proibida

Queimaduras no corpo: A marca de suco amada por muitos proibida pela ANVISA e situação AGORA (19)


Fachada da Anvisa e suco proibido - Foto Reprodução Internet

Se surpreenda ao saber que marca de suco amada por muitos foi proibida pela ANVISA após risco de queimaduras no corpo

E o famoso órgão de fiscalização, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a Anvisa, conhecida e querida por todos os brasileiros, tem marca de suco amada por muitos proibida após queimaduras no corpo e situação AGORA (19).

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Telegram

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a Anvisa, que tem como função, regulamentar, controlar e fiscalizar os produtos e serviços que envolvam risco à saúde pública, podendo apreender, recolher, proibir e a suspender armazenamento, comercialização e distribuição do produto, ou serviço, agora tem marca de suco amada por muitos proibida após queimaduras no corpo.

Acontece que em março de 2013, o portal “acritica”, noticiou que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a Anvisa, proibiu, na época, a venda, fabricação, distribuição e comercialização do suco Ades, em decisão publicada no Diário Oficial da União, após falha no processo de higienização, gerando risco do produto causar queimaduras.

Na epoca, a medida afetou diretamente os produtos fabricados em Pouso Alegre, Minas Gerais, sendo eles os sucos em embalagens de 1 litro sabor abacaxi, cereais com mel, chá verde com tangerina, chá verde com limão, choclate clássico, chocolate com coco, frapê de coco, laranja, maçã, manga, maracujá, melão, morango, original, pêssego, shake morango.

Receba nossas notícias diretamente no seu WhatsApp


E ainda os sucos de uva, vitamina banana, zero frapê de coco, zero laranja, zero maçã, zero original, zero pêssego, zero vitamina banana, zero uva; embalagens de 1 litro promocional (pague 900 ml, leve 1 l) sabores laranja, uva e maçã; embalagens de 1,5 litro sabores maçã, uva, laranja e original.

Veja também

Segundo as informações divulgadas na época, os lotes foram suspensos até que a Anvisa pudesse reconhecer a extensão dos problemas e a Unilever, que é responsável pelo produto, divulgou nota na época informando sobre a situação, dizendo:

“Os produtos do lote acima mencionado foram distribuídos nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná. Nessas unidades, foi identificada uma alteração no seu conteúdo decorrente de uma falha no processo de higienização, que resultou no envase de embalagens com solução de limpeza. O consumo do produto nessas condições pode causar queimadura”, disse em Nota.

Os produtos mencionados são 96 unidades do suco Ades Maça 1,5l, onde o lote continha as iniciais AGB 25 e foi fabricado no dia 25 de fevereiro de 2013, com validade até 22/12/2013, que estão inapropriadas para consumo, pois as embalagens teriam sido preenchidas com uma solução de limpeza no lugar da bebida, o que poderia causar queimaduras ou forte sensação de ardência na boca.

Sabendo disso, na época, a empresa afirmou que a falha foi identificada e solucionada, e os produtos existentes na empresa foram retidos e os que já haviam saído para os pontos de venda foram recolhidos.

Qual o maior produtor de frutas do mundo?

Segundo o portal “agricultura”, os três maiores produtores são China, Índia e Brasil.

🚨 Celso, Patrícia e Rebeca em novo programa + Domingão em 2 partes cancelado + Demissão no SBT        

NOS SIGA NO INSTAGRAM

Logo do TvFoco

TV FOCO

📺 Tudo sobre TV e Famosos que você precisa saber.

@tvfocooficial

SEGUIR AGORA

Autor(a):

Eu sou Rafael Silva, tenho 28 anos e sou Arquiteto e Urbanista por formação pela Universidade Potiguar. Viciado em estar por dentro de tudo que acontece, sou Redator Web por vocação. Sempre foi apaixonado por escrita e leitura e me encontrei no mundo do entretenimento. Acompanho a vida dos famosos e celebridades diariamente pelos seus perfis das redes sociais e faço matérias sobre as fortunas dos artistas e suas mansões elegantes . Adoro jogar vídeo game e assistir séries e filmes. Minhas redes sociais são: lucas.rafael@otvfoco.com.br