Celebridades Colunas Fez História Taís Araujo

Polêmica! Taís Araujo se nega a gravar cena de sexo anal e cria tensão em bastidores de novela

Taís Araujo foi a primeira atriz negra a protagonizar uma novela de grande sucesso no Brasil, Xica da Silva (Montagem: TV Foco)
Taís Araujo foi a primeira atriz negra a protagonizar uma novela de grande sucesso no Brasil, Xica da Silva (Montagem: TV Foco)

O Fez História vai relembrar um dos grandes marcos da TV brasileira, a novela Xica da Silva que em 1996 deu grande audiência para a extinta TV Manchete e apresentou para o Brasil uma das maiores atriz de sua geração, Taís Araujo

A TV Machete, em setembro de 1996, levou ao ar uma de suas melhores novelas de toda sua história, depois de Pantanal. Xica da Silva foi escrita por Walcyr Carrasco, sob o pseudônimo de Adalmo Rangel, dirigida pelo saudoso diretor Walter Avancini (1935-2001) e estrelada por Taís Araujo.

A novela trouxe a famosa história da escrava que virou rainha no século XVIII após conquistar o coração de uma poderosa figura da sociedade mineira e escandalizar com suas travessuras e muita ousadia. Taís Araújo foi escolhida a dedo por Walter Avancini, a atriz na época tinha apenas 17 anos e já mostrava muita desenvoltura ao protagonizar cenas quentes da trama.

Na época a TV Manchete chegou a ser notificada pela vara da infância que ameaçou de tirar a novela do ar, tamanha a quantidade de cenas sensuais envolvendo Taís Araujo. A produção da trama então segurou as cenas mais polêmicas da protagonista.

Ao completar 18 anos, em novembro de 1996, a produção da novela retomou cenas sensuais da protagonista, que vivia um “amor condenado pela sociedade” que explodia na cama do Comendador, interpretado por Victor Wagner.

Três meses antes do final da novela, Taís Araujo causou uma grande polêmica nos bastidores de Xica da Silva. A atriz se negou a gravar uma cena em que sua personagem praticaria sexo anal com Comendador como prova de seu amor.

Em entrevista ao jornal folha da época, Taís Araujo disse que: “cena iria manchar a imagem” da personagem. Já Avancini afirmou que a atriz quis se mostrar para a Globo, já que nessas alturas da trama, Taís estaria negociando seu passe para emissora dos Marinhos. Walcyr Carrasco também não gostou da negativa de Taís e disse para o jornal Folha de São Paulo: “Seria ingênuo pensar que uma mulher negra, no garimpo, atraísse o homem mais rico do momento sem passar pela cama.” 

A saída então foi criar uma cena que Contratador abraçava Xica por trás e beijava seu pescoço. E só. Um mês depois do final de Xica da Silva (agosto de 1997) Taís Araújo estreou na novela das seis da Globo, Anjo Mau, com um personagem bem discreto. Sua primeira protagonista na emissora dos Marinhos só aconteceu em 2004, em Da Cor do Pecado, um dos maiores sucessos dentro e fora do Brasil.

Victor Wagner e Taís Araújo protagonizaram Xica da Silva na TV Manchete. (Foto: Divulgação)
Victor Wagner e Taís Araujo protagonizaram Xica da Silva na TV Manchete. (Foto: Divulgação)

Punição ao Carrasco

Walcyr Carrasco na época de Xica da Silva estava na geladeira do SBT, com o sucesso na Manchete, Silvio obrigou o autor a escrever uma novela inédita para a emissora. E Walcyr escreveu Fascinação, não chegou nem perto dos burburinhos de Xica.

Em 2000, a dupla Walcyr Carrasco e Walter Avancini assinou com a Globo e juntos produziram o sucesso O Cravo e a Rosa, uma das tramas mais reprisadas e pedidas na Globo. Em 2001, voltaram a trabalhar juntos em A Padroeira, mas Avancini faleceu no início da trama. Mesmo estando juntos na mesma emissora, Taís Araujo e Walcyr Carrasco nunca mais trabalharam juntos.

O autor Walcyr Carrasco  (Foto: Reprodução)

Confira a audiência detalhada de todas as novelas da Globo semana a semana aqui

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

Sobre o autor

Redação TV Foco