Celebridades

Paulo Ricardo perde tudo, é condenado, e vê carreira ser apagada com decisão esmagadora e ódio do RPM

Paulo Ricardo foi condenado e não pode mais cantar a música do grupo RPM (Foto: Reprodução)
Paulo Ricardo foi condenado e não pode mais cantar a música do grupo RPM (Foto: Reprodução)

Paulo Ricardo perdeu uma briga na justiça contra os ex-companheiros da banda RPM

Paulo Ricardo foi condenado pela Justiça de São Paulo e dessa forma não poderá mais cantar as músicas do RPM, banda de rock da qual ele fez parte e que estourou em todo o cenário nacional na década de 80. A condenação partiu da juíza Elaine Faria Evaristo, da 20ª Vara Cível de São Paulo, em um processo movido pelos demais integrantes do grupo.

Paulo Ricardo vai recorrer da decisão e entrará com um novo recurso contra seus ex-companheiros, Luiz Schiavon, Fernando Deluqui e Paulo Pagni, que morreu em 2019. Dessa forma, ele só poderá gravar e se apresentar com as músicas que fizeram sucesso no RPM se houver concordância dos demais integrantes da banda. Eles haviam assinado um contrato em 2007.

Na ocasião, ficou acordado que nenhum dos músicos poderia explorar o nome RPM de forma individual. Na época, ele ficou responsável por registrar a marca como propriedade dos quatro, mas ele teria feito apenas com o próprio nome. Eles só descobriram a trairagem de Paulo Ricardo em 2017, quando ele comunicou que não faria mais apresentação com os músicos.

Dessa forma, Paulo Ricardo terá que pagar uma indenização de R$ 112 mil, mais juros e correção, aos antigos colegas. “Na verdade, o processo apenas revela o escuso intuito de monopolizar as canções que foram compostas por Paulo Ricardo, de arrancar-lhe à força a possibilidade de se expressar artisticamente, quase que em um ato de censura”, rebateu a defesa dele.

Os advogados do vocalista ainda atribuíram todo o sucesso do RPM ao cantor: “Uma realidade é inegável: o que conferiu projeção à banda no âmbito nacional e que tornou conhecidas as músicas foram a voz e a personalidade do Paulo Ricardo”. As informações são do jornalista Rogério Gentile que ainda mostrou o argumento do outros integrantes da banda.

Eles afirmaram que o vocalista não teve projeção desde que saiu em carreira solo. “Paulo Ricardo é um artista que não consegue se sustentar com aquilo que produziu individualmente, mas apenas encostado nas criações de Luiz Schiavon, Fernando Deluqui e Paulo Pagni. Suas músicas-solo não fizeram e não fazem sucesso”, pontuaram eles no processo.

RPM contra ex-colegas do RPM (Foto: Reprodução)
RPM contra ex-colegas do RPM (Foto: Reprodução)

Participe agora do grupo do TV FOCO no Telegram e receba tudo sobre BBB - Clique aqui

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

Sobre o autor

Kelves Araújo

Kelves Araújo, cearense, é redator do TV Foco desde 2019, responsável por cobrir o mundo das celebridades internacionais no site.