Especiais Mais destaques

Processo milionário, cópia de formatos e contratação surreal: Momentos históricos em que Silvio Santos “peitou” a Globo

Silvio Santos peitou a Globo em diversos momentos ao longo da história do SBT (Foto montagem: TV Foco)
Silvio Santos peitou a Globo em diversos momentos ao longo da história do SBT (Foto montagem: TV Foco)

Silvio Santos é realmente o rei da TV Brasileira, mas por vezes acaba entrando em grandes polêmicas por conta de algumas “manobras” como empresário. Dono do SBT, um dos maiores canais de TV do Brasil, o apresentador foi responsável por trazer ao nosso país formatos até então inéditos. No entanto, em alguns casos de forma bastante polêmica.

Explicamos: Por vezes Silvio Santos se interessou em comprar alguns formatos de programas do exterior. Em alguns momentos, ele teve a chance de comprar programas consagrados primeiro que suas concorrentes, como foi o caso do Big Brother Brasil, mas preferiu por lançar atrações muito parecidas, como foi o caso da Casa dos Artistas.

+ Miguel Falabella e Claudia Raia se estranham ao vivo no Show dos Famosos: “A outra botando palavras na minha boca”

Em 1999 Silvio Santos ficou muito próximo de comprar o Big Brother Brasil, mas desistiu de última hora por achar o investimento do programa muito alto. Meses depois a Globo ficou com o formato. Sabendo disso, o apresentador mandou construir uma casa do dia para a noite nos estúdios do SBT e por lá lançou o fenômeno Casa dos Artistas. O programa durou 4 temporadas, com índices chocantes de audiência. A Globo no paralelo se enfezou com o dono do SBT e entrou na justiça juntamente com a dona do formato do BBB, alegando que Silvio Santos havia simplesmente copiado o modelo do reality show. Anos na justiça correram e estima-se que em 2015, o Superior Tribunal de Justiça considerou o programa como plágio do Big Brother e condenou o SBT a pagar uma multa em torno de R$ 18 milhões.

Silvio Santos lançou em 2000 A Casa dos Artistas, maior fenômeno da história do SBT (Foto reprodução)
Silvio Santos lançou em 2000 A Casa dos Artistas, maior fenômeno da história do SBT (Foto reprodução)

Mas Silvio Santos não parou por aí e também adotou outras manobras que deixaram os diretores da Globo de cabelos em pé. Em 2004, ele anunciava em diversas chamadas no SBT: “Globo fica sem Padrão”. Muita gente tentava entender o que aquilo queria dizer, mas após algumas semanas o mistério foi revelado: Silvio Santos havia contratado uma das maiores estrelas do jornalismo de sua principal concorrente: Ana Paula Padrão. A jornalista deixava a Globo após 18 anos, com uma proposta tentadora do dono do SBT de comandar um telejornal mais cedo, para então se dedicar a família e tentar engravidar. A atitude do dono do SBT deixou muita gente chocada e irritada. Naquela época, o nome de Silvio Santos foi veementemente proibido de ser citado em qualquer hipótese na Globo. Xii

Ana Paula Padrão foi contratada por Silvio Santos em 2004 e deixo ua Globo em estado de choque (Foto SBT)
Ana Paula Padrão foi contratada por Silvio Santos em 2004 e deixo ua Globo em estado de choque (Foto SBT)

Mas não parou por aí. Em 2008, Silvio Santos entrava em uma nova briga com a emissora carioca, principalmente com Benedito Ruy Barbosa, autor da novela Pantanal. Isso porque, em meio a uma profunda crise de audiência, o pai de Patricia Abravanel resolveu usar o estoque que havia comprado da extinta TV Manchete e colocar no ar a novela Pantanal. Em poucas semanas, a trama de 1991 se mostrou um verdadeiro fenômeno de audiência. A novela chegava a marcar 15 pontos de audiência, índices expressivos, frente a Record que já ganhava terreno e tomava a vice-liderança do SBT. A Globo não gostou nada dessa história, muito menos o autor da novela. Principalmente porque a ideia era lançar uma remake de Pantanal na faixa das 18h, o que acabou não acontecendo por conta da atitude de Silvio Santos.

+ Simone se afasta dos palcos e toma decisão na carreira

Novela Pantanal rendeu um grande processo para Silvio Santos no SBT
Novela Pantanal rendeu um grande processo para Silvio Santos no SBT

A POLÊMICA EM DETALHES:

Em 2008, assim que começou a reprise da trama pelo SBT, a Globo ameaçou processar a emissora de Sílvio Santos. Ela alegava ser dona da história e das imagens, e que elas foram adquiridas diretamente do autor Benedito Ruy Barbosa e portanto, a reprise da telenovela era ilegal. Já o SBT rebateu, afirmando que as fitas da telenovela foram compradas de um empresário, que adquiriu as fitas em um leilão da massa falida da TV Manchete.

Em primeira instância, a Justiça condenou o SBT por agir de má-fé, em relação a ter reprisado a trama. Além disso, o canal paulistano também foi proibido de reprisar novamente a trama de Benedito Ruy Barbosa.

Benedito Ruy Barbosa processou o SBT e Silvio Santos por conta da novela Pantanal
Benedito Ruy Barbosa processou o SBT e Silvio Santos por conta da novela Pantanal

Porém o SBT recorreu das decisões e, em 2014, venceu o processo em segunda instância. Mesmo podendo recorrer da decisão, o autor Benedito Ruy Barbosa anunciou que desistiria do processo contra a emissora paulistana, que corria desde 2008. Fato que não ocorreu.

No dia 9 de agosto de 2016, a Terceira Turma do Supremo Tribunal de Justiça (STJ), através do ministro-relator do caso, João Otávio de Noronha, julgou a ação de Benedito procedente. Segundo o magistrado, uma vez que não houve “consulta prévia ou qualquer tipo de movimentação por parte do SBT para conciliação ou compra dos textos”. E assim o SBT terá que indenizar o autor Benedito Ruy Barbosa em cerca de R$ 100 milhões por danos morais e profissionais, o que nunca foi aberto ao público se realmente aconteceu.

Esses foram apenas alguns dos episódios nos quais Silvio Santos deixou a Globo fora do eixo. No entanto refletem muito bem uma série de manobras do dono do SBT que realmente balançaram as estruturas da emissora carioca.

SIGA O TVFOCO NO INSTAGRAM E FIQUE POR DENTRO DE TUDO! CLIQUE/TOQUE AQUI.

PUBLICIDADE

Comentários recentes