

O humorista Paulo Gustavo, que é o autor de um dos filmes de maior bilheteria do Brasil, Minha Mãe é Uma Peça, tomou uma decisão radical em relação ao terceiro filme: cortou o beijo gay em uma cena de casamento. Quem revelou essa decisão foi um dos protagonistas do longa metragem, o ator Rodrigo Pandolfo, que interpreta o Juliano.

No longa, ele casará com Thiago, personagem de Lucas Cordeiro, mas não ache que o público verá um beijo entre o casal. Paulo Gustavo optou por levar a realidade para a ficção e, assim como foi em sua festa de casamento, vetou um possível encontro de bocas entre Juliano e Thiago, o que deixou algumas pessoas revoltadas.

+Claudia Leitte recebe pediatra de madrugada para consultar a filha recém-nascida e gera preocupação nos fãs

+Caio Castro se descuida, é traído por espelho e mostra partes íntimas em vídeo.

+Ex-Pânico é procurado pela polícia, Sabrina Sato é envolvida e famoso pode parar atrás das grades

Em entrevista ao UOL, Rodrigo Pandolfo comentou a decisão de Paulo Gustavo e revelou como se deu a conversa em que foi revelado a ele que não teria o beijo. “O Paulo optou por não ter o beijo. Entendi depois. “, iniciou o intérprete de Juliano, que está no longa desde o primeiro filme.

“Antes, cheguei e questionei: ‘Por que não vai ter?’ Ele [Paulo Gustavo] falou: ‘Olha, a gente está fazendo um filme popular. A gente sabe que o Brasil tem questões [relacionadas ao beijo gay] ainda, infelizmente. O Juliano já vai se casar’. Ele não sentiu a necessidade de colocar o beijo e expor publicamente”, declarou o ator.

Paulo Gustavo (Foto: Divulgação)
Paulo Gustavo (Foto: Divulgação)

“Eu entendo, de certa forma. O filme é a maior bilheteria da história do cinema brasileiro. Se você coloca o beijo acontecendo, em uma sociedade que, infelizmente, ainda se assusta, talvez seja agressivo. O Paulo Gustavo usou uma expressão que é: ‘A gente não precisa esfregar nenhuma opinião pessoal na cara do público. A gente já está mostrando um casamento gay. Mais do que isso não precisa'”, completou ele.

+Anitta muda radicalmente, faz show sentada e declara: ‘Hoje não vou rebolar’

Ele lamentou que o preconceito tenha influenciado o roteiro do filme de Paulo Gustavo. “É ilógico, é infeliz a gente ter que pensar em censura, porque o público talvez não receba tão bem. É terrível. Na verdade, é um reflexo que vem de fora. Censuram a gente e somos obrigados a ‘morrer’, ‘desaparecer’ ou ‘ceder’ à censura. É um pouco isso. A gente espera que daqui a muito pouco tempo isso mude”, disse.

Na internet, muita gente não gostou da decisão de Paulo Gustavo e o nome do humorista passou a figurar entre os assuntos mais comentados. A situação fugiu do controle a tal ponto que ele passou a ser comparado com Carlinhos Maia.

TV Foco no Youtube

Amor de Mãe

ANÚNCIO

Conheça nosso Podcast

ANÚNCIO

site statistics