Mais destaques

Mais destaques

Provocações e processos: Os momentos que Globo e SBT se atacaram e tornaram o mundo artístico tenso

Guerra entre SBT e Globo já foi das mais pesadas (Foto montagem TV Foco)
Guerra entre SBT e Globo já foi das mais pesadas (Foto montagem TV Foco)
Guerra entre SBT e Globo já foi das mais pesadas (Foto montagem TV Foco)

Globo e SBT vivem hoje um momento digamos “tranquilo”. Se levarmos em conta a rixa que a emissora carioca tem com a Record, que já promoveu diversos ataques, podemos dizer que o SBT de Silvio Santos é hoje um dos mais próximos da palavra “parceiro” da Globo que podemos citar.

No entanto, nem sempre essa paz que existe hoje entre Globo e SBT reinou. Pelo contrário, ao longo da história alguns momentos mostraram uma concorrência pra lá de acirrada com direito a muita disputa, provocações, ameaças e processos.

+ Bruna Marquezine curte foto de Neymar com outra, tenta “despistar” e paga mico

Vamos relembrar alguns?

“A CASA DOS ARTISTAS X BIG BROTHER BRASIL”
Em 2000, o SBT lançava aquele que seria o maior sucesso de sua história “A Casa dos Artistas”. Silvio Santos até se interessou em comprar o formato do “BBB” antes da Globo, mas como a negociação não foi para frente, resolveu lançar seu próprio reality show. Sucesso total, com direito a 47 pontos de média em sua final e choro de Silvio Santos nos bastidores, a atração iniciou uma grande guerra entre as duas emissoras. Para se ter uma ideia, a Globo entrou na Justiça do Estado de São Paulo para impedir a exibição do programa, que foi suspenso por dois dias, mas a Justiça deu ganho de causa ao SBT. No entanto, a Globo recorreu. Nas noites de domingo de novembro e dezembro, enquanto era exibida a Casa dos Artistas, o SBT conquistava pela primeira vez o primeiro lugar em audiência naquele horário, enfrentamento com o Fantástico. Com medo de novos processos e acusações de plágio, o SBT desistiu de produzir o programa em 2004. Em março de 2015, o Superior Tribunal de Justiça considerou o programa como plágio do Big Brother e condenou o SBT a pagar uma multa em torno de R$ 18 milhões.

Veja também

FAUSTÃO X GUGU
O maior embate da disputa de audiência aos domingos sempre foi e sempre será entre Gugu e Faustão. Nos anos 90 e começo dos anos 2000, os dois apresentadores disputavam cada décimo com euforia. A cada semana que vencia, o SBT veiculava uma propaganda comemorativa destacando a liderança de Gugu. As disputas duraram anos e quem ficavam, muitas vezes, entre a cruz e a espada eram alguns artistas. Muitos deles, convidados para os dois programas, no mesmo domingo, já tiveram que fazer uma escolha, que com toda certeza acabou desagradando alguém.

PANTANAL X BENEDITO RUY BARBOSA
Em plena crise de audiência, o SBT deu uma de suas maiores cartadas de todos os tempos em 2008. Colocou no ar a novela “Pantanal”, um dos maiores sucessos da TV manchete de 1991. Silvio Santos alegava ter comprado parte do acervo da TV Manchete e por conta disso tinha o direito de reprisar a novela, que em poucas semanas, se isolou na vice-liderança com médias de 15 anos.“Amanhã, depois que terminar a novela da Globo, A Favorita, troque de canal e veja Pantanal”, dizia a chamada veiculada nos intervalos comerciais da emissora. A Globo contestou a reexibição, pois detinha os direitos do texto, adquiridos do autor Benedito Ruy Barbosa. O autor processou o SBT e a disputa se arrastou por muitos anos até que em 2016, a justiça definiu que por não ter tido “consulta prévia ou qualquer tipo de movimentação por parte do SBT para conciliação ou compra dos textos”, a emissora teria que indenizar Benedito Ruy Barbosa em cerca de R$ 100 milhões por danos morais e profissionais.

Claro esses são apenas três episódios de uma guerra pra lá de intensa de muitos anos que vai e volta! De qualquer forma, esperamos que tenha gostado! Deixe seu comentário e relembre mais alguns episódios conosco.

VÍDEO YOUTUBE: Famoso é pego em sexo a 3 e esposa fala abertamente sobre traição

TV Foco AO VIVO Acompanhe

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários